20 abr 11
outros bla bla blas
O artesanato invadiu a web
por Andrea

sz web

Sim, invadiu. E dizemos mais. Invadiu a web e mudou de nome. Virou…..craft ! Mas que raios é  craft ? Achamos quase impossível você nunca ter ouvido falar nesta palavra, mas vamos lá.  Crafts é o artesanato moderno, conectado e que  se alimenta de referências da Internet. Fazer crafts  hoje  é um fenômeno mundial e que a cada ano ganha mais força aqui no Brasil.

Crafters são artesãs com um novo perfil. São estudantes,  mães e  executivas de áreas distintas, que têm em comum uma paixão por atividades manuais criativas. Gente que gosta de por a mão na massa e criar seus próprios objetos. Elas estão conectadas na rede para aprender técnicas, se inspirar e compartilhar idéias. Blogar muitas vezes também faz parte da rotina destas artesãs conectadas,  bem como trocar informações com outras crafters que estão em outras cidades e até outros  países.

Muitas crafters não se contentam  em reproduzir uma técnica, elas vão sempre além e acrescentam seu toque criativo, único, original em tudo que fazem. Usam técnicas tradicionais para produzir objetos originais e inusitados.  Bordado em ponto cruz ? Sim, mas com desenhos de filmes cult.  Patchwork ? Só se for o moderno.

Algumas crafters aprendem tricô e crochê assistindo vídeo-aulas no Youtube e vão as ruas encapar os postes com malhas coloridas ( já  ouviram falar de tricô de guerrilha ? ). As mais experientes até produzem vídeos caseiros  e ensinam tricô para iniciantes que nunca pegaram numa agulha.

Crafters são ousadas. As mais empreendedoras transformam seu hobby em negócio e se jogam na web para vender seus trabalhos em sites de e-commerce.

Mas ser crafter  vai muito além de blogar e costurar, é acima de tudo um estado de espírito. Se você olha para uma garrafa plástica vazia e a sua mente fica borbulhando de idéias criativas sobre o que fazer com ela você provavelmente tem um DNA de crafter. Se você não pode ver uma camiseta lisa e fica pensando nas possibilidades de customizá-la, o bichinho do craft já te mordeu.   Se você acha mais bacana fazer em casa do que comprar produtos massificados … wéeeeee…… alarme craft  disparando !

Se algumas pessoas tinham uma percepção ruim sobre o artesanato o craft veio pra apagar os estereótipos. Já foi-se o tempo em que pintar camiseta era coisa de hippie e  tricotar apenas para vovós. Quer um exemplo ? Máquina de costura voltou a ser objeto de desejo de muita gente jovem. Quem diria, né ?

E você, é crafter ?  Se ao terminar de ler esta revista você for correndo pesquisar técnicas e nomes que aparecem aqui no Google  as chances são muito grandes.

( Texto original publicado na revista Make, em Março de 2011)


♥  Matéria que saiu no site do jornal O Globo, no ano passado, sobre a redescoberta da costura entre jovens.

♥ Está em São Paulo e morre de vontade de aprender  costura básica ? Tem medo da máquina? Tem que ver isso aí….dá uma espiada nas aulas particulares de costura da Pat Casan

60 ZigZags
  1. judite disse:
    20 de Abril de 2011 às 10:57

    Nossa, este texto diz tudo, sinceramente me identifiquei , idéas que borbulham todo tempo, as vezes até me parece uma neura e fico frustrada por não ter muito tempo para concretizar
    as idéias que tenho, parece que a vida é muito curta pra tudo que desejaria fazer…
    Beijos,
    jud-artes.

