30 abr 09
inspiração
Link Love da Semana
por Andrea

Avental
Apron / Avental com divisórias, originally uploaded by tempodealgodão.

* Estamos adorando ver a produção de aventais handmade da Tempo de Algodão. Ficamos felizes em termos inspirado a Edna a criar seus próprios modelos, um mais lindo que o outro e cheios de detalhes bem sacados. Gostou? Veja o nosso tutorial de avental básico e invente um com a sua cara.

* Essa semana rolou lá no fórum do Superziper: Como colocar forro de plástico numa necessáire, com o help da Danny Barros.

* Gostamos: tutorial de porta óculos, via Atelier Madrecita.

* Pra babar… Casinha de cachorro de tecido, via Molly Chicken.

* Ainda no tema casa craft, gostamos desta ideia de aproveitar uma janela de demolição como cabideiro e prateleira para sala, da Yvone via Flickr.

* Para fazer depois de sua proxima visita ao bairro da Liberdade, um projeto simples e original: peixe japonês vira um puxa saco, via Reino Selvagem.

* Nhac: estamos loucas para tentar fazer esta receita aqui !

* Blog novo no ar: Kawaii, da Elisa Dantas, que já escreveu aqui com a gente no Superziper. De cara ela fez um post super legal sobre as máquinas de costura que ela já teve – quem sabe não ajuda na sua decisão.

* Inscrições abertas para o 2o. Prêmio Craft Design – até 10 de junho. Regulamento aqui.

E um ótimo feriado pra todo mundo :D

***********
Também no Superziper: Se você também tem conta no Google pode seguir os post daqui no Google Friends. E também nos nossos microposts no Twitter. Correpralá :)

29 abr 09
ateliê craftblogueira convidada
A casa crafty da Ana Sinhana
por Andrea

casa crafty da sinhana
por Ana Matusita, da ana sinhana, blogueira convidada*

Já disse e repito: sou uma crafter voyeur-curiosa-novidadeira assumida. Adoro olhar cantinhos das casa alheias e me divirto conferindo blogs de decoração. E prefiro casas reais, porque há muito tempo entendi que casa não é showroom, que há um nível de bagunça aceitável (e até desejável) para manter a harmonia do lar e das relações.
Então, vira e mexe estou no Apartment Therapy, Design Sponge, Decoueração ou pelos grupos do flickr, como o Corners of my Home. Um outro blog com achados baratos e bacanas é o a partir de 1,99, cheio de dicas charmosas. E todos têm em comum a apologia da identidade da casa, conquistada especialmente pelo fazer, ou seja, são repletos de idéias do-it-yourself. Inspiração diária na web vinda dos quatro cantos do planeta é o que não falta!

Mas, dando uma olhadinha nos 10 mandamentos do crafter aqui no superziper, lembrei que tem um que me pega de jeito: 10) não esqueça de cuidar de você. E vou além, não esqueça de cuidar da sua casa, lute contra o velho ditado, “casa de ferreiro, espeto de pau”. Pra quem trabalha com craft, é fácil se esquecer ou postergar aquele mimo pra si mesmo, aquele trato num cantinho especial da morada. O que me faz lembrar de outro ditado: “Enquanto descansa, carrega pedra”. Meu avô, marceneiro de mão cheia, sempre dizia isso porque aproveitava todos os momentos de lazer, assim como todos os pedaços de madeira que achava pela frente, pra fazer algo pra casa ou pros netos. E eu, se não herdei dele o dom da marcenaria, mantenho comigo a mania de criar coisas pro lar sempre que posso.

A cozinha
Há uns meses, ataquei a cozinha de casa, que era cinza e planejadinha desde que nos mudamos pra cá. Troquei os armários sem graça, comprei banquinhos e cadeiras novas, fiz tapetes de crochê, pendurei um poster antigo, colei adesivos nos azulejos, forrei móveis com oleado. E, no final, coloquei à mostra objetos queridos, herdados por mim e pelo marido.

Mas a grande vedete dessa mudança foi um armarinho antigo de madeira, daqueles tipo farmacinha, que encontrei numa loja de móveis usados. Foi amor à primeira vista e o engraçado é que sempre o imaginava pintado de vermelho.

casa crafty da sinhana casa crafty da sinhana
O estado geral do pobrezinho não era dos melhores: estava sem portas, nem prateleiras, nem dobradiças, com uma pintura branca descascada, suja e feia. Os olhares de desdém da família foram cruéis. O importante, nessas horas, é não se abater e manter o olhar no potencial, no que pode vir a ser. E, sem modéstia alguma, depois de pintado, com prateleiras, porta e puxador renovados, ficou lindo meu farmacinha vermelho!

casa crafty da sinhana

O Ateliê
Meu ateliê, que fica numa construção separada do corpo da casa, foi todo feito com o mínimo de gastos e o máximo de reaproveitamento. Reaproveitei portas, pedaços de janela e o que mais foi possível. Afinal, reciclar e reutilizar são atitudes que estão na ordem do dia.

casa crafty da sinhana
O mural de recados da foto acima foi feito com o topo de uma estante velha e escura que desmontei (parte dela virou armário de louça). O topo tinha o formato perfeito para se tornar um mural. Mas, ao invés de usar cortiça, resolvi usar a coleção de rolhas de garrafa daqui de casa que, ao longo dos anos, está ficando imensa (aqui, abro o parênteses pra jurar de pé junto que não incentivo o alcoolismo! mas, se for beber um vinhozinho de vez em quando, guarde a rolha para usar depois). A prateleira em cima do mural foi feita com parte de uma janela antiga que achei na rua.

