06 abr 11
outras técnicas
Aula de ponto cruz básico
por Andrea

sincerely yours

Ponto cruz é algo legal mas que não fazia há mais de uma década. Perdi a vontade porque não achava desenhos legais para bordar – flores rococó, cestas de frutas, ursinhos country – nada me animava.

Mas a técnica é uma coisa e o que se produz com ela é outra história. O que fez aflorar de novo a minha vontade de bordar foi  um gráfico com os personagens do filme Clube dos Cinco que achei no  no Etsy, por 6 dólares. E  tem também do Guerra nas Estrelas, Garota de Rosa Choque e Curtindo a Vida Adoidado.  Personagens que marcaram a minha adolescência, pixelados para bordar. Então, ponto cruz aqui me tens de regresso!

Aproveitei para fotografar um PAP. Assim, quem sabe você se anima a fazer também. É um tipo de bordado fácil, econômico e que não exige cálculos e macetes complicados. Só um pouco de paciência, afinal são muitos quadradinhos pra preencher. E o resultado ? No mínimo, um quadro bacana para pendurar na sala ou presentear amigos.

Animou ? Eu te mostro como fazer :).

Em poucas palavras, o objetivo do ponto cruz é formar X dentro de mini quadradinhos. E ao agrupar quadradinhos da mesma cor você forma os blocos de cores que geram os desenhos.  Tipo pixels!

Para quem nunca viu um gráfico de ponto cruz ele tem esta cara ó:

IMG_1593

Os quadradinhos coloridos correspondem às linhas de cores diferentes. Geralmente o gráfico acompanha uma tabela de cores, assim você já  sabe as meadas que vai precisar. Mas não precisa levar  a tabela ao pé da letra, a graça da coisa é fazer as variações e adaptações ao seu estilo.

Antes de começar é bom centralizar o desenho no tecido de etamine. Assim você planeja quanto de tecido vai usar não corre o risco de, por exemplo,  deixar o pé do Brian pra fora do pano. Começe bordando pelo centro e vá expandindo o desenho para as laterais.

Captura de tela 2011-03-31 às 20.52.01

Eu pespontei o  meu etamine com linha coloridas só para mostrar pra vocês exatamente o centro.   Na vida real não precisa fazer isso, basta dobrar o tecido. Depois procurei no gráfico o quadrado correspondente ao quadradinho do centro (meio das pernas do Bender  XD) e comecei a bordar por aí.

Antes de começar, três toques:
–  É uma boa passar um pesponto nas bordas do etamine ou pregar uma fita crepe, para não desfiar enquanto você borda.
– Borde sempre com as mãos bem limpas e secas para não manchar o etamine, principalmente os brancos. Bordar comendo salgadinho  e chocolate nem pensar !
– Usar bastidor pra segurar o tecido é opcional. Eu não uso, mas tá liberado se você quiser deixar o tecido esticadinho ou simplesmente fazer um charme ‘old school’.

Ponto-cruz 01

1. Separe o etamine (tecido de algodão furadinho), linha de bordado nas cores indicadas, agulha de bordado e tesoura.

2.  Para tirar a linha de bordado da meada sem fazer um ninho de rato, primeiro ache a ponta do fio grosso.

3. Os fios grossos são na verdade seis fios finos juntos. Puxe  só um deles o tanto que quiser (mais ou menos, de acordo com o tamanho da área que você quer bordar). Dobre-o  pela metade, formando um fio duplo.

4. Enfie o fio dobrando pelo buraco da  agulha como mostra a foto e deixe a ponta  ‘dobrada’ mais comprida do que a ponta com as duas pontas soltas

Ponto-cruz 02

5. Comece enfiando a agulha de baixo para cima, no quadrado central do etamine.

6. Passe a agulha por dentro do ‘olho’ do fio duplo.

7.Fica assim.

8. Agora borde em cada quadradinho da fileira “da ida”, enfiando a agulha de cima para baixo, até completar a quantidade de quadradinhos indicada no gráfico.

