02 mai 11
inspiração
Brinquedos e Brincadeiras, da Abril
por Andrea

capa

Separando livros antigos para doação na casa dos meus pais achei esta raridade vintage, o livro capa dura  “Brinquedos e Brincadeiras”, publicado pela Abril em 1976. Muita emoção! É claro que não deixei que fosse descartado, apesar da capa estar bem deteriorada. Este era o meu livro xodó, essencial para a minha formação craft infantil!

Lembro bem do dia que comprei, via catálogo da Abril. Só olhando a capa  deduzi que só podia ser  muito, mas muito legal. Eu mesma encomendei pelo correio, junto com o Eu Que Fiz, outro preferido, que guardo até hoje. Pedi pra minha mãe deixar um cheque pronto com o valor dos dois livros e fiquei contando os dias para o carteiro tocar a campainha com os meus tesouros. Pelo estado atual da capa e da lombada vocês conseguem ter uma ideia de como foi intensamente manuseado. Valeu cada cruzeiro investido pela minha mãe!

Descobri um crédito da Intercontinental Books Production na contra capa, então deduzi que parte do livro deve ser sido produzida lá fora e traduzida para o português. Mas as fotos das crianças (minha preferidas) foram feitas aqui, com referências brasileiras. Só descobri isso agora, olhando o livro algumas décadas depois.

São mais de 200 brinquedos e brincadeiras. Fotografei algumas páginas para mostrar aqui:

MOSAICO2
Alguns projetos gritam anos 70.  Tinha bichos de pedra pintada (e de bola de gude), um must de feirinha hippie. Tinha PAP de estampa em tie dye. E  PAPs de  projetos infantis clássicos como telefone sem fio de lata e revólver de caixa de fósforo. E notem a presença de referências nacionais, ‘rolava Bethânia’ e Roberto até nas brincadeiras infantis!

 

MOSAICO1
Vou confessar que tinha inveja desta menininha de franja. Ela sempre posava nas fotos com os projetos mais legais do livro. Claro que eu achava que era ela quem fazia todos os bonecos. Ela devia ser muito prendada e criativa!

 

cortina

Da série ‘projetos que eu pagava um pau’ mas achava que  praticamente impossíveis de fazer: cortina de lã pintada.

casinha
Da mesma série: casa de boneca feita com caixas. Eu me perguntava onde a menina arranjou tanta gouache vermelha para pintar a parede enorme.

 

batik
Um PAP de saia estampada com rodela de batata. Uma criança usando uma destas na escolha hoje sofreria bullying.

 

Desktop3-1

Outro projeto  no mínimo interessante: um leão feito de toalha. Deve ter sido sucesso, afinal foi parar na capa do livro. Eu sempre tive um pouco de medo deste leão monstro. E quem disse que a minha mãe iria deixar eu cortar duas tolhas de banho para fazer leão.

 

pompom
Gato em partes. Cabeça de pompom (Banana Splits inspired ?) e um gadget pra fazer rabo usando carretel e pregos.

joaomaria
João e Maria feitos com limpador de cachimbo. Sempre achei esquisito os livros infantis da época terem tantos projetos com este material. Só as crianças cujo pai fumasse cachimbo conseguiriam fazer. O que não era o meu caso.

 

limpacachimbo
Mais um projeto com limpador de cachimbo. Nos anos 70 eles adoravam este material! Notem como algumas ilustrações eram feitas com aerógrafo. Eu só escolhia os projetos com fotos ‘de verdade’.

 

jardim
Mini jardim, mais um projeto aerógrafo style. No passo-a-passo eles diziam para usar plantas naturais. Nem me atrevi a tentar fazer, nunca ia ficar lindo igual a esta foto.

 

ovo
Casal ovo de papiê machê. Você esvaziava o ovo, enchia de gesso, colava tiras de jornal e pintava por cima. Vai ver que é por isso que até hoje eu amo crafts feitos com casca de ovo.

Repararam nas cores predominantes nas fotos? Muito vermelho, laranja e cores fortes. Hoje tudo que é de menina é rosa e com glitter, acho uma chateação.

