30 set 09
tricô e crochê
Segunda meia de tricô
por Andrea

Segunda meia de tricô

Oi gente, lembram da minha primeira meia de tricô, aquela que eu chamei de True Blood ? A segunda temporada da série já acabou (viram ? ) e a meia ficou pronta, inclusive o segundo pé. Eu agora estou órfã de seriado preferido. Deveria ter assistido os capítulos devagarinho para não liquidar a segunda temporada tão rápido.
Mas voltando ao assunto meia, ela ficou legal, mas não uma Brastemp. O problema é a lã acrílica, sabe ? Eu vesti a meia uma só vez e ela já ficou com aquela aparência meio esgarçada (será que é o atrito com o sapato ?). Lavei à máquina e acreditem se quiser, já está com algumas bolinhas. Enfim, tudo bem, usei lã acrílica e foi a primeira meia ever. Agora já estou mais experiente com os cast on, cast off, calcanhares e cia, posso me aventurar com outros métodos e outras lãs.
Parti pra segunda meia e desta vez escolhi uma receitinha com lace simples, do livro Socks From the Toe Up. Olha a foto dela aí em cima (desculpem pela luz meio estouradona mas eu fotografo a noite e aí já viu). Para minha surpresa, as receitas do livro não vêm em tamanho P, apenas M e G, então tive que adaptar para o meu tamanho (35). A foto aí de cima é a meia como está hoje, um tubo pela metade. Tá ficando bonitinha, hum ?

Hoje chego no calcanhar, a parte mais difícil. Me desejem sorte.

Segunda meia de tricô
Tirei uma foto, para quem possa interessar, da lã que eu estou usando. Como no mercado Brasileiro não existe fio fininho específico para meias, tive que comprar lá de fora. Comprei no site da Ellan, a Sock 4Ply, que é um fio específico para meias, com 75% lã superwash e 25% Nylon. Dica da Solange ( de quem mais, né ?). A lã tipo superwash é uma opção legal para meias permite que você jogue a peça na máquina de lavar roupas. Já o nylon dá maior durabilidade. Praticidade é tudo hoje em dia, certo ?
O preço por novelo é baratinho mas o frete nem tanto então, vale a pena fazer um pedido grande para dissolver o custo do frete.
*****************
Também no Superziper: Antes das meias, veio uma blusa de corujas e outras coisinhas. Ai, esta vida de lãs e agulhas.

29 set 09
casa craftcostura
DIY: Lugar de pano de prato é na parede
por Claudia

Detalhe do panô

Ano passado, nas minhas últimas horas de Inglaterra, no aeroporto mesmo, enquanto esperava o avião para voltar pro Brasil, comprei um pano de prato(ou tea towel, como eles dizem) de presente para a minha futura cozinha brasileira. A loja escolhida foi a supertradicional Harrod’s. Como eu já imaginava, quando cheguei e desembrulhei o pano, me deu dó de secar louça com ele. Um paninho com estampa tão bonitinha merecia ser usado para enfeitar a parede.
Me lembrei dos tradicionais panôs. Se não me engano, minha avó e minha mãe tinham algo parecido pendurado na parede. Projeto simples, né? Eu tinha quase tudo em casa, só precisei ir atrás das varetinhas, que achei na Peg&Faça da Teodoro Sampaio.
Minha idéia inicial era prender o pano na vareta do jeito mais expresspossível – martelando uns preguinhos. Mas não rolou (#fail). Tentei com primeiro com os menores pregos que achei em casa – amassei vários e estava ficando meio feio, nada caprichado. Então apelei para tachinhas. Também não deu certo. Elas amassaram, quebraram e ainda racharam a madeira. Isso sem contar os dedos martelados. Ui!

fail! pregos fail! tachinhas

A minha a terceira tentativa deu certo! Ao invés de desistir, mudei totalmente de tática: apelei para a minha máquina de costura azul bebê. Nas próximas fotos, dá para acompanhar o passo-a-passo.

Materiais - panô Panos de prato

Materiais:
– 1 pano de prato legalzinho
– 2 varetas de madeira, estilo cavilha
– um pedaço de fita
– linha
– agulha
– alfinetes
martelo
tachinhas ou pregos

Como fazer o panô:
1. Comece cortando a vareta no tamanho da largura do pano de prato.
2. Passe o pano com ferro de passar, para tirar todos os amassados, principalmente nas pontas.

Costurando o pano de prato Alinhavando

3. Prenda as varetas nas partes de cima e de baixo usando alfinetes.
4. Alinhave o lugar onde pretende costurar o pano para fazer um tubinho por onde passará a vareta.

