31 maio 07
costurainspiração
Costura para autodidatas
por Andrea

O que me atrai na costura é simples: o poder de criar coisas a partir de um simples pedaço de pano. A satisfação que sentar na sua máquina, com um pedaço de tecido,  pisar no pedal, ficar fazendo aquele barulhinho da agulha? E finalmente, depois de horas desligar a luz que fica atrás com objeto acabado nas mãos ? Só quem costura sabe o que é esta sensação divina.

Eu nunca fiz cursos (nada contra, só que eu nunca fiz). Foi assim: eu ganhei uma máquina de costura de Natal, sentei e saí costurando na marra, por tentativa e erro. Também desmanchei várias roupas e objetos só para ver como eram feitos e  tentei reproduzir (uma ótima técnica por sinal). Quando empaco em alguma parte felizmente posso contar com a consultoria da minha mãe que é expert no metier,  que sorte ! E quase sempre ainda corro para Internet e dou  procuro coisas do tipo how to sew elastic” ” how to sew double bias tape .

E assim vou levando a vida e costurando as coisas que eu quero. Mas sinto falta de uma fonte de referência lá do meu lado na hora de costurar. Um guia básico de técnicas de costura,  um salvador da pátria. Era algo que eu queria, mas tinha dúvidas se existia. Até que pesquisando na net e perguntado para quem conhece do assunto, descobri  O Grande Livro da Costura.

Costura Auto Didata

As opiniões sobre ele são unânimes : é o melhor  livro de referência porque é ilustrado , é completo, mostra tudo o que você quer e precisa saber, desde técnicas básiconas até as avançadas.

A má notícia é que parou de ser publicado no Brasil há algum tempo. Então, existem 3 saídas.
1. Procurar em sebos da sua cidade . Eu até hoje não achei em nenhum
2. Encomendar na Livraria Cultura ou na Amazon
3. Herdar ( a melhor, hehe)

Existe ainda a versão americana e atualizada do livro acima. Ótima pedida pra quem sabe inglês mas ainda assim  com o incoveniente de ter que  converter medidas e procurar termos técnicos no dicionário.

Costura Auto didata

Eu gosto mais da edição brasileira. Pra mim aquela capa estilo caixa de costura continua sendo o máximo. Mas se demorar muito pra achar, vou atrás da americana mesmo.

Se você é sortuda e já tem este livro (ou outro que goste) me escreva, eu quero saber se é tão bom como eu estou imaginado. Se você está na procura como eu, boa sorte !

E Editoras, tá na hora de relançar este livro e outros sobre costura aqui no Brasil, né ? As costureiras agradecem.

29 maio 07
nhac
Chocolate quente
por Claudia

Chocolate quente

Tem um bairro aqui em Londres muito eclético chamado Soho. Eu andava muito por aqueles lados e cada dia eu descobria um lugar interessante novo. Numa das andanças à procura de pãozinho fresco, achei ao acaso uma mercearia italiana. Comprei o pão que queria e, enquanto esperava o troco, fiquei olhando as prateleiras pra ver o que mais de legal eles tinham pra vender. Quando vi o Ciobar, pedi pro moço abrir minha conta de novo porque eu ia levar mais algumas coisinhas ;-)

Ciobar - Embalagem

Ciobar parece embalagem de flan ou pudim, mas na verdade é um preparado rápido pra fazer chocolate quente, desses grossos, de tomar de colherzinha. Ele é produzido pela Cameo na Itália, a mesma empresa que a Dr. Oetker. Eu sei que vocês vão perguntar se existe pra vender no Brasil. Em SP, vocês podem tentar ligar na Casa Santa Luzia ou no Empório Santa Maria, mas eu desconfio que vai ser difícil.

Mas isso não importa. Essa foi só uma introdução pra falar do tema de hoje: faça você mesma um chocolate quente denso, de tomar de colherzinha. Pra conseguir essa consistência, o segredo é um só: usar maizena.

Vou passar duas receitas que voces podem repetir em casa, mesmo sem ter o tal do Ciobar ;-)

Chocolate quente simples
(site: Ana Maria Braga)

1 litro de leite integral
Chocolate em pó a gosto
1 xícara de açúcar ou a gosto
1 colher (sopa) de maizena diluída em um pouco de leite

Coloque o leite em uma panela, misture o chocolate, o açúcar e a maizena diluída. Deixe ferver, mexendo sempre, até ficar espesso.

Obs.: Para fazer uma porcao individual, de uma xícara, coloque uma colher de sobremesa rasa de maizena e siga o mesmo modo de preparo.

Chocolate quente incrementado
(site: Cybercook)

1 lata de creme de leite
1 lata de leite condensado
1 litro de leite
4 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de amido de milho
1 colher (café) de noz-moscada
2 unidades de canela em pau
6 unidades de cravo-da-índia
1 1/2 xícaras (café) de rum

Misture o leite, o leite condensado, o chocolate, o amido de milho, a noz-moscada, o cravo e a canela. Coloque no fogo e espere ferver. Retire do fogo e misture o creme de leite. Coe para retirar os pedaços de canela e o cravo. Misture o rum.

Ciobar - Acabou...

Curiosidades
Pra quem gosta de ler bula de remedio e lista de ingrediente de embalagens de supermercado, eu copiei os detalhes do Ciobar. Tá em italiano, mas mesmo assim dá pra ver que na formula também vai o ingrediente secreto: amido (maizena).

Ingredientes: cioccolato comune magro in polvere 74,6% (zucchero, cacao magro 25%, correttore di aciditá: carbonato di potassio), amido modificato, cacao magro, sale, aromi, il prodotto puó contenere tracce di frumento, latte, uova, nocciole, mandorle e soia.

* * * * * * * * * *
Também no Superziper: Receita de banana de forno da Cláudia, aquele tipo de receita vapt-vupt e que sempre fica boa, uma sobremesa ótima pra se fazer rapidinho, meter no forno e ir papear com as visitas enquanto fica pronta! E mais… confira um índice com tudo que já publicamos.

29 maio 07
casa craftreciclagemtricô e crochê
Frio chama manta de crochê !
por Andrea

ripple

Então agora não tem mais desculpa, né ? Já é outono, esfriou um bocado então está na hora de pegar de novo as agulhas de tricô e crochê para botar os projetos parados em andamento. Assim quando o inverno chegar mesmo a gente vai ter coisas novas, bonitas e quentinhas pra usar.

 

A minha dica para quem faz crochê é a “manta de crochê ondulada”. O que adorei nesta manta é que tem aquele jeitinho antigo coisa da vovó pero no mucho. E serve tanto para as iniciantes quanto para as experientes.
Dá para fazer uma manta destas ficar bem sofisticada ou até um colcha com sobras de lã tipo Família (olha a reciclagem de materiais, mais uma vez!) , mas o truque não é usar qualquer cor que você tiver por aí e sim planejar antes o mapa de cores e repetições que você quer na sua manta. Já estou na terceira cor da minha e ainda falta muito pela frente, mas este projeto apesar de ser meio repetitivo, não enjôa. Acho que é porque crocheta-se relativamente rápido, com agulha 4 mm.

Ripple Afghan

Se empolgou? Olha aqui algumas dicas quentes pra quem quiser se aventurar:

– Estou usando este modelo aqui e mudando de cor a cada 2 carreiras. Dá uma manta de solteiro. Se quiser de casal, faça com o dobro de pontos.
– Quer tentar outros modelos ? É só googlar ripple afghan pattern
– Um grupo do flickr dedicado a estas mantinhas coloridas, tem este modelo e outros. Vejam as cores e se inspirem !
– Para quem tem espírito de equipe, o blog Ripple Along, onde um monte de gente crocheta a mesma manta juntos, tira dúvidas e mostra!
– Como falei antes, para a sua manta ficar legal você vai ter que antes de tudo bolar um combinação de cores que funcione bem em conjunto. Pegue todas as sobras de lã que você já tem e use este programinha mágico que gera listras. Basta você clicar nas cores que quer compor, indicar o número de camadas de cor e voilá: ele gera para você um gráfico da cores da sua manta.

* * * * * * * * * *
Também no Superziper: Faça você mesma um chocolate quente denso, de tomar de colherzinha. Pra conseguir essa consistência, o segredo é um só: usar maizena. Confira duas receitas sem erro! E mais… confira um índice com tudo que já publicamos.

28 maio 07
outras técnicas
Livro personalizado
por Claudia

Livro carimbado

A dica de hoje é para inaugurar um assunto que eu adoro: carimbos. Aliás, preparem-se, porque essa semana mostrar como fazer carimbo usando uma borracha escolar.

Esta idéia eu vi na revista Martha Stewart Living de maio de 2007. Recomendo que vocês vejam uma foto ampliada. A produção dela é bonita, de muito bom gosto e serve de inspiração.

Dicas:
. Para carimbar, afaste a capa e contra-capa e segure firme as páginas do livro.
. Para um efeito desgastado, carimbe primeiro antes em um papel e depois no livro. Assim você tira o excesso da tinta e o tom fica mais claro.
. Que tal usar a técnica quando for presentear alguém com um livro? O único inconveniente é que a pessoa não vai mais poder trocar.
. Você pode usar carimbos de acordo com o tema do livro: avião para livros e guias de viagem, flores para livros de jardinagem, etc.

Página 1 de 712345...Última