Ponto-cruz 03

9. Quando acabar, a fileira “da ida” você terá vários tracinhos inclinados da esquerda para a direita

10. Para fazer a fileira “da volta” basta enfiar a agulha de cima para baixo, fazendo tracinhos da direita para a esquerda e  e assim formando o X  em cada quadrado.

11. Completada a fileira, passe a agulha para trás do etamine.

12. Finalize escondendo o fio por dentro do verso dos pontos. Não é avesso perfeito, mas fica até ok. Evite dar nós na parte de trás.

Esta listrinha cinza  é só um pedaço da calça do Bender.  Vá bordando os blocos de cores diferentes até formar  todo o desenho. Na parte da frente o importante é  lembrar que no X o traço de baixo vai sempre da esquerda pra direita e o de cima da direita para esquerda. Assim os pontos ficam uniformes.

Terminado o bordado, retire o pesponto das laterais, passe a ferro para tirar as rugas e coloque sua mini obra numa moldura. Eu coloquei  o meu num bastidor de madeira provisoriamente até resolver qual moldura vou querer usar. Prontas para o close-up ?

bc

O que me impressionou neste gráfico foram os detalhes dos personagens. O Bender tem mecha no cabelo, luvas e pano amarrado na calça. A franja comprida da Alyson cobre os olhos. A Claire está com  pulseira de madeira e o Brian de meias brancas. São pequenos detalhes que as visitas vão curtir procurar quando virem o quadro na sua parede.

E onde será que andam os atores do filme ? Alguém sabe ? Qual era o seu favorito ? Os meus, naquela época, eram a Allyson  e o John Bender  e continuam sendo, mesmo vinte anos depois – eu fiz questão de rever o filme no DVD para fazer este post.

Sincerely Yours,

Superziper :)

59 ZigZags
  1. Helena disse:
    06 de abril de 2011 às 22:05

    Andrea, eu era apaixonada pelo Judd Nelson… pena que essa galerinha sumiu, né?
    Depois dá uma olhada no post que fizemos sobre as origens do ponto de cruz… foi transmissão de pensamento!
    http://quiltsareforever.blogspot.com/2011/04/elucubracoes-sobre-o-ponto-de-cruz.html
    Beijão
    Helena
    (Quilts são Eternos)

    Responder
  2. Andrea disse:
    06 de abril de 2011 às 22:12

    O apogeu do Judd Nelson foi Clube dos Cinco depois, uma pena, nunca mais fez nenhum filme relevante… Noooossa, foi transmissão de pensamento mesmo! Adorei o post, deixei um comentário lá no seu blog, agora vou começar a falar ponto de cruz :) . bjos

    Responder
  3. 06 de abril de 2011 às 22:28

    Uia, fiquei toda nostálgica agora (lagriminha no canto do olho)!
    Num dia de TPM, revi Garota de Rosa-Shocking no telecine cult (se esse filme virou cult, é sinal de que estou ficando velha…) e chorei um monte! Tão fofo!
    bj

    Responder
    • Helena disse:
      07 de abril de 2011 às 12:49

      Nossa, Ana, esses filmes têm o mesmo poder sobre mim… fico tãaaaao nostálgica!!! Acho que sofri e, ao mesmo tempo, curti horrores a adolescência.
      Beijo!

      Responder
  4. 06 de abril de 2011 às 22:33

    Putz, Andrea, tem um tempo que ando com vontade de aprender ponto cruz. Ate comentei com umas alunas. Não sei fazer nada disso (tricot, crochet etc) e fiquei com vontade dele. Agora, com seu post e este desenho bacana, fiquei mais tentada ainda. Pena que não posso colocar mais uma coisa nova na vida por enquanto, mas quem sabe mais pra frente =)
    beijo

    Responder
  5. Priscilla disse:
    06 de abril de 2011 às 22:43

    Ponto cruz pra mim tem cheiro de infância! Minha vó tentou me ensinar crochê, mas não consegui aprender de jeito nenhum, rs. Aí ela me ensinou ponto cruz, que eu tinha coordenação motora suficiente pra fazer, hehe!

    Bom, os acabamentos ficavam péssimos, eu nunca terminava um bordado… Mas era divertido!! Ê saudade!