    Responder
  2. 20 de Abril de 2011 às 11:01

    Adorei o texto….
    kisses
    Rosana

    Responder
  3. Pablo disse:
    20 de Abril de 2011 às 11:22

    É isso aí! Só tem uma coisinha que está me incomodando nesse post. Porque você se refere àos crafters apenas no gênero feminino? Conheço vários crafters, e sou um deles também! Amo seu blog, e comecei à fazer tricô, vendo seus vídeos.
    Sei que isso ainda é um tabú, mas nós homens, estamos aqui conquistando nosso espaço também.
    Grande beijo, e viva aos crafters que estão revolucionando e apagando os estereótipos antigos.

    Responder
    • Andrea disse:
      20 de Abril de 2011 às 11:33

      Oi Pablo, você tem toda razão, os homens também fazem parte do movimento DIY. Acabamos generalizando no texto porque a maioria gritante aqui no Brasil ainda é mulher mas reconhecemos a presença masculina, não tenha dúvida quanto a isso. Bjs

      Responder
    • Alex Blumen disse:
      19 de junho de 2012 às 12:46

      Muito bem amigo Pablo acho legal a sua colocação, e eu tambem defendo a classe e espero ser reconhecido como vc tambem espera. Um forte abraço e vamos lutando.

      Responder
  4. 20 de Abril de 2011 às 12:04

    Legal o artigo. São muitas as opções que nosso modo de vida atual nos oferece, e a internet potencializa isso.

    Não que tenha qualquer importância nessa discussão o gênero do(a) crafter, mas é curioso como a aparente maioria prevalece. Apesar de, em português, usarmos o masculino para nos referir a um conjunto de homens e mulheres, no texto, saiu tudo no feminino. No caso deste artigo, pode ser por influência do público do site e da revista, quem sabe. Mas vejo isso com frequência em blogs e fóruns de artesanato.

    Talvez possamos acrescentar, com alegria: já se foi o tempo em que craft era coisa de mulher. :)

    Responder
  5. márcia boiko disse:
    20 de Abril de 2011 às 12:30

    que ótimo esse texto. amei. as ideias são infinitas e haja tempo pra transformar tudo que a gente quer.

    beijos!

    Responder
  6. Géssica disse:
    20 de Abril de 2011 às 15:16

    Que beleza esse post, hein Andrea!

    Nossa, a gente se identifica com cada linha!
    É é mto bom aos pouquinhos esses estereótipos e rótulos irem sendo quebrados. Hoje em dia as ‘costureiras’ não são mais apenas costureiras, são mulheres empreendedoras, criativas e inteligentes d+!
    Ser crafter, ser artesão não significa necessariamente um fracasso na vida profissional que não nos deixou escolha a não ser trabalhar em casa… O que muita gente não atenta é que a maioria massiva ESCOLHE isso, escolhe esse mundo.
    Falo isso por que ainda noto um certo preconceito que vem em minha direção quando digo que não trabalho fora não, não estou estudando ou fazendo mestrado… que sou artesã e trabalho em casa.
    Esse texto tem mais é que ser lido por quantas pessoas for possível!
    E na contramão do tabu, nós estamos conquistando lugar sim, estamos sendo reconhecidas pela nossa criatividade.
    O mundo é das (os) crafters!!!

    Um bjinho e tenha uma Páscoa repleta e paz!

    Um Viva para nós!!!

    Responder
    • 20 de Abril de 2011 às 21:16

      Falou tudo, Géssica!

      O que tem de gente que tem preconceito conosco é realmente absurdo.
      Sabe aquela “se nada der certo viro hippie”?
      As pessoas acham que com artesanato é bem assim. E não é!
      A gente faz o que gosta, o que ama!

      Ótimo post, Andrea, muito bom mesmo!

      Beijo grande para todOs! E bons crafts! ;]

      Responder
  7. 20 de Abril de 2011 às 15:56

    Ai, que identificação!!! É impressionante como esse bichinho do craft pega a gente e não larga mais. A uns cinco anos atrás eu não sabia sequer cozinhar ou costurar. Hoje faço tudo isso e ainda ganho um dinheirinho! Amei, amei, amei o post!!! Bj e ótima Semana Santa procês.