Costura para panô Laço para prender na parede

4. Costure os dois “tubinhos” a mão ou na máquina de costura (melhor).
5. Retire a linha do alinhavo.
6. Usando uma fita métrica, encontre o centro da vareta de cima.
7. Fixe um barbate ou pedaço de fita para ser um gancho. Aqui eu tive sorte e deu certo – consegui usar prego!

Panô na cozinha

8. E voilá… seu panô está pronto para ser pendurado!

Em breve devo repetir a dose deste projeto. É que o quadro de luz da minha casa fica na sala, bem ao lado da entrada. É muito feio e precisa de algo para esconder a portinha. Podia ser um poster, mas acho que um panô desses resolveria bem. O problema é que a maioria desses panos – mesmo os mais modernetes – são decorados com temáticas de cozinha: frutas, galinhas, comidinhas, xicrinhas e afins.

Na Inglaterra é fácil de achar panos de prato decorados, principalmente nas lojas de museus. Já achei panos com desenhos bem alternativos, olha só!
. Colours, do TATE Museum
. Right On, uma ilustração retrô, do Design Museum
. Penguin Classics, da British Library
O Esty fez em fevereiro um especial sobre tea towels estilosas.

Estou a procura da tea towel perfeita. Se alguém tiver dicas de onde encontrar uns modelos diferentes por aqui no Brasil ou na Internet, me avisem. Estou aceitando sugestões!

**************
Também no Superziper: Conhece a Marimekko e a Cath Kidston? São duas lojas que tem tecidos fantásticos e que ficariam perfeitos para este tipo de projeto. Já escrevemos sobre elas aqui e aqui.

25 set 09
inspiração
Link Love da Semana
por Andrea

DSC06360
Aprendi um macete bem legal, para tricotar meias com um só novelo ( ou luvas, qualquer coisa que seja feita em par). Para ter certeza que lã não vai faltar nem sobrar, basta dividir o novelo usando uma balancinha digital (paguei R$ 37,00 na minha, na R Silveira Martins). A ideia era originalmente usá-la para pesar ingredientes de lipbalme desodorante sólido mas agora estou usando também para pesar lã. Peso o novelo inteiro, sem o rótulo, depois divido o peso total por dois e enrolo 2 novelinhos. No meu caso o novelo todo pesava 53,3 g, peso que dividido por dois dá dois novelinhos de 26,6. Bingo!

Pesar o novelo é aquele tipo de macete que faz você pensar “Mas como é que eu não pensei nisso antes ? “. Eu não pensei. Li primeiro no Mont Tricot e depois no livro Socks from the Toe Up.

DSC06361

* É oficial, São Paulo terá um Hello Kitty Café, no Shopping Bourbon. Ficamos empolgadas com a novidade principalmente sabendo que a Simone Izumi, da Divas , será fornecedora de chocolates. O melhor pão de mel que já comi foi o da Simone, no lançamento do livro do Alê Guerra, e olha que já provei muitos por aí afora. A fofura overload já tem data: a inauguração será dia 3 de Outubro, marquem na agenda.
* Estampa em tecido feita com saco de lixo, do blog Glamour Paraguaio. Veja bem, não é um estampa permanente, mas dependendo do uso, quebra um galhão (aka. gambiarra criativa). Dica do tio bonequeiro da @marcamaria
* Ilustras lindas feitas com linha, na máquina de costura. Arte da Ilustradora japonesa Miyuki Sakai, radicada nos Estados Unidos. Dica da @maricoteenha
* My Milk Toof, um blog fofissimo, sobre um dentinhos aventureiros e suas histórias. Visita bem legal pra quem gosta de fotonovelas com bonecos.
* Um site bacana para quem comprou máquina de costura (ou qualquer outro aparelho) de segunda mão e, raios, a bichinha veio pelada e sem manual. Lá você encontra vários manuais, para baixar gratuitamente. Tem câmera fotográfica, celular, e mais um montão de coisas.
* Relógio de parede DIY, feito com miniaturas e mecanismo encontrados na 25 de março. Do Kanten blog.
Obrigada à todo mundo que ajudou mandando dicas pro Link Love. Por último, será que alguém tem uma dica de um site que sirva pra guardar links legais ? Que não seja o Delicious – já tentei mas não gosto de usar.
Bom final de semana :)
23 set 09
nhac
Fazendo sorvete em casa
por Claudia

Sabiam que hoje, 23 de setembro, é o dia do sorvete ? Como esse é um blog craft, vou falar da minha versão DIY desta sobremesa. Vou começar pela história da minha máquina de sorvete, e termino com links interessantes e dicas básicas no final.

Sorvete caseiro

Essa aí em cima é a minha nova (velha) máquina de sorvete, gostaram ? Vou contar como cheguei a ela.

Com a chegada do verão no hemisfério Norte, começaram a aparecer muuuitas receitas de sorvetes, gelados, sorbets e frogurtes no Chucrute com Salsicha, da Fernanda Guimarães Rosa, um blog de culinária que acompanho sempre. Isso sem contar nas fotos que acompanham os textos, sempre super bem produzidas e caprichadas. Apesar do frio nas bandas de cá, comecei a lembrar que uma máquina de sorvete sempre esteve na minha wishlist de gadgets de cozinha. Tudo bem que nunca esteve entre os top 10 – ela aparecia lá no finzinho da lista. Mas com essa enxurrada de ideias no Chucrute, minha vontade de fazer sorvete em casa aumentou, mesmo com o friozinho do inverno de São Paulo.

Daí que um dia fui na Liberdade procurar uma peça de reposição para a minha panela de arroz japonês. Acabei indo a uma assistência técnica que parece cena de filme do Tarantino. Corredores com prateleiras e prateleiras de panelas de todos os tipos esperando sua vez de serem arrumadas. Na vitrine pequena, algumas panelas abandonadas esperando um novo dono. E um balcão que só comporta um cliente de cada vez. Enquanto esperava minha vez de ser atendida, fiquei xeretando as coisas que estavam a venda na loja. Me chamou a atenção um pote de tampa amarela, com um adesivo muito fofo de bonequinhos tomando sorvete. Perguntei do que se tratava e a vendedora respondeu era uma máquina de sorvete usada dos anos 70, japonesa, da marca National. Funcionava perfeitamente, mas estava sobrando porque ninguém sabia onde estava o manual. Fiquei encantada. Ela estava bem suja e meio melecada, mas eu vi potencial. Não comprei de impulso – preferi chegar em casa e procurar na internet informações sobre como funcionavam as máquinas de antigamente. Da marca original não encontrei nada, mas no final, via Ebay, achei alguns produtos equivalentes e fui atrás do manual em inglês. Como não tinha muito mistério, achei que valia a pena arriscar. Dois dias depois voltei na lojinha pra comprar – ufa… ela ainda estava lá!

Dei uma limpada geral, por dentro, por fora, desinfetei, deixei ela brilhando. Voltei para o Chucrute, escolhi uma receita e fui brincar de fazer sorvete caseiro. Já experimentei o de morango e o de damasco. Fazer sorvete é bem versátil: dá para fazer com a fruta natural, em polpa ou em calda. Dá para combinar sabores, inventar e usar iogurte.

Como sou iniciante nesta arte, não me aventurei a experimentar receitas de vários sites. Por enquanto sou fiel as da Fezoca. Compartilho com vocês as receitas que estão para entrar no freezer:
. frogurt de amora
. gelado de banana flambada ao rum
. frogurt de limão & manjericão
. gelado de abacaxi
. sorbet de cereja & amêndoa

Uma dica valiosa que eu encontrei por lá foi de colocar sempre uma colher de sopa de vodka na receita, para deixar a massa macia. Nos comentários, alguém ainda deu a idéia de deixar uma fava de baunilha dentro da garrafa, para ficar com um sabor especial.

Ah, se você não tem sorveteira, também dá para se aventurar. O processo do preparo da massa é o mesmo, depois leva ao freezer, e de tempos em tempos precisa bater bem com uma batedeira ou colher de pau e levar novamente para gelar até chegar na consistência. É mais trabalhoso, mas funciona.

Quem souber de mais receitas caseiras, divida as dicas com a gente. Já ouvi dizer de gente que coloca a massa em um saco plástico tipo zip, bem vedado. Depois enche um saco maior com gelo, coloca o zip no meio e fica sacudindo até a chegar na consistência de sorvete. Alguém já tentou? Deixem seus comentários. Logo mais chega mais o verão e aí sim é que vamos precisar de mais inspiração.

******************
Também no Superziper: A Dri Simizo, do Kanten – outro blog de culinária que a gente adora – já foi nossa blogueira convidada e em sua passagem por aqui deixou uma receita de palha italiana com castanhas. Eu já fiz, foi um sucesso! Quer experimentar?

Página 1 de 41234