27 maio 09
inspiração
Link Love da Semana
por Andrea

gola

* Muito legal ver que vocês continuam remixando os nossos projetos. Remixar, é pegar o espírito de um projeto e dar uma ‘tapa’ nele, mudando o material, as cores, os detalhes, deixando ele com a sua cara. Foi neste espírito de remix que a Kamilla da Margarida nos escreveu contando que gostou muito da nossa Gola de Tricô, mas como não sabe fazer tricô, resolveu recriar a gola em tear de pente liço, que é a especialidade craft dela. Ela se empolgou e teceu golas em cores diferentes, caprichando nos detalhes de cada peça.

Ela mesma conta os detalhes: ” A gola verde da foto acima feita no tear de pente liço com dois tons de verde da lã Pingüim Família. A urdidura (trama) no tear leva 60 cm de acréscimo a media da peça que você deseja fazer – então para a urdidura usei 40 fios de 1, 20 m de um verde mais escuro. Teci com um verde mais claro. A gola tem 60×20 cm. Com a lã Família, a gola deve ser tecida com pontos bem frouxos, para ficar maleável.”
Ah, ela conta que a gola também fica legal feita no tear de pregos. Como vocês podem ver, as possibilides são muitas, basta ter criatividade. Esta golinhas são ótimas para aquecer o pescoço nos dias frios.

* Golas, lá fora são chamadas de Scarfette, e estão definitivamente em alta. Veja este modelo do blog Ressurection Fern (dica da Nathalia, que comentou ligeirinha este post). O destaque do modelo está na lã artesanal bacanuda que faz toda a diferença no visu. E notem que ela leva botões dos dois lados, ou seja, além de bonita é dupla face .

* Ha-ha gostamos da carteira feita de fita K7 reciclada, a última do Coronel Lehmann.

*Nhac: Craft food: Bombinhas em formato de Totoro (em inglês) , via Kanten. Quem tem coragem de comer essa fofura ?

* Bolsinha feita com caixinha de doce japonês ( você encontra caixinhas assim na Liberdade-SP). Eu faria uma para usar como embalagem de presente ! Via Craft:

* Ecobag encapada com crochê. Idéia super colorida da SarahLondon. Projetos como este me lembram como crochê pode ser o máximo.

* Não comestível: Achamos lindos os mini cupcakes ( e outros doces também), da Pokkuru.

* Tem vestido novo na lojinha da Suiane Maria. Este pretinho eu usaria para passear em Tóquio.

******************
Também no Superziper: Tutorial com molde de porta moedas em couro. Este é outro projeto que também ficaria bem legal remixado .

