12 mar 09
outros bla bla blas
A saga de uma boneca pré-Blythe
por Claudia

princess-daisy-doll

Não é de hoje que bonecas recebem tratamento especial. Para quem não entende o apelo das Blythes & cia, vale a pena conhecer um exemplo que aconteceu há mais de 100 anos. Pode-se argumentar que hoje os motivos das milhares de garotas, moças e senhoras que mantêm um hobby bonequeiro sejam outros. De qualquer forma, é sempre bom revisitar a história para entender melhor o presente.

Então agora vou contar a saga da Princess Daisy, uma boneca inglesa que ganhou seu “baú da felicidade” na Holanda,  foi rejeitada pelo novo dono, virou presente de rainha e depois foi morar para sempre em um museu.

Vi esta boneca ao vivo no Museum of Childhood em Londres. Ela é um dos principais destaques da seção de bonecas, deste museu dedicado a brinquedos e à infância. O que mais impressiona são os acessórios que a acompanham: um enxoval completo e centenas de roupinhas e adereços.

No enxoval da boneca há varios tipos de roupas, vestidos, casacos, luvas, fraldinhas de tecido, tudo feito sob encomenda, especialmente para ela. Ela também ganhou tradicionais colher e garfo de prata, além de jóias de ouro e pérolas, presentes que famílias ricas da época costumavam dar para crianças em batizados.

princess-daisy-acessorios

A história da boneca começa em 1894, em Amsterdã. Miss Grote Twiss queria fazer uma ação para arrecadar dinheiro para crianças pobres na Holanda. Ela decidiu que iria criar uma atração tão fora do normal que fizesse um monte de gente querer pagar para ver. Então ela pegou um desses catálogos de venda por correio e comprou uma boneca inglesa comum – na época estavam em voga as que tinham cabeça de cera. Depois, encomendou várias peças para serem feitas sob medida por artesãos e outros profissionais do ramo craft. Nasceu assim a ‘Princess Daisy’.

Em 1895, finalmente a boneca ganhou todo o destaque que merecia durante a Exposição Internacional de Amsterdã. E Miss Twiss conseguiu o que queria: arrecadou bastante dinheiro para a sua causa. Em seguida, a boneca foi comprada por uma associação de caridade inglesa, de novo para servir de atração. Fizeram uma turnê com a boneca pelo pais e, no final, seria sorteada como o grande prêmio de uma rifa. Mas o vencedor não apareceu e Miss Twiss, que preferia que a boneca ficasse nas mãos de uma criança, deixou que fizessem da boneca o presente de batizado da Princesa Mary, a filhinha de dois anos do Duque e da Duquesa de York (que mais tarde se tornaram o Rei George V e a Rainha Mary). Como Mary era muito novinha para usar seu novo brinquedo, Princess Daisy foi emprestada para o Victoria & Albert Museum. E logo depois, em 1963, foi doada, junto com toda sua parafernália, para o V&A Museum of Childhood onde esta em exibição desde então.

Depois dessa história, uma Blythe com mais de 60 pares de sapato não pode incomodar ninguem!

E mais…. uma Miss Twiss do seculo 21 estaria muito bem abastecida de crafters treinados e especializados em roupas e acessorios para boneca!

16 ZigZags
  1. 13 de Março de 2009 às 12:04

    Quem me dera ter 60 pares de sapato de blythe.^^

    Adorei a história da boneca. =D

    Responder
  2. 13 de Março de 2009 às 12:04

    Quem me dera ter 60 pares de sapato de blythe.^^

    Adorei a história da boneca. =D

    Responder
  3. tio .faso disse:
    13 de Março de 2009 às 12:13

    Por mais que eu ache as Blythes estranhas (posso falar isso com juízo, pois faço bonecos mais estranho ainda), não me incomoda o fato de fazerem tantos acessórios para boneca. É o mesmo que reclamar que os Comandos em Açõa (sim, sou velho) tinham muitos equipamentos e veículos.

    Adultos quando são apenas adultos, acham que gastar dinheiro e tempo com brinquedos não vale a pena. Eu prefiro continuar sendo essa enorme criança de 1m94! XD

    Abraços e história super interessante!,

    .faso

    Responder
  4. tio .faso disse:
    13 de Março de 2009 às 12:13

    Por mais que eu ache as Blythes estranhas (posso falar isso com juízo, pois faço bonecos mais estranho ainda), não me incomoda o fato de fazerem tantos acessórios para boneca. É o mesmo que reclamar que os Comandos em Açõa (sim, sou velho) tinham muitos equipamentos e veículos.