    Responder
  8. 20 de Abril de 2011 às 15:57

    Ah! E em Niterói, no Rio? Quero fazer aula de costura, mas não encontro em lugar nenhum. Alguém poderia dar um help?

    Responder
    • Andrea disse:
      20 de Abril de 2011 às 20:51

      renata, não conheço em nitéroi, espero que alguém indique, aí te aviso. bjs

      Responder
  9. Val disse:
    20 de Abril de 2011 às 16:13

    My goal this spring is to make a little money on my sewing hobby. I WILL sew some things to put on Etsy.
    Good article!

    Responder
    • Andrea disse:
      20 de Abril de 2011 às 20:53

      I used to sell doll clothes on etsy, not for a living, just for fun and to fund my hobby. It was such a big fun :).

      Responder
  10. Thais disse:
    20 de Abril de 2011 às 16:29

    Eu fico com coceirinhas cada vez que vejo essas coisas, e tbm fico imaginando mil possibilidades com coisas que tenho em casa. Porém, por enquanto, só eu mesma gosto das coisas que faço, hehe! Ainda não peguei bem o jeito, rs…

    http://incluindoestilo.blogspot.com/

    Responder
  11. Édina disse:
    20 de Abril de 2011 às 17:23

    Que legal, os crafters vão dominar o muuundo!!! êeee, adorei o texto Andrea, eu sou uma crafter com muito amor ao que faço, e é delicioso fazer as minhas próprias coisas, são exclusivas e saem da mente para o papel com uma velocidade!

    Viva o mundo craft! Beijos apimentados

    Responder
  12. Carolline Barbosa disse:
    20 de Abril de 2011 às 19:33

    Meninas … Vocês são demais … mesmo (mas vocês sabem disso né?!) Quando recebi o outro news letter falando sobre a revista Make, corri pra livraria e na hora que comecei a ler, caiu minha ficha … o craft me pegou, e percebi isso craftando uns portas-retratos do meu quarto … uma blusa surradinha, uma caixa vazia …
    Queria aproveitar e dizer que vocês agregam muito pra mim … pois com vocês aprendi a a fazer tricot, vi todos os videos do Especial Tricot Sim, segui todas as dicas de lojas, já fui no Empório das Lãs, sou membro ativo no ravelry.com e tenho pego receitas incriveis, e o que é melhor … craftando as receitas de lá …
    Sem querer ser água com açúcar demais … mas vocês são mega importantes pra mim … adoro o Super Zíper … adoro vocês… tudo de bom e muito mais criatividade aí pra vcs … Big Beijo…

    Responder
  13. Letícia disse:
    20 de Abril de 2011 às 20:16

    texto bacanééééérrimo! Parabéns meninas ^^

    Responder
  14. Sula disse:
    20 de Abril de 2011 às 20:41

    Adorei!!!
    Antes eu era só biscuiteira rsrsrs, depois me apaixonei pelo crochê, aí veio a reutilização de caixinhas de leite, e não páro mais. Idéias a mil borbulhando na minha cabeça…
    E sempre uma idéia aqui, outra ali, e o Superziper, super, super…

    Responder
  15. MAGALI disse:
    20 de Abril de 2011 às 22:26

    Puxa, o texto acima descreve exatamente como eu sou , parabéns para a autora, que legal, adorei.
    Magali

    Responder
  16. Daniele disse:
    20 de Abril de 2011 às 22:51

    Muito bom esse texto!!
    Aliás, estou aprendendo tricô com as dicas do “Tricô, sim!”…
    E pra quem diz que “é coisa de velha”, eu respondo: “Sou velha desde os 10 anos, que foi quando minha mãe me ensinou crochê…”
    Crafter power!! ;)

    Responder
  17. Cris disse:
    20 de Abril de 2011 às 22:57

    Sim, definitivamente eu sou uma Crafter. risos.