27 maio 09
tricô e crochê
Crochê: Fazendo quadrados da vovó
por Andrea

almofada de crochê
Pessoal estou tão empolgada com este meu projeto que resolvi postar ele assim mesmo, inacabado. Quem sabe as fotos não conseguem empolgar vocês também ? Acho que lá no fundo esta é sempre a minha esperança, hehe.
Bom, já faz algumas semanas que estou fazendo “quadradinhos da vovó” (granny squares, como se diz lá fora). Tudo começou quando achei que precisava dar uma renovada no visual do meu sofa da sala que é branco. Como estou numa fase retrô total, nada melhor que capas de almofadas em crochê, aquelas típicas dos anos 70, iguais as que a vovó tinha. A idéia veio muito a calhar que eu estava com uma caixa lotada sobras de novelos de lã de projetos passados ( aqueles containers plásticos transparentes da Sanremo …aposto que muitas de vocês também têm). Separei as cores mais bonitonas, peguei minha agulha de crochê e o resultado até agora são estes dois quadradões das fotos. Eu tinha tanta lã e de tantas cores que consegui fazer dois quadrados, um só com cores frias e outro com cores quentes. Tenho que aumentar um pouco mais o tamanho e fazer a parte de trás das capas. Acho que uma semana acabo :)
almofada de crochê
Vou mostrar hoje aqui os fundamentos para se fazer o quadrado da vovó tipo básico. Aprender a fazer quadrados é idealpra quem esta começando a fazer crochê pois são poucos pontos numa receita bem fácil de memorizar. Além disso, pode ser um exercício bem bacana de combinação de cores !
Quanto a materiais, eu usei sobras que eu já tinha em casa de fio Família e outros de espessura similar ( pode ser o Mollet, Sinhá.. qualquer fio acrílico, fácil de lavar) e uma agulha de crochê 3.0, que eu ganhei da Carola.
A essência do quadradinho é que ele é feito a partir do centro e aumentado a cada fileira, até o tamanho que você quiser. E a cada fileira você pode trocar a cor da lã (ou não). Vou mostrar:
quadradinho da vovóquadradinho da vovó
1. Anel: Comece fazendo 7 correntinhas. Feche com ponto baixíssimo, formando um anel. Este é o anel que vai ficar no meio do quadrado.
2. Primeira fileira: Suba 3 correntinhas e sem seguida faça mais 2 pontos altos pegando por baixo do anel – você fez o primeiro “gomo”. * Faça duas correntinhas (para deixar uma espaço entre um gomo e outro). Faça o segundo “gomo”: faça três pontos altos pegando por baixo do aro. Repita a partir de *, fazendo mais dois espaços e dois gomos. Faça duas correntinhas e feche com ponto baixíssimo na ponta do primeiro “gomo”.
Esta primeira fileira é importante porque cada espaço de duas corretinhas vai formar os cantos do quadrado.
quadradinho da vovóquadradinho da vovó
3. Segunda fileira: “Ande” com a linha fazendo 3 pontos baixíssimos no topo dos dois pontos altos do primeiro gomo. Quando a sua linha chegar no vão da carreira anterior troque a cor da linha e repita o procedimento que voc fez na carreira anterior: Suba 3 corretinhas e sem seguida faça mais 2 pontos altos pegando por baixo do anel – você fez o primeiro “gomo”. * Faça duas corretinhas (para deixar uma espaço entre um gomo e outro). Faça o segundo “gomo”: faça três pontos altos pegando por baixo do MESMO espaço. Repita a partir de *, fazendo mais dois “gomos” em cada um dos espaços e deixando 2 correntinhas de espaço entre cada um. Faça duas correntinhas e feche com ponto baixíssimo na ponta do primeiro “gomo”.
A diferença nesta camada é que você vai fazer 2 “gomos”dentro de cada espaço.
4. Esta foto explica melhor a segunda fileira. Espetei afinetes verdes nos 4 cantos do quadrado. São neles que você irá crochetar dois “gomos”.
quadradinho da vovóquadradinho da vovó
5.Aqui estou com o meu quadrado prontinho para começar a terceira fileira. Coloquei um alfinete rosa em cada um dos vãos onde você terá que fazer gomos. Lembre-se que em cada um dos quatro cantos leva dois “gomos”.


6. Terceira fileira: Com a lã branca fiz o primeiro “gomo” (subi 3 corretinhas e fiz 2 pontos altos) . Em seguida fiz duas correntinhas e depois mais um “gomo” ( 3 pontos altos). A idéia a partir da terceira fileira é que todos os 8 buracos da fileira anterior levem “gomos”, sendo que os buracos dos quatro cantos levam sempre dois “gomos” cada.
quadradinho da vovó
Acho que esta foto mostra bem a idéia de ter sempre 2 “gomos” preenchendo cada um dos quatro cantos do quadrado. Estou mostrando com o cabo da minha agulha o ângulo de 45 graus que eles formam após crochetarmos várias fileiras consecutivas.
quadradinho da vovó

Vejam aqui dois quadradinhos que eu fiz usando as mesmas cores de lã, mas em ordem diferente. Reparem que a simples mudança na ordem das cores deixa o quadrado com um look diferente.
* Este, como falei é o quadradinho mais básico. Depois que você dominá-lo, com certeza vai querer tentar outros formatos mais ousados – dá uma espiada no que o povo anda fazendo no Grupo Granny Squares do Flickr.
* Outra idéia é fazer vários quadradinhos pequenos e uní-los pela lateral – fica com este visual aqui. Neste caso, além de quadradinhos a almofada levou apliques de flores.
Quando as minhas almofadas ficarem prontas mostro o resultado final aqui. Também vou explicar como fazer o acabamento, ok ? Eu sou fã do crochê porque, ao contrário da costura, é uma técnica bem portátil. Acho que quadradinhos coloridos são perfeitos para fazer no sofá assitindo um seriado legal na TV.
Decidi que eu quero encarar o inverno de 2009 com almofadas de crochê aconchegantes e coloridas.
**************
Também no Superziper: A Carola fez um post bem bacana sobre as diferentes agulhas de crochê existentes o mercado. Leitura recomendada pra quem está começando nesta técnica .