    Adultos quando são apenas adultos, acham que gastar dinheiro e tempo com brinquedos não vale a pena. Eu prefiro continuar sendo essa enorme criança de 1m94! XD

    Abraços e história super interessante!,

    .faso

    Responder
  5. stella disse:
    13 de Março de 2009 às 13:37

    esta boneca deitadinha em seu rico vestidinho rendado me lembrou uma imagem de nossa senhora menina que tinha no colégio de freiras onde eu estudei a quinta série.

    era uma imagem de uma menininha de uns seis meses de idade, deitada num colchãozinho coberto por toalha rendada. ela usava um vestido de renda muito antigo, e uma touquinha muito parecida com a da princess daisy.

    era exposta em uma caixa de vidro, perto da porta da capela. e as freiras me disseram que era a imagem de nossa senhora menina.

    ué, não tem menino jesus? então…

    Responder
  6. stella disse:
    13 de Março de 2009 às 13:37

    esta boneca deitadinha em seu rico vestidinho rendado me lembrou uma imagem de nossa senhora menina que tinha no colégio de freiras onde eu estudei a quinta série.

    era uma imagem de uma menininha de uns seis meses de idade, deitada num colchãozinho coberto por toalha rendada. ela usava um vestido de renda muito antigo, e uma touquinha muito parecida com a da princess daisy.

    era exposta em uma caixa de vidro, perto da porta da capela. e as freiras me disseram que era a imagem de nossa senhora menina.

    ué, não tem menino jesus? então…

    Responder
  7. stella disse:
    13 de Março de 2009 às 13:44

    mais informações sobre a devoção a Nossa Senhora Menina aqui:

    http://comorezaroterco.blogspot.com/2007/04/reze-o-terco-todos-os-dias.html

    Responder
  8. stella disse:
    13 de Março de 2009 às 13:44

    mais informações sobre a devoção a Nossa Senhora Menina aqui:

    http://comorezaroterco.blogspot.com/2007/04/reze-o-terco-todos-os-dias.html

    Responder
  9. 13 de Março de 2009 às 14:55

    Geten, que mimo essa boneca. Será que se fizessem uma reprodução não venderia como água para colecionadores?

    Pelo menos ela manteria a carreira de “benfeitora”, beneficiando crianças carentes. :)

    PS: eu acho o máximo ter 60 pares para blythe mas acredito que muita gente tenha muito mais.

    Responder
  10. 13 de Março de 2009 às 14:55

    Geten, que mimo essa boneca. Será que se fizessem uma reprodução não venderia como água para colecionadores?

    Pelo menos ela manteria a carreira de “benfeitora”, beneficiando crianças carentes. :)

    PS: eu acho o máximo ter 60 pares para blythe mas acredito que muita gente tenha muito mais.

    Responder
  11. 14 de Março de 2009 às 17:53

    Eu adorei a história da boneca. Achei impressionante todas as roupinhas, acessórios e delicadezas que fizeram especialmente pra ela, todo o cuidado…

    mas fiquei com medo dela. Deve ser porque essas imagens dela deitada me lembram muito aquelas fotos antigas que faziam de crianças mortas (colocavam roupinha bonita nas crianças, arrumavam elas deitadas numa cama, com flores e brinquedos em volta). O mais assustador é porque elas não pareciam estar mortas, mas apenas dormindo…

    Responder
  12. 14 de Março de 2009 às 17:53

    Eu adorei a história da boneca. Achei impressionante todas as roupinhas, acessórios e delicadezas que fizeram especialmente pra ela, todo o cuidado…

    mas fiquei com medo dela. Deve ser porque essas imagens dela deitada me lembram muito aquelas fotos antigas que faziam de crianças mortas (colocavam roupinha bonita nas crianças, arrumavam elas deitadas numa cama, com flores e brinquedos em volta). O mais assustador é porque elas não pareciam estar mortas, mas apenas dormindo…

    Responder
  13. 15 de Março de 2009 às 11:52

    Que linda a história dessa boneca e como amooo esse estilo achei fantástica, queria muito visitar esse museu um dia…uma reprodução dessa boneca seria mesmo o máximo, eu compraria na hora !
    Beijos !

    Responder
  14. 15 de Março de 2009 às 11:52

    Que linda a história dessa boneca e como amooo esse estilo achei fantástica, queria muito visitar esse museu um dia…uma reprodução dessa boneca seria mesmo o máximo, eu compraria na hora !
    Beijos !

    Responder
  15. Marcia disse:
    22 de Março de 2009 às 21:21

    isso mostra como é bom cuidarmos bem de nossas bonecas, ja pensou se alguma criança tivesse quebrado ela e abandonasse no tempo? seria horrivel…
    adorei a boneca, ela é muito linda e esta tendo a devida atenção

    Responder
  16. Marcia disse:
    22 de Março de 2009 às 21:21

    isso mostra como é bom cuidarmos bem de nossas bonecas, ja pensou se alguma criança tivesse quebrado ela e abandonasse no tempo? seria horrivel…
    adorei a boneca, ela é muito linda e esta tendo a devida atenção

    Responder
Deixe seu Comentário

«
»