    Responder
  18. 20 de Abril de 2011 às 23:01

    Olá meninas!
    Sou aluna da Pat e atesto para os devidos fins que ela é uma SUPER PROFESSORA PACIENTE BACANA que me fez perder o medo , tomar gosto e comprar uma máquina de costura!!
    Vale muito a pena ir em busca de novos conhecimentos e superar seus desafios…as aulas servem como uma terapia e há muita troca de idéias!
    Beijo,

    Responder
  19. Maria Teresa D. Valente disse:
    20 de Abril de 2011 às 23:11

    Boa noite Andrea, agradecemos as dicas e sugestões que nos enviam, aprendemos muito aqui no SUPERZIPER. Hoje realmente nos achamos: nós “crafter + amos”, amamos saber disso.
    Vocês são geniais, porque entrar aqui é para se perder, um assunto puxa o outro e queremos aprender tudo.
    Desejamos a você e à Claudia uma feliz e abençoada PÁSCOA, abraços carinhosos de Maria Teresa

    Responder
  20. Denise disse:
    20 de Abril de 2011 às 23:51

    Adorei a matéria,é tudo isso mesmo.
    Eu sou muuuuiiito crafter,e sou desde criança:)
    Grade beijo, Denise

    Responder
  21. nanci disse:
    21 de Abril de 2011 às 00:19

    Fiquei toda arrepiada com o texto, é assim que me sinto, gosto de artes manuais criativas, sou crafter!!Minha máquina sempre foi m sonho de criança, estou mordida pelo bichinho faz tempo. e o superziper foi o primeiro blog/site que comecei a seguir. Amo vcs de paixão! Embora nem sempre comente estou sempre por aqui. mil beijos.

    Responder
  22. Ligia disse:
    21 de Abril de 2011 às 00:35

    E por que Não? Se posso trabalhar em casa, fazer o que amo, ter idéias que fluem da minha mente, que fervem no coração e que se transformam em peças que enchem os olhos de quem vê?E por que não, se posso enquanto trabalho, estar com meus filhos, cuidar da educação, dar atenção e carinho pessoalmente àqueles a quem amo? E por que não posso ter sucesso e reconhecimento (financeiro inclusive) por não ter cursado faculdade-pós-graduação,etc….e estar feliz, costurando, bordando, dando asas as mais belas inspirações? Sou Feliz por esse dom de Deus em minha vida!!!
    Amo ser crafter!!! Chique né! Amei esse post!

    Responder
  23. 21 de Abril de 2011 às 01:18

    É tudo verdade e minha história é prova incontestável disso. Comecei minha vida de crafter aos seis anos de idade, quando aprendi a bordar.
    Já fiz de tudo um pouco, dei aulas de quase tudo e até me especializei em Patchwork e Quilting.
    Estou navegando pelo mundo virtual há anos, blogando e moderando um grande grupo no Yahoo e o resultado disso tudo é que montamos uma empresa, eu e meu marido, e hoje trabalham conosco os dois filhos, nossa nora e uma das minhas irmãs, além dos funcionários e das nossas professoras.
    Definitivamente, ser crafter pode ser um hobby uma atividade rentável ou um negócio próspero, mas antes de qualquer coisa, é um grande prazer.

    Responder
  24. 21 de Abril de 2011 às 07:56

    Olá meninas super… sabe que já tenho um blog em que posto meus trabalhos em EVA… e navegando por aí, comecei a ver “craft pra cá, craft pra lá”… e fiquei pensando:
    _ Mas o que será isso? Eu e minha mãe sempre fomos movidas pelo artesanato… fazemos de tudo um pouco. Não consegui encontrar um termo que me designasse melhor essa palavra: CRAFT! O som me parecia algo caindo na minha cabeça. E vejam só hoje o que eu encontrei! Eu sabia que eu tinha alguma coisa de crafter, mas daí a falar para alguém e alguém me perguntar, eu estava com medo! Hahahahaha… agora não mais. Eu sou crafter, estou crafter e vou morrer crafter! Adorei as palavras acima! HOje, com certeza meu sonho de consumo é uma máquina de costura… vou começar a engendrar agora por este mundo também! Mês que vem ela chega aqui em casa… para eu continuar a ser o que agora tenho certeza que sou: CRAFTER! Estou amando esta ideia!
    Beijinhos meninas… amei o blog! Como amo tudo o que envolva “coisa boa nessa vida” como já diz minha mãe!