26 maio 09
craft tour
A loja do Rune Naito em Tóquio
por Andrea

Loja do Rune em ToquioLoja do Rune em ToquioLoja do Rune em Toquio



Achar a loja do Rune foi coisa do destino, só pode. Quando eu estava em Tóquio eu acordei cedo num domingo e decidi ir a pé do meu hotel até a loja das Bythes, a Junie Moon. Como eles só abririam as 13h  eu resolvi fazer uma horinha no bairo de Shibuya. Anda pra lá, anda pra cá, sem eira nem beira. E não é que uma hora eu acabo dando de cara com uma loja lindona, de dois andares e todinha pink ?  Quando eu olhei para a placa  da loja, quase caí de costas: sim, eu estava diante da Rune, a loja/galeria do Rune Naito. Eu havia feito uma lista de lojas de craft que eu queria visitar em Tóquio mas tinha me esquecido completamente de incluir a Rune na lista. No final, achei a loja totalmente por acaso. Meu coração disparou e eu entrei ! 
Mal sabia eu que esta seria uma das lojas mais bacanas que eu conheceria na minha visita ao Japão. 
IMG_6563_2
Um pouco de história para situar quem ainda não ouviu falar do Rune. O ilustrador japonês Rune Naito ficou muito famoso no Japão dos anos 60 com seus desenhos de garotas e bichinhos  com olhos grandes. Ele foi um dos artistas pioneiros na estética “kawaii” (que traduzido para o português significa uma mistura de fofo, bonitinho e meigo), que hoje em dia é mega popular no mundo todo (as garotas dos mangá, por exemplo, são influência do Rune).
A característica marcante dos  desenhos dele eram a feminilidade e a expressão feliz e sonhadora. Infelizmente o seu trabalho não foi exportado para fora do Japão naquela época – veja como contraponto, por exemplo, o trabalho do desenhista Osamu Tezuka, famoso no mundo todo, inclusive aqui no Brasil, enquanto ainda era vivo. Mas graças à popularização da estética pop japonesa e a globalização, o Rune Naito foi descoberto no Ocidente e pouco a pouco vai conquistando fãs internacionais  – me incluo nessa.
Loja do Rune em Toquio
Mas vamos voltar para a loja, que é o assunto do post.
Quando passei pela porta, uau, que surpresa boa ! Uma musiquinha francesa retrô (talvez Françoise Hardy, talvez  Sylvie Vantan, não consegui identificar) num volume baixo invadia todo o ambiente e criava um clima maravilhoso. As duas vendedoras usavem vestidinhos pink, estilo Lolita. O mais legal é que a loja além de linda é toda conceitual – me senti como es estivesse em um Paris, mas claramente aquilo era a estética francesa vista pelo olhar Japonês. Delírio puro !
Subi para o segundo andar. Nele, além da coleção de roupas, funciona uma espécie de mini galeria, com desenhos originais  do Rune expostos nas paredes. A linha de roupas femininas  é um show a parte: camisetas desenhadas, vestidos com estampas exclusivas  e com perfume dos anos 60. Roupichas que a jovem Catherine Deneuve com certeza aprovaria para um passeio em Paris ! No andar térreo ficam os outros produtos como livros, bijoux, bolsas, bonecos. Não achei para vender na loja mas sei que no passado foram lançados até tecidos estampados com as bonecas do Rune.
IMG_6546_2
Claro que não resisti e acabei saindo com estes dois presentinhos pra mim, que estã na foto acima. A sereiazinha de louça é na verdade um vasinho – a bolinha sai da cabeça e o interior do corpo é oco, para colocar água e flores. Também comprei o poster que está no fundo da foto, com desenhos de garotas com roupas anos 60. Ela ainda está sem moldura porque eu sou a rainha das gravuras sem moldura ho-ho. Me encantei muito com as roupas mas como estavam com um preço bem salgado então resolvi que meu vestido  by Rune ficaria para a próxima :)
Eu sei que viajar pro Japão não é tão simples mas dá pra matar a curiosidade visitando a Lojinha online do Rune, em japonês. Tem cada coisa linda  ! E o site oficial é este aqui.
*****************
Também no Superziper: Se voce curtiu o “estilo Rune” recomendo dar uma olhada também neste post que tem a participação dos dois maiores especialistas em pose dolls do Brasil, a Bia Braune e o Dj Luis.

25 maio 09
outros bla bla blas
Nas ondas do rádio
por Andrea

Entrevista!

 

Pessoal, a notícia já não é lá muito quente porque muitos de vocês já sabem (via Twitter ou Flickr) mas achei legal fazer um post sobre isso aqui no blog .
No último Sábado eu fui entrevistada pela super simpática Tania Morales, do programa Revista CBN. Ela tem uma coluna no programa sobre blogs e escolheu o Superziper para participar da última edição, yaaay!
A princípio eu pensei que o programa seria transmitido apenas pela CBN aqui da grande São Paulo, então qual a minha surpresa quando recebo emails e ligações dizendo que o programa foi transmitido em Rede Nacional. Ai que emoção, foi a minha primeira entrevista ao vivo :)
Pra quem perdeu a entrevista no sábado, áudio está disponível no site da CBN.
Página 1 de 512345