30 jun 09
outros bla bla blas
Visita à Mega Artesanal 2009
por Andrea


FOTO ATRASADA – Mega artesanal 2008, originally uploaded by Casa da Mamãe Gansa (♥ By Flávia).
Vocês que são crafters super antenadas já sabem  que esta semana, para ser mais exata hoje dia 30, começa a Mega Artesanal,  a maior feira de artesanato do país. Hoje a feira é reservada para lojistas. A Mega para os crafters como eu e você começa a partir de amanhã, dia 1 de Julho.
Imagino que várias de vocês estejam super empolgadas, certo ? Há tempos estamos acompanhando a movimentação no Flickr e recadinhos no twitter. A gente está esperando sábado chegar ansiosamente. Pra vocês terem uma idéia, eu  só consegui ir na primeira Mega, em 2004. Mega vergonha, hehe. Mas este ano tanto eu como a Cláudia já combinamos que vamos a feira no sábado, dia 4, pela manhã.  Gostariamos muito de poder ir sossegadamente durante a semana, mas nossos trabalhos nos impedem. Mas já decidimos que sabadão estaremos lá para enfrentar uma filinha básica em nome do craft. Esta foto da Flávia já está me ajudando no preparo psicológico.
Mas o que me motiva a ir, além de ver as novidades, é a chance de encontrar várias craftres amigas e leitoras aqui do blog. Inclusive estamos sabendo que muita gente que não é de São Paulo está vindo pra cá especialmente para a feira. Ah, vocês já sabem do esqueminha proposto pelas meninas Flikeiras de usar o brochinho ‘craft’com dois botões , não é ? Foi idéia da Flávia,  aqui tem mais detalhes sobre o broche e como fazê-lo. Faça o seu, ainda dá tempo.
Outras dicas úteis para quem vai enfrentas a Mega , via Flávia, no Fórum:
*Não entra criança
*Vá de tênis
*Chegue na primeira hora, pois é muito grande e as vezes um só dia não dá pra ver tudo
*Tem praça de alimentação
* Faça um emprestimo bancário , vc vai precisar ! { brincadeirinha } 

Mais detalhes como endereço, quanto custo e horário de funcionamento estão no site ofical da feira.  Vale conferir o grupo da Mega Artesanal 2009 também no Flickr
A gente aqui vai tirar fotos pra quem não puder ir ter um gostinho do que rolou por lá, ok ? E se os deuses craft- tecnológicos permitirem vamos fazer zipervideos e twittar de lá.
E vocês, vão  na Mega 2009 ? O que esperam ver por lá ? 
EDIT: A Laura, do Laranja Limão foi hoje na Mega e  já contou o que achou de tudo aqui neste post. Corram pra ler !
***************
Também no Superziper: Se você gostou da idéia do broche para identificação das Flickeiras, tem mais sobre isso aqui

26 jun 09
tricô e crochê
Em vídeo: Como mudar de fileira no crochê
por Claudia

mudar de carreira no crochê

Atendendo a pedidos, estamos dando continuidade a série sobre como fazer crochê. Depois de assistir os dois primeiros vídeos sobre pontos básicos (correntinha, alto, baixo e baixíssimo), algumas meninas levantaram dúvidas importantes:

Tô aqui fazendo minha correntinha, daí faço um ponto baixissimo por exemplo, que entra lá na primeira casinha. E depois eu faço o que? Vários pontos baixissimo? Mas entrando onde? (Renata, Brasilia-DF)

Depois que eu termino de fazer uma ‘carreira’ de pontos, fico toda atrapalhada na hora de iniciar a próxima. Não consigo encontrar posição pra peça, pro fio, pra agulha… será que rolaria um videozinho com essa volta? (Letrícia, Brasília- DF)

Realmente para quem está começando no crochê nada disso é muito intuitivo. A base de correntinha, os pontos alto e baixo, até aí tudo bem. Mas como colocar isso tudo junto ? A Andrea tentou explicar pelo comentários deste post e neste caso a Renata conseguiu fazer a capinha para o copo.Mas é sempre mais bacana ter alguém mostrando como se faz, certo ?Se depois de assistir nossas duas primeiras aulas e praticar *quilometros* de correntinha você ficou com gosto de quero mais, então o vídeo de hoje foi feito especialmente para você. Nele, a gente ensina a mudar de carreira e produzir peças de formato retangular ou quadrado.

Com as dicas vocês já podem fazer se aventurar a crochetar peças simples. A gente deixou duas receitas: a roupa para xícaras e a toalhinha para banho. Experimentem e depois contem pra gente como foi, se deu certo. E é claro, ninguém é obrigada a fazer roupa pra xícara, usem a criatividade e inventem outras peças bacanas pra crochetar.

No nosso próximo video vamos mostrar como se faz crochê circular, começando pelo meio, no formato de um disquinho. Aguardem.

*****************
Também no Superziper: Ah… tem mais um projetinho simples. Você pode fazer uma capinha de crochê para abajur. Escrevemos sobre isso há pouco tempo, pra quem não viu neste post você encontra as fotos.

24 jun 09
craft tour
Uma lojinha de ferragens para meninas
por Claudia

Parafusos, ferragens e ferramentas

Sabe aquele parafuso super específico que você já procurou em várias lojas mas não encontra em nenhum lugar? Pra quem é de São Paulo aí vai uma dica quente: experimente procurar na Casa das 3 Meninas. Pela quantidade de vidros na foto aí de cima já dá para sentir a variedade de produtos que tem por lá. E não sáo apenas parafusos. Tem também buchas, arruelas, porcas, rebites, brocas, ferramentas, materiais elétricos, utilidades e afins. Eu estava atrás de um plastiquinho que é usado para colocar no furo da parede por onde passa o fio do interfone (bem específico, né?). Fiz um tour por várias lojas de material de construção do bairro e nada. Até que na penúltima tentativa, depois de ouvir mais um não, o balconista sugeriu: “Vai até o 236 que lá você acha!”. Três minutos depois – e por apenas 1 real – resolvi meu problema.

Podia ter pago a conta e ido embora rapidinho. Mas fiquei impressionada com o lugar. Me lembrou aquelas garagens típicas de filmes americanos (acabei de ver isso no último do Clint Eastwood, Gran Torino [foto]). Cada coisinha no seu lugar, tudo etiquetado, super mega organizado e limpinho. Me senti muito a vontade, parecia que eu estava em uma versão masculina do meu espaço, deu vontade de xeretar e ver o que eu achava por lá. Apesar da minha pouca habilidade com martelos, chaves-de-fenda e afins senti que rolava uma conexão com o mundo craft ali naquela loja. Enfim, o resultado está nas fotos aí de baixo, acho que vocês também vão gostar.

Interior da loja: fundo Regina, no balcao

E quem foi que disse que ferramenta não é coisa de mulher? A moça simpática da foto é a Regina, filha do fundador da loja. Ela disse que recentemente aumentou o número de mulheres interessadas em aprender e fazer pequenos consertos por conta própria. Para quem precisa de ajuda ela até dá as orientações básicas.

Caixa de ferramentas Tudo organizado

Esse balcão, onde está a caixa de ferramentas, é novo. Foi projetado pelo filho da Regina, que é designer. Ele fez algumas mudanças na loja, mas nada que descaracterizasse o estilão original do lugar. Muito bem sacado esse espaço pra guardar vergalhões. Na foto à direita, ferros menores são guardados na horizontal em latas abertas.

Interior da loja: frente Display de pecas e ferragens

Eles usam páginas de lista telefônica como embalagem para peças pequenas – eles também reciclam! A última foto é pra eu não me esquecer que quero um painel de furinhos como esse para organizar minhas ferramentas – hoje estão todas bagunçadas, amontoadas em um canto de casa.

Achei que esta dica seria legal para você meninas que curtem um DIY. Já entrou pro meu caderninho de endereços úteis !

Anote aí:
Casa das 3 Meninas
Rua Martim Francisco, 236
Santa Cecilia, Sao Paulo, SP
tel. (11) 3666-4759
Horário normal durante a semana.
Aberto aos sábados até as 13h.

**************
Também no Superziper: Aqui você encontra mais algumas idéias de organização de ferramentas e bancada, depois de uma visita ao ambiente de trabalho de três joalheiros no evento Made in Clerkenwell.

23 jun 09
reciclagemtricô e crochê
Reciclando o seu tricô
por Andrea

reciclando lã

No final de semana resolvi colocam em prática mais um projeto de reciclagem de inverno. Desta vez, ao invés de repaginar uma blusa de lã eu resolvi ir mais a fundo e reciclar a própria lã de peças de tricô. Explico. Eu tinha dois cachecóis de tricô que estavam encostados no armário. A lã era muito bonita e de boa qualidade (um azul mais clarinho, de lã de carneiro mista e um azul escuro de lã mista com seda) mas eu já tinha enjoado deles e achei que podiam ter um novo destino. Resolvi que uma boa saída seria desmanchá-los para aproveitar o fio em outros projetos de tricô. Aproveitei para fotografar e mostrar aqui no Superziper.