    Adorei saber que existem esses gráficos modernosos… Você já usou algum programa pra gerar gráficos? Encontrei um dia pela internet, pareceu legal!

    Responder
  6. Verônica disse:
    06 de abril de 2011 às 22:58

    Adorei o post! Adoro esse filme, revejo sempre, assim como Gatinhas e Gatões, A Garota de Rosa Shocking, Namorada de Aluguel e outros da época :D
    Desde que eu vi o post da Claúdia sobre homens que bordam eu fiquei com muita vontade de bordar, mas ainda não aprendi ponto cruz. Nas próximas férias quero aprender e fazer umas lembrancinhas pros amigos :>
    Bordar filmes queridos é um incentivo e tanto pra se aprender ponto cruz!!! Obrigada pela dica!

    Responder
  7. Cecilia disse:
    07 de abril de 2011 às 09:04

    Olá, Andrea:
    Vi que a Helena já comentou. Mas quero agradecer pessoalmente pelo seu comentário. Estou pensando em responder aos comentários em uma postagem. Você me deu o motivo: os bordados em talagarça. Os melhores blogs sobre o “bordado de/com/sobre fios contados” são os franceses(“broderies à points comptés”). Há verdadeiras obras-primas, um espanto!
    Um abraço carinhoso da Cecilia.
    (Quilts são eternos)

    Responder
  8. Camila disse:
    07 de abril de 2011 às 10:27

    Oi Andrea,
    Fiquei feliiiiiz com o post. Acompanho o site sempre e até já estou me arriscando no tricô de novo (inclusive fiz o tapete de grama que aprendi aqui no site e acabei essa semana ieeeiiiii \o/ ). Mas eu sempre gostei de ponto cruz. Fiquei um bom tempo um pouco enjoada deles pelo mesmo motivo que você, não achava nenhum desenho que me motivasse, todos muito iguais. Há algum tempo resolvi voltar para as minhas agulhas e montei uma pasta onde arquivo minhas inspirações. E como fã de ponto cruz e do Clube dos Cinco, ameeii! Já está na lista dos meus próximos bordados.
    Abraço.

    Responder
  9. Andrea disse:
    07 de abril de 2011 às 10:38

    Àureos tempos, meus clubes e grupos de ponto cruz na internet e no E -Groups (Hoje Yahoo Groups), fiz grandes amizades, agora, só nos quadros e nos poucos trabalhos que ainda tenho em casa pois a maioria dei de presente. Legal bordado. Abraços.

    Responder
    • Andrea disse:
      07 de abril de 2011 às 20:41

      Pois é, pensando bem nos anos 90 teve um booooom de ponto cruz, né? Eu comecei a fazer em meados de 96, meio que do nada. Comprei uma revista importada com desenhos de papai noel e patos ( hahahahaha), etamine, linhas e começei a bordar um monte de coisa meio que alucinadamente. Logo depois enjoei e nunca mais fiz… até agora ! bjs

      Responder
  10. priscilla disse:
    07 de abril de 2011 às 10:42

    eu adorei o resultado.
    gosto muito desses gráficos inusitados ou nostálgicos, acho mágicos. :)

    olha esse que fiz: http://flic.kr/p/9wFkwN – ficou tosquinho, mas eu gostei demais.
    (subi a foto só pra mostrar aqui)

    beijo

    Responder
    • priscilla disse:
      07 de abril de 2011 às 10:45

      ah, como não encontrei um gráfico desse desenho, peguei a imagem da tela mesmo. já que o jogo é pixelizado por natureza :)

      Responder
    • Andrea disse:
      07 de abril de 2011 às 11:04

      Uau, ficou lindo! Parabens pela ideia :)

      Responder
      • priscilla disse:
        07 de abril de 2011 às 22:31

        eee! obrigada, andrea :)
        ponto cruz é o segredo para ‘reviver’ roupas esquecidas.

        Responder
  11. Kátia disse:
    07 de abril de 2011 às 10:47

    Ai que saudade do filme A Garota de Rosa Choque…. queria tannnnnnto esse filme pra minha coleção de “clássicos”…rs..
    Adorei a idéia de bordar os filminhos, ficou lindo!
    bjssss

    Responder
  12. 07 de abril de 2011 às 11:12

    Que delícia. Assim da vontade mesmo de fazer ponto cruz. Eu tbm tinha essa birra, não gostava de nenhum desenho, mas é como você falou, só botar a cabeça pra funcionar.

    O ponto cruz pode ser visto como pixels! :)
    Dá pra criar infinitamente.

    Adorei o PAD (que é sempre bem vindo).
    The Breakfast Club entrega a idade da gente….hehehee
    :)
    bjo

    Responder
  13. Tatiana disse:
    07 de abril de 2011 às 12:00

    Andrea, alguém já comentou, mas vale a pena reforçar: existem vários programas pra gerar gráficos de ponto cruz, muitos, inclusive, com versões de teste gratuitas. Eu não consigo fazer ponto cruz porque minha vista é toda bichada, mas usei pra fazer gráficos de crochê filé e tricô jacquard. Você pode usar os desenhos fofos da Cláudia pra criar gráficos, hehe. Ou qualquer outra imagem.
    Nunca vi O Clube dos Cinco, pode?
    Depois deste post, vou ver. Ficou obrigatório!
    Parabéns!

    Responder
    • Andrea disse:
      07 de abril de 2011 às 12:22

      Legal, eu ouvi falar deles sim mas nunca usei. Poderia indicar algum ? bjs

      Responder
      • Tatiana disse:
        21 de abril de 2011 às 11:48

        Andrea, desculpe a demora. Olha, outro dia eu baixei alguns pra testar, e gostei do Pattern Maker for Cross Stitch, que está aqui: http://www.hobbyware.com/pm.htm.
        Eu baixei a versão gratuita e usei só pra fazer um gráfico simples pra tricô jacquard, mas me pareceu bem cheio de possibilidades. Uma amiga minha, feríssima em ponto cruz, também usava o PC Stitch, mas desse eu não sei nada além da recomendação dela. O problema é que não encontrei nenhum realmente legal (fácil de usar, autoexplicativo etc.) pra mac com versão gratuita de teste, então acabei usando o pc da minha filha. Paciência…
        Espero que a dica ainda sirva!
        Beijo.

        Responder
  14. ale disse:
    07 de abril de 2011 às 12:30

    adorei esse post e a dica da lojinha no etsy! vou comprar o gráfico do pessoal do “the big bang theory”.

    beijo!

    Responder
  15. disse:
    07 de abril de 2011 às 13:48

    Oi..que legal isso !!!

    Tmb não bordo nesse mesmo tempo que vc Andrea, mas nesses dias eu quiz muito transformar um desenho em gráfico…mas pro maridox graffitar na parede mesmo !!!

    =D !!!

    Vou voltar aqui depois pra vc se alguém dá a dica !!!

    Beijo !!!

    Responder
  16. Irena disse:
    07 de abril de 2011 às 14:20

    Ficou a coisa mais linda! Queria ter uma camiseta :)

    Responder
  17. Val disse:
    07 de abril de 2011 às 16:50

    I haven’t thought of that movie for years! I always liked the bad boy, Judd Nelson, from it.

    Responder
    • Andrea disse:
      07 de abril de 2011 às 20:38

      he was every girls favorite wasn’t he? :)

      Responder
  18. Angela disse:
    07 de abril de 2011 às 16:55

    Esta matéria me lembrou essa comunidade que eu e minha filha seguimos no http://www.flickr.com/groups/scs/. Dêem uma olhada. São peças muito bonitas e ao mesmo tempo sugestivas (até meio mal humoradas heheh). Abraços, Angela

    Responder
    • Andrea disse:
      07 de abril de 2011 às 20:37

      heheheh, que demais, já deram até nome : ponto cruz subversivo ! acho bem engraçada esta mistura de fofinho com bravo, tipo aquelas hello kitties que fumam charuto. bjs

      Responder
  19. Eloisa disse:
    07 de abril de 2011 às 17:37

    Esta lindo demais!!! Adorei!

    Responder
  20. Ana disse:
    07 de abril de 2011 às 18:38

    Adorei este post! Mas… continuo com a birra em relação ao ponto cruz. É que na escola apanhei uma overdose tal na aula de têxteis, que até hoje continuo a ressacar. E olhem que adoro bordar, mas o ponto cruz… ainda não.

    Contudo, é bom ver que há tendências off-ursos fofos. Obrigada por partilharem!

    Responder
    • Andrea disse:
      07 de abril de 2011 às 20:35

      Pois é, tudo que fazemos por obrigação fica meio chato mais tarde na vida, mesmo que inconscientemente. Eu tô curtindo ! Bjs

      Responder
  21. Livia disse:
    07 de abril de 2011 às 20:24

    Amei o post e amo ponto cruz!É o meu hobby preferido há anos.Gosto de ir na loja comprar as linhas, tantas cores lindas! gosto de escolher o gráfico, montar,tenho até tesourinha de beija
    flor(ou é de garça?), dourada, fofa.Vou já p/ Etsy! bjs queridas!

    Responder
    • Andrea disse:
      07 de abril de 2011 às 20:34

      É de garça :) . bjs

      Responder
  22. Cristiane Yumi Suzuki disse:
    07 de abril de 2011 às 21:46

    Ai, Andrea, Clube dos 5? Deu um calorzinho no coração agora só de lembrar… esses filmes eram obrigatórios e hoje são cults dificílimos de se achar, mesmo em vhs (dvd acho que nem tem). Outro dia assisti um programa que falava de muitos atores dessa geração, Judd Nelson foi preso várias vezes, foi pra rehab um milhão de vezes, Molly Ringwald foi pra geladeira por ser esnobe, e por aí vai que eu não me lembro de tudo o que foi dito.
    Agora juntar esses filmes e ponto cruz foi demais! Eu gosto muito e me lembro que em 91 comecei a fazer cartões de natal bordados em ponto cruz que me renderam um bom dinheirinho…
    Beijinhos, Cris Yumi

    Responder
  23. Mariana disse:
    07 de abril de 2011 às 22:50

    Eu sempre tive uma preguicinha para ponto cruz, mas ano passado eu vi no Etsy uns quadros com letras dos Smiths e botei a mão na massa de novo! Adorei esse

    Responder
  24. Anapaula disse:
    07 de abril de 2011 às 23:16

    Dei um tempo no ponto-cruz pelos mesmos motivos, mas como eu sempre gostei de dar toalha bordda com nome de presente, fuçando na net consegui acher umas fontes mais moderninhas. E voltei a bordar graças aos gráficos dos Peanuts, que eu amo e que não são nada bregas!

    E nossa, essa técnica de centralizar o bordado que vs postaram mudou a minha vida!! Eu geralmente conto todos os pontos (L x A), conto os pontos do bordado e faço uns cálculos malucos pra deixar os espaços entre eles proporcional. fica bem proporcional no final, mas dá uma trabalheira do cão!

    Alguma das coisas que eu faço, ando colocando no Facebook, dêem uma olhada qdo puderem: http://www.facebook.com/album.php?id=100001514776647&aid=17713 (ou procurem pela moon Safari lá no perfil do SZ, eu sigo vocês)

    bjinhos

    Responder
  25. Sofia disse:
    08 de abril de 2011 às 21:42

    Hoje vi um link que vocês colocaram no Twitter mostrando velas feitas de giz de cera em tampinha de metal e nos ‘relacionados’caí nessa página, que ensina a fazer a tal luva sem dedos que vocês mostraram (que torci o nariz porque não sei fazer nada de tricô), mas sem costura!
    http://www.craftaholicsanonymous.net/2011/01/sweater-wrist-warmers-tutorial.html
    Mas tenho uma dúvida: como fazer o acabamento dessas luvas? Tenho medo que desfiem, alguma sugestão de experts para leiga?