    Responder
  25. alfa disse:
    21 de Abril de 2011 às 10:14

    Eu me descobri crafter há dois anos quando comecei a seguir seu site mesmo sem ter meu blog ainda. Agradeço muito por todas as dicas. Beijos!

    Responder
  26. Eloisa disse:
    21 de Abril de 2011 às 11:34

    Ahhh que legal!!! Sim adorei o texto e adoro o fato de que a maquina de costura esta sendo um obejto de desejo de jovens!
    A costura e o artesanato em geral so tras coisas boas: as pessoas estao aprendendo, fazendo amizades, trocando ideias e ate mesmo conseguindo ganhar um dinheiro para ajudar no orcamento da casa ou abrir seu proprio negocio!
    Fico super feliz com esse crescimento do CRAFT BUSINESS no Brasil e no mundo todo! Amo o artesanato e estou lutando pra ter meu proprio negocio!
    Desejo a todas um forte abraco e muita criatividade!
    beijos

    Responder
  27. Tatiana disse:
    21 de Abril de 2011 às 11:37

    Pra mim, é questão de sobrevivência, mas não financeira. Até hoje só vendi uma peça, por insistência de uma amiga, mas faço tudo pra dar de presente. adoro! É pela minha saúde mesmo. Se não fizer, acho que piro, É válvula de escape, terapia, diversão pura. E ainda tenho a chance de exercitar minha criatividade e alegrar as pessoas com as coisas que invento.
    Fazer artesanato é BOM DEMAIS!
    Beijo, meninas.

    Responder
  28. 22 de Abril de 2011 às 00:52

    Meninas, adorei o blog de vcs… e to seguindo!
    Adorei a receitinha de brigadeiro de cenoura! Até postei lá no meu blog! E vou fazer!!! Depois conto como ficou!
    Bjos e Feliz Páscoa!
    http://miscelanea9l.blogspot.com/

    Responder
  29. Ana disse:
    22 de Abril de 2011 às 11:38

    crafters do mundo uni-vos !! ^_^
    Bjks meninas,Feliz Páscoa !!

    Responder
  30. Ana Paula De Maria disse:
    22 de Abril de 2011 às 22:59

    Amei!!!Tenho 43 anos e sou fascinada por esse universo do Faça você mesmo desde os 9. Sempre achei o máximo fazer minhas roupas e acessórios (e da família também!) e poder dizer: “foi feito por mim!”. Tudo o que é feito assim, além de ser personalizado carrega uma energia prá lá de boa pois, tudo o que fazemos com Amor e Alegria, sempre impregna um pouco de nós para quem recebe. Essa aceitação e reinvenção dos trabalhos manuais é tudo de bom e eu agradeço muito as pessoas resolverem assumir e divulgar esse lado tão ligado a nossa essência. Quer se descobrir? Faça Artesanato…quer relaxar? faça Artesanato… e saí prá lá depressão, stress, dores de cabeça, fibromialgia e tudo mais… Obrigada meninas do Superziper, vcs são D+!!
    Ah! Na minha mudança de casa, redescobri um livro que foi da minha tia-avó. Chama-se Enciclopédia de Trabalhos Manuais por Bertha Schwetter – 4a edição de 1950. São 755 páginas de coisas maravilhosas. Esse é meu mais novo tesouro.
    Um beijo Ana Paula

    Responder
  31. Liz disse:
    23 de Abril de 2011 às 02:09

    Olá!

    Ótimo texto, adorei!

    Passando para desejar uma linda e feliz Páscoa!

    Beijosss

    Responder
  32. samantha disse:
    23 de Abril de 2011 às 18:38

    Olá queridas!! Descobri o blog e fiquei frenética!! Já assisti a todos os vídeos sobre trico que vcs fizeram!!! Me ajudou muuuuuito! Obrigada!!

    Beijocas e boa páscoa!!!

    Samantha.

    Responder
  33. Toninha disse:
    24 de Abril de 2011 às 21:48

    Vocês são demaaaaaaaaaaaais! Amei esse texto sobre craft muito legal, bjs.

    Responder
  34. Cris disse:
    24 de Abril de 2011 às 22:01

    De tanto que eu gosto dessa vida “crafteira” resolvi abrir uma loja há 5 anos. Decidi ser feliz, trabalhando com aquilo que me dá prazer, o dia inteiro. É claro que o lado burocrático da coisa me traz, de vez em quando, à realidade…Mas o prazer de comprar e mostrar o que há de novidades, inventar, ensinar, fazer, desmanchar, fazer novamente etc.,me faz levantar todo dia e ir trabalhar feliz da vida!!
    Parabéns pela iniciativa de mostrar que esse maravilhoso mundo da criatividade não é só (como eu ouço muita gente dizer, na loja) de “mulher que não tem o que fazer..!!”TÁ ESTRESSADO? VAI TRICOTAR!!!Bj

    Responder
  35. Vitor Hugo disse:
    25 de Abril de 2011 às 12:32

    Acredito que o movimento craft é bem abrangente. Aqui no país não é comum associa-lo com a cozinha, mas lá fora o termo “craft” também é ligado com a comida.

    Em alguns casos também me vejo como um crafter, a única diferença é que eu como o produto, heheheh.

    Responder
  36. Marilene disse:
    30 de Abril de 2011 às 22:47

    Eu sempre gostei de artesanato…tudo que vejo quero reciclar.
    Adoro criar!!!

    Responder
  37. Rogéria Thompson disse:
    03 de Maio de 2011 às 13:23

    Ai,adorei o texto,tudo verdade,eu tenho feito decoupage,amo d paixão,mas ainda não me entreguei totalmente,tbém sou apaixonada por ponto cruz,tenho várias revistas,aprendi os primeiros pontos com uma amiga e o restante nas revistas,agora só lamento não saber costurar e minha mãe sempre teve máquina,mas no meu tempo era brega costurar suas ´próprias roupas,agora é chique,rsrsrs.Parabéns pelo site eu gosto muito e sempre dou uma passadinha e indico para as amigas crafters…bjs!!!

    Responder
  38. 05 de Maio de 2011 às 08:30

    Amei esse post meninas. Sigo o Superzíper há muito tempo, mas nunca havia deixado um comentário. Agora como tenho bog, ví a importância dos comentários para os blogueiros.
    Eu amo artesanato, já fiz muita coisa, mas agora estou um pouco parada e desanimada. Mas vendo tanta coisa bonita, quem sabe eu volte a fazer algo hein!
    Parabéns pelo excelente blog meninas e pelo belo trabalho!

    Beijos

    Eliane (Leituras de Eliane)

    Responder
  39. Mina Afonso disse:
    23 de Maio de 2011 às 08:40

    Amei essa matéria! Parabéns a todas e todos que a fizeram chegar a mim. Um material como esse representa estímulo para o artesanato, que é tudo de bom e um soco no estômago do preconceito que considera essa atividade coisa de gente desocupada. Beijos e muita energia prá todas e todos.

    Responder
  40. 24 de Maio de 2011 às 12:32

    Parabéns pelo texto, estou conhecendo agora o Superziper, através do site do SEBRAE, estou adorando tudo.
    E para que diga que isso é coisa de gente velha, já sou velha desde os 6 anos.
    Visitem http://criandolacosartes.blogspot.com/ nele conto um pouquinho da minha história com os crafts
    Um grande abraço e excelente trabalho a todos

    Responder
  41. Dri disse:
    31 de Maio de 2011 às 13:50

    Adoreiii o texto! foi-se o tempo que máquina de costura era coisa da vóvó! me joguei nessa (artesanato) por acaso e a cada trabalho me sinto mais realizada. Melhor ainda quando nosso trabalho é reconhecido.

    positive vribrations (Y)

    Responder
  42. elisabete disse:
    09 de julho de 2011 às 09:26

    Pessoal: Acredito que nós seremos a quase salvação desse sistema industrializado e consumista. Estamos revertendo para brecar os estragos no planeta. Acredito muito na satisfação pessoal que este tipo de trabalho proporciona a cada um, conforme bem atestado pelos comentários, e os reflexos deste tipo de trabalho no meio ambiente, na subsistência, no prazer emocional e tudo mais. Parabéns a todos e continuem se valorizando.

    Responder
  43. 25 de julho de 2011 às 20:20

    OLÁ AMIGAS ADOREI ESSA MATERIA SOBRE AS CRAFTERS DECIDI VIR ATÉ SEU ESPAÇO PARA LHE FELICITAR PELO SEUS LINDOS TRABALHOS E TAMBÉM DESEJAR O MELHOR DE DEUS PARA SUA VIDA HOJE E SEMPRE E CONVIDAR VOCÊ A VISITAR E SEGUIR MEU BLOG JÁ QUE TEM SIDO MOTIVO DE MUITA ALEGRIA PARA TER PREPARADO
    JÁ SIGO O SEU BLOG E ACOMPANHO SEUS TRABALHOS.

    DEUS TE ABENÇOE ABUNDANTEMENTE.
    MEU BLOG É… http://artesdanandadabahia.blogspot.com

    Responder
  44. 25 de julho de 2011 às 20:22

    OLÁ AMIGAS ADOREI ESSA MATERIA SOBRE AS CRAFTERS DECIDI VIR ATÉ SEU ESPAÇO PARA LHE FELICITAR PELO SEUS LINDOS TRABALHOS E TAMBÉM DESEJAR O MELHOR DE DEUS PARA SUA VIDA HOJE E SEMPRE E CONVIDAR VOCÊ A VISITAR E SEGUIR MEU BLOG JÁ QUE TEM SIDO MOTIVO DE MUITA ALEGRIA PARA TER PREPARADO

    DEUS TE ABENÇOE ABUNDANTEMENTE.
    MEU BLOG É… http://artesdanandadabahia.blogspot.com

    Responder
  45. Ana Paula disse:
    27 de julho de 2011 às 09:51

    Pois é, também sou crafter. comecei fazendo coisinhas pra minha filha. Só quem tem meninas sabe o custo de mantê-las “enfeitadinhas”. Comecei com arquinhos e tic-tacs. Já faço camisetas, toalhas de boca, fraldinhas, toucas para saída de banho, kits de cozinha e o que mais me pedirem. E a marca tem a minha cara: “Mamãe Que Fez!” Só estou tendo dificuldades com o registro da marca, já que tem um custo um pouco alto pra quem está começando. Alguém aí tem uma dica para reduzir esse custo?

    Responder
  46. Josiane disse:
    27 de agosto de 2011 às 22:59

    Adorei este texto, acho que esse conceito de CRAFTER precisa se espalhar, muitas pessoas ainda tem um certo preconceito com quem faz algum trabalho manual, seguidamente ouço: “Tricô é coisa de velha”, “tu parece uma velha fazendo crochê”. Para mim o artesanato é muito mais do que saber fazer um trabalho manual, é conseguir expressar os sentimentos, mostrar a sua arte, interagindo com outras pessoas que pensam da mesma forma. Por isso acredito que sou uma crafter…
    Adoro o site de vocês!!! Parabéns pelo belíssimo trabalho.
    Beijos…

    Responder
  47. 16 de setembro de 2011 às 15:55

    Olá meninas, gostei muito deste site,porém,os homens tbm amam artesanato, principalmente eu que trabalho à uns vinte anos no ramo de modelagens em porcelana fria e amo o que faço.
    Gostei muito deste termo “craft”. Parabens.
    Tom.

    Responder
  48. Jú Xavier disse:
    27 de outubro de 2011 às 07:43

    Olá,

    adorei o texto de vocês, é um dos poucos que já vi aqui na net que esclarece bem o conceito “craft”, pois o mercado de trabalhos manuais está precisando de uma renovada quanto aos conceitos mesmo, já que vivemos em meio à tanta desvalorização no que diz respeito ao artesanato e aos artesãos. Esse conceito engloba modernidade, inovação, busca de aperfeiçoamento e técnicas diferentes das tradicionais, além do que é bem “chamativo” o termo.
    Trabalho com biscuit, MDF e me arrisco ultimamente no Scrapbook e me considero sim uma Crafter, com muito orgulho por sinal!
    Obrigada pelo texto, Parabéns e Sucesso pra vcs!

    Responder
  49. katia disse:
    28 de outubro de 2011 às 21:29

    gente….me achei nesse mundo …sou craaaaaaaaaft e não sabia…achava que era meia doente…heheheheeee feliz com a minha classificação nesse mundo de meu DEUS!!

    Responder
  50. maud blair disse:
    03 de novembro de 2011 às 12:14

    oi,amei essa de craft trabalho com minha amiga Paty juntasfazemos de tudo ,mas acho que vamos ter que parar pois estamos fa lidas gostaria que voce olhasse nosso blog e visse nossos trabalhos voce pode dar asua opinião?
    Obrigada seria muito importante para nos somos assinante da Make
    e conhesemos voceis atraves dela por favor de a sua opinião sobre o nosso trabalho
    Estarei esperando anciosa.
    Maud e Paticia

    Responder
  51. Marale disse:
    17 de Fevereiro de 2012 às 12:44

    Olá,
    Acho que sou uma crafter e não sabia, amo fazer tudo que você descreveu, e vira e mexe estou pensando em fotografar PAP e olha que já pesquisei o preço da maquina de costura.
    Por falar nisso vc pode me indicar um modelo portátil de máquina para pequenos trabalhos, vi na web várias mas não soube escolher.
    Parabens pelo texto
    Abraços

    Responder
  52. Claudia disse:
    15 de Maio de 2012 às 18:06

    Adorei! Amo o artesanato desde sempre. Confesso que parei por preconceito da família (isso nunca deu dinheiro prá ninguém….). Mas, finalmente e felizmente esse conceito está mudando e artesãs e artesãos são muito valorizados hoje em dia!

    Responder
  53. Fábio Machado disse:
    22 de agosto de 2012 às 16:04

    Ola!!!

    Concordo com todos.

    Responder
  54. rosana disse:
    06 de Abril de 2013 às 02:05

    esse texto fala de mim!!!!;) a minha mente n para um segundo,gosto tanto de tudo,faço tudo o que vcs imaginam,pra vcs terem uma idéia,esses dias fiz uma jóia de ouro com pérolas ficou perfeita,pq eu sempre procurava pra comprar e nunca achava aí resolvi eu mesma fazer,qualquer coisa que eu vejo eu pego e já transformo em arte,mas é qualquer coisa mesmo!então sou uma crafter!

    Responder
  55. Alexia disse:
    30 de outubro de 2015 às 20:34

    Um grande abraço! Excelente trabalho… me senti identificada. Sou uma crafter e adoro.
    Eu tenho meu blog com tutoriais muito legais e simples.
    Beijos.

    Responder
Deixe seu Comentário

«
»