Desmanchar cachecóis é fácil porque normalmente eles não têm costura. Recomendo começar por eles se você não tem muita prática e quer fazer uma primeira experiência. Claro que também  dá pra desmanchar blusas de tricô, mas só recomendo nas seguintes condições:

* É melhor desmanchar peças que foram tricotadas manualmente. As peças de tricô ã máquina geralmente têm emendas de overloque, o que significa que as peças foram cortadas e você não conseguirá desmanchar a blusa num único fio contínuo e sim vários fiozinhos quebrados. Evite.

* Quando for escolher a peça prefira aquelas que têm  fios relativamente grossos e de boa qualidade. É uma boa pedida reciclar a lã mista, cashmere, alpaca. Na minha opinião não vale a pena o trabalho de desmanchar uma peça de 100% acrílico. Invista o seu tempo reciclando somente fios mais nobres.

* Se for reciclar uma peça de lã pura, repare se a lã não foi feltrada através de lavagens contínuas na máquina de lavar. Neste caso, infelizmente  não será possível desmanchá-la. Como saber ? Veja se os pontos encontram-se separados na trama, sem aquele aspecto compactado do feltro.

Agora vamos as fotos. Eu desmanchei um cachecol que comprei numa loja há anos atrás. Como não foi feito por mim fui atrás de informação na etiqueta que dizia “60% lã e 40% acílico”. O fio era bem grosso, macio e o cachecol era todinho feito em ponto tricô. Achei que valia a pena reaproveitar o fio.

reciclando tricô reciclando tricô
1. Sem dó nem piedade cortei uma das pontinhas e fui puxando o fio e desmanchando o cachecol. Como o fio era grosso e pontos largos,  esta etapa foi bem rápida. Foi prrrrrrrrrr……

2. Faça um meada a medida que for desmanchando. O ideal, eu acho, é que alguém que fique com as duas mãos abertas em paralelo para segurar a meada, deixando os fios bem esticadinhos, saca ? Como eu estava sozinha, improvisei usando encostos de duas cadeiras em paralelo. Deu certo.

reciclando tricô reciclando tricô

3. O meu cachecol desmanchado virou isso, um monte de fios que me lembraram miojo. Se você tricotar com a lã assim o visual da peça vai ficar um tanto comprometido e nós não queremos isso, certo ?
Com qualquer pedaço de lã ou barbante que estiver sobrando, amarre a meada  em quatro pontos, como na foto. A meada deve ficar com este formato de um aro bem largo.

4. Mergulhe a meada em uma bacia com água (de preferência de temperatura morna para fria) e coloque um pouco de sabão líquido para roupas delicadas. Não agite fortemente para não correr o risco de feltrar a lã. Eu agitei bem de leve e deixei lá por algumas horas. Depois enxaguei bem e não torci, apenas retirei o excesso de água e enrolei numa toalha para retirar a umidade. Deixei assim até secar um pouco e perder o peso e depois pendurei no varal, para arejar e terminar a secagem. Acho que no total demorou mais de 24 horas pra secar completamente pois os fios eram grossos.

reciclando tricô reciclando lã

5. Aqui um close na minha meada secando. Vejam que os fios perderam o aspecto miojo e ficaram bem mais retinhos e ‘tricotáveis’.
6. Se preferir, solte a meada e enrole os fios em formato de bola. É opcional mas eu gosto. Acho que facilita a vida na hora de tricotar. Veja aqui um video sobre como enrolar a bola.

Se o fio for de boa qualidade e você tiver o devido cuidado na hora de lavar é possivel reciclar as peças de tricô várias e várias vezes. Imagina as possibilidades:  o que era um cachecol hoje no próximo inverno vira um xale, depois uma touca ou até quem sabe um crochê caneca.

Eu ainda estou tentando decidir o que fazer com estes fios reciclados. Acho que vou dar um pulinho lá no Ravelrye já volto.

*************************
Também no Superziper: Uma projeto fácil e rápido para o inverno pode ser esta gola de tricô. Fiz a minha com fios novos mas nada impede que você use fios reciclados. Quando tricotei esta gola ainda estava bem quente aqui em São Paulo, dou risada lembrando como suei para tirar esta foto !

 

Página 1 de 512345