    Responder
  26. Karlla disse:
    09 de abril de 2011 às 08:05

    Eu adoro ponto-cruz, faço sempre, com o avesso perfeito (ohhh) e, na maior parte das vezes, dou de presente – quem recebe sempre gosta muito e eu fico toda exibida ;)
    Gosto bastante dos gráficos da revista Labores de Ana (www.laboresdeana.com), tudo lá é de super bom gosto e eles trazem motivos diferentes dos tradicionais. Não vejo como fazer do ponto-cruz um trabalho descolado ou moderninho, mas tenho conseguido utilizá-lo em peças que ficam bem bonitas, chiques, elegantes. Na verdade, o ponto-cruz é meu lado “quero ser velhinha” mesmo.
    Amei ver minha técnica favorita aqui!!! beijos!

    Responder
  27. Letícia disse:
    09 de abril de 2011 às 11:29

    Adoreiii… mas queria mais opções, tipo o seriado friends que adoro! Filme tipo o et, etc!! Mas bem legal, me empolguei pra voltar pro pto cruz tbm! Parabéns pelo blog gurias!

    Responder
  28. Carol disse:
    09 de abril de 2011 às 18:59

    Meninas do Super Ziper e demais colegas de linha e agulha,

    existe um aplicativo na internet que transforma o desenho que você quiser em gráfico de ponto cruz! É fácil (apesar de estar em inglês, é bem intuitivo de usar), é de graça e tem resultados ótimos!

    Claro que se colocar um quadro do Monet o gráfico vai ficar um pouco confuso :-P Mas é excelente pra formas simples, bonitas e que dificilmente acharíamos por aí, como a capa do Help!, dos Beatles. Olhem que graça que fica, só pra dar um exemplo:

    http://patternsforyou.com/en/patterns/pattern/539419.html

    O site é esse (http://patternsforyou.com/), divirtam-se! É só clicar em Pattern Maker, fazer o upload da figura, separar as linhas, as agulhas e seguir esse excelente PAP que a Andrea fez!! E tendinite, se você não teve até hoje, vai ter depois de tanto bordar :-)

    Beijos,
    Carol

    Responder
  29. silvia disse:
    09 de abril de 2011 às 21:32

    O legal dos pontos cruz é que dá pra juntar com a estética do pixel e fazer coisas atuais, mas handmade.

    Eu amo. Amo mais planejar os gráficos, porque queria bordar mais perfeitinho, mas acho massa também relaxar bordando.

    Uma dica é usar o Etamine colorido, no Bazar Horizonte tem cores maravilhosas.

    Beijos
    Silvia

    Responder
  30. Daniele disse:
    19 de abril de 2011 às 07:13

    Olá! Eu descobri a paixão pelo ponto cruz a alguns meses quando comprei um livro da Véronique Enginger (editora DMC, a mesma das linhas e materiais). Não só ela, mas existem outras autoras na França que se dedicam a esta arte. A própria DMC vende uns kits que são um sonho (no site deles tem os kits). Como não moro no Brasil não sei se vende por aí, mas com certeza a Amazon.fr entrega aí, vale a pena dar uma navegada no site e pesquisar por “point de croix”.
    Ah, o livro é esse: http://www.amazon.fr/Douceurs-gourmandises-au-point-croix/dp/2215101318/ref=sr_1_2?ie=UTF8&qid=1303207659&sr=8-2
    Bjs

    Daniele

    Responder
  31. claudiana disse:
    19 de abril de 2011 às 17:20

    Olá tudo bem?
    Passeando pela net encontrei seu cantinho, parabéns está uma gracinha. Também tenho um blog depois passa lá.
    http://encantosempontocruz-barbie.blogspot.com
    Bjos

    Responder
  32. Thati disse:
    20 de abril de 2011 às 09:46

    Que show essa idéia, nunca havia pensado em gráficos asssim!!! Já conhecia a o patternsforyou.com e criei gráficos com ele, bem exclusivos por sinal, tive uma encomenda de toalha com “desenhos rupestres”, e não é que ficou bacana? Amo ponto-cruz porque podemos ir longe na criatividade, tem um mundo de ponto cruz a ser feito!!hehehe
    Baci

    Responder
  33. 20 de abril de 2011 às 11:57

    Depois que vi esse post, fiquei louca pra voltar a fazer ponto cruz! É fantástico o que nos possibilita criar :)

    Responder
  34. Raquel disse:
    28 de abril de 2011 às 22:54

    Oiii
    Alguém tem o gráfico para disponibilizar? O do Etsy não está mais disponível, e eu sou muito leiga pra conseguir fazer de olho rs
    Obrigada!
    \o

    Responder
  35. 04 de maio de 2011 às 22:54

    Meninas, como a gente tem sempre que ajudar, eu aprendi com uma portuguesa adorável chamada Sónia a bordar o avesso perfeitinho de uma maneira muito legal.
    Deixo aqui o link para quem quiser, o gosto dela é uma fofura! As vezes, ela escolhe coisas que nunca escolheria, mas, no fim, olho e digo: “perfeito!”
    O link de como aprender o avesso perfeito está aqui: http://caixinhadepirlimpimpim.blogspot.com/2008/12/dicas-para-bordar-xxx_11.html
    Beijos e boa sorte!

    Responder
  36. Renata disse:
    07 de agosto de 2011 às 19:25

    esse post foi inspirador!
    depois dele decidi bordar os beatles. o resultado tá lá no meu balaio de gato! ;)

    http://remouravidal.blogspot.com/2011/08/cenas-do-proximo-capitulo.html

    bjs

    Responder
  37. 01 de dezembro de 2011 às 13:13

    Olha, teve uma época 9dos meus 12 aos 15 anos) que tbm cansei de bordar por falta de gráficos intereçantes, até que comprei aqueles papeis quadriculados (de quadrinhos pequenos) e comecei eu mesma a desenhar. Pra quem não tem saco de desenhar, errar e apagar, existe um programa (o Patron Telar Indio) que ajuda a fazer os gráficos. Ele é simples, leve, mas muito útil!

    E parabéns pelo post! Tentarei fazer com os filmes antigos que tenho aqui xD

    Responder
  38. manuela disse:
    20 de janeiro de 2012 às 13:58

    eu ando a procura de um finalista em ponto cruz

    Responder
  39. Clarice disse:
    02 de abril de 2012 às 22:05

    Boa noite, você possui o grafico de ponto cruz em branco, é pq estou querendo passar um desenho para fazer em ponto cruz, mas não tenho o grafico. Desde já agradeço.

    Responder
  40. andrea disse:
    25 de abril de 2012 às 19:54

    Ola ,ganhei umas agulhas de dois furos e não sei usa,vcs podem me ajudar,a marca é da clover…..

    Responder
  41. Nayara disse:
    04 de maio de 2012 às 15:15

    Andrea, vê se você me dá uma dica! Tô querendo emoldurar o bordado num bastidor e outro em moldura de gesso, sabe? Mas como faz o acabamento? Coloca no bastidor e depois corta bem rentinho às bordas?? E no caso da moldura, você acha uma boa idéia colcar a etamine depois de ponta em alguma base (papel, por exemplo)… Se for assim, dá até pra colocar em porta-retrato, né??

    Responder
  42. Jéssica disse:
    03 de outubro de 2012 às 17:25

    Olá meninas, adoro o blog de vocês e estou sempre acompanhando. Sei que esse post é mais antigo, mas vou tentar perguntar assim mesmo. Bordo há alguns anos, mas sempre em toalhas ou etamine e nunca tive problemas. No entanto, fui tentar bordar em cânhamo pela primeira vez e não consegui, não sei o que estou fazendo errado. Só sei que o ponto não se forma, se vocês puderem me ajudar, agradeço muito. Beijos!

    Responder
    • Andrea disse:
      05 de outubro de 2012 às 00:08

      Oi Jéssica, nunca bordei no cânhamo, infelizmente não poderei ajudar desta vez ;). bjs

      Responder
  43. 26 de outubro de 2012 às 11:51

    Nossa muito obrigado!!! Como você explicou super direitinho…Ficou show e deu para entender super bem!!! Parabéns bjs e até mais, Kátia.

    Responder
  44. 28 de novembro de 2016 às 12:37

    Oi, eu queria saber que livro de gráficos é esse, e queria saber onde posso encontrar. Estou gritando. Eu amo demais.
    Pode me ajudar?

    Responder
Deixe seu Comentário

«
»