Já as mesas de corte e das máquinas de costura são placas grossas de mdf aparecem neste post. Elas apoiadas apoiadas em cubos vazados baratinhos, que servem como prateleiras para os aviamentos. Forrei uma das placas com páginas de mangá e a outra com moldes velhos de revista de costura (usei cola branca diluída em água e selei com verniz fosco).
E para o ateliê também fiz um quadrinho de patchwork com moldura antiga:

sinhana8
Enfim, com alguma criatividade dá pra se criar muita coisa bacana pra casa da gente. É só não desanimar, ter paciência e alguma disciplina de fazer um pouquinho por dia!

Outras idéias da web que eu gosto:

1. Quadrinho de porta de entrada da Carol Grilo, homenageando a moradora felina da casa;
2. Parede de espelhos da Rô Vargas. O detalhe charmoso fica por conta da cadeira desenhada à mão;
3. Porta-recados de patchwork da crafter portuguesa Constança Cabral, que saiu na Ikea Family Life.

*************
Também no Superziper: É com este post que a Ana se despede da coluna Blogueira Convidada aqui do Superziper. Ahhhh……
Mas não deixem de conferir os posts bacanérrimos que ela fez aqui, falando de estamparia artesanal e carimbos para tecido. E é claro que ela vai continuar postando coisas lindas no blog dela, o AnaSinhana

28 abr 09
craft tour
Meias no Japão
por Andrea

 

 

 

 

 

kutsushitaya

Escolher um par de meias é tarefa dificil no Japão. Não por falta de opção, pelo contrário. As meias são um acessório fashion, fundamental no guarda roupa das jovens japonesas portanto existem centenas de tipos e cores disponíveis no mercado. As seções de meias das lojas de departamentos (“depaato”) costumam ser enormes e ter meias de todos os tipos e cores.

Acho que existe outra razão para a obsessão nacional por meias. Na maioria das casas japonesas e até em alguns escritórios é preciso tirar o sapato logo na entrada e calçar um chinelo. Então é legal estar sempre com uma meia bonitinha por dentro do sapato. Nada de meia furada! Depois não vai dizer que eu não avisei.

E dá-lhe meias compridas, curtas, furadas, com todos dedos, alguns dedos, tipo polainas, com cordinhas, enfim, uma loucura total. Um modelito que é novidade é uma meia tipo polaina feita com malha bem fina (primeira foto), quase transparente. Fica legal com sandália no verão pois deixa a ponta dos dedos pra fora. Será que a moda que chega aqui ?

meiameia2meia1

Eu estava andando numa galeria na província de Kumamoto, quando me deparei com estes macacos fofíssimos e feitos de meias. Eles estavam decorando a entrada da rede de lojas Kutsushitaya (Kutsushita= meia, ya = loja). Por causa dos macacos descobri a loja de mais meias bacana do Japão. Nada como uma vitrine lúdica e caprichada para vender bem um produto e nisso os japoneses são craques.

macaco da kutsushitaya macaco da kutsushitaya

O macaco de colete marrom era enorme, quase do tamanho de uma pessoa. Ele ficava sentadinho na porta da loja. Reparem no chapeuzinho e no coletinho, que eram tricotados à mão. E ele usa meias, é claro! Já o casal de macacos cinza era pequenininho e na vitrine. Eles foram feitos com meias de tamanho natural, à venda na própria loja. Na plaquinha ao lado dels, estavam instruções (em japonês) indicando como fazer um igual em casa.

Mas não chora se você não sabe ler japonês. Achei este tutorial que ensina a fazer o macaco de meias, via WebGodess (em Inglês).

 

27 abr 09
casa craftoutras técnicas
Cogumelos no cabide de parede
por Claudia

Cabide de parede de cogumelos

Ficar em casa sem nada na cabeça dá em projetos inusitados. Limpando a bagunça da área de serviço, achei um cabeideiro de madeira, cor mogno, que tinha comprado em uma promoção do ponto vermelho da Tok & Stok. Bati o olho nele pendurado na parede e achei que não estava combinando muito… Daí que resolvi pintar e transformar os ganchos em cogumelos :-)

Execução simplérrima e no estilo use what you have:

1. Primeiro, uma demão de tinta branca pra esconder a cor da madeira. Usei um resto de tinta de parede mesmo.

2. Depois de seco, pintei a parte vermelha com (pasmem!) esmalte de unha. Foi ótimo porque secou super rápido!

3. Bolinhas brancas com a mesma tinta de parede.

4. Parte mais demorada do processo: decidir se pintava a base de verde ou deixava de branco mesmo! Foram dias amadurecendo a idéia até que me decidi por pintar…

5. Mais uma etapa de pincel e tinta verde.

Dei uma olhada no site da Tok & Stok e este cabideiro ainda está no catálogo, custa 16 reais. Tem também um modelo com 3 ganchos.

Fiquei super feliz com o resultado. Acho que vou dar de presente de Dia das Mães. Só não vai ser surpresa porque minha mãe também lê o Superziper…

*********************
Também no Superziper: Pegue um cabide de arame. Uma, duas, três dobrinhas e zás… está pronto um suporte para pendurar livros ou LPs. Ensinamos a técnica aqui, confira!

Página 1 de 512345