O grande destaque do Brinquedos e Brincadeiras eram as fotos dos projetos, com crianças reais participando das brincadeiras e manuseando os brinquedos. Isso deixava tudo mais possível para mim que estava apenas começando a tomar gosto por inventar coisas. Eu pensava, “se estes meninos conseguiram eu vou conseguir fazer também”. Já o Eu Que Fiz era outro livro muito bacana mas que só tinha ilustrações, nenhuma foto. Por isso eu muitas vezes comparava o resultado dos projetos  e ficava com a sensação que ‘deram errado’. Que puxa!

Alguém mais aí tinha o Brinquedos e Brincadeiras?  Algum outro livro deixou a sua infância mais criativa?

Todo compartinhamento de nostalgia craft será muito bem vindo.

55 ZigZags
  1. 02 de maio de 2011 às 23:19

    Gente, que demais !
    Eu tinha alguns ‘almanaques’ da Abril , agora não lembro quais, mas minha irmã guardou todos, com certeza…junto com os ‘disquinhos’ e mini máquina de costura! essa vale uma foto!adorava ver também os livros (encadernados, capa azul marinho…) da Pais & Filhos…tinha muitas fotos de crianças com as quais eu ‘brincava’…
    Beijo,

    Responder
    • Andrea disse:
      02 de maio de 2011 às 23:28

      Bem lembrado ! Eu gostava dos Almanaques da Disney (Vovo Donalda, Escoteiros Mirins), tenho até hoje. Gostava também da coleção Nossas Crianças, também da Abril, nos anos 70 eles publicavam as tirinhas da Mafalda, antes mesmo de ter as revistinhas avulsas. Depis de alguns anos comecei a colecionar os livros da Mafalda, da Global Editora na época.
      Disquinhos coloridos eu tinha muitos mas não guardei, uma pena !!!
      bjs

      Responder
  2. 02 de maio de 2011 às 23:23

    Oi Andrea, que legal esse livro, eu nasci nos anos 80 então este livro eu não conheci, mas adoro essas imagens retrô e esse livro é o máximo, muito legal…
    Adorei conhecer um pouco sobre os brinquedos artesanais que tinham, me lembro que minha mãe tinha uma vaquinha feita de bolinha de gude que ficava na estante da sala e a gente não podia tocar…
    Bjos

    http://www.pattyarts-artesanato.blogspot.com

    Responder
  3. Mônica disse:
    02 de maio de 2011 às 23:34

    Nossa! Uma viagem no tempo! Também era louca por esse tipo de livro, mas não conheço nenhum dos dois de que falou.

    O “gadget” do gato em partes era feito lá em casa com um carretel de madeira da minha avó, mais 4 preguinhos. O que a gente tecia ali era o … rabo-de-gato. :) Qdo vi o projeto do i-cord aqui, a princípio, até achei que era a mesma coisa, pois o efeito é parecido. Tinha mil e uma aplicações: colar, pulseira, faixa para cabelo, cadarço de tênis, o que a imaginação mandasse.

    Já o limpador de cachimbo, acredito que deva ser vendido em tabacarias, daquelas que vendem de tudo um pouco.

    Um grande abraço e obrigada pelas recordações.

    Responder
  4. 02 de maio de 2011 às 23:44

    Pois é, eu também achava esquisito esse limpador de cachimbo, mas tem em tabacaria, tem nos Shoppings Ibirapuera, Iguatemi e tals. E tb tem lá nos Jardins, numa esquina paralela com a augusta (óbvio que esqueci o nome!!).

    Adorei o livrinho, me senti com 11 anos de idade de novo… :-D

    Responder
  5. 03 de maio de 2011 às 00:10

    Oi Andrea,
    Eu tinha este livro, mas com a capa verde. Não sei onde foi parar e queria tanto um agora para usar com as crianças da escola e com meus filhos, já procurei e não acho em lugar algum.
    Esse projeto do jardim era o meu preferido.
    Adorei o post.

    Bjs

    Responder
  6. 03 de maio de 2011 às 00:18

    Se o livro era em parte produzido fora, entao explica-se o limpador de cachimbo: os pipe cleaners sao um material super basico em loja de artesanato aqui nos EUA, existe ate com brilho… as criancas fazem muitos projetos com eles nas escolas, existem em varias cores e sao facilimos de modelar, o arame eh bem molinho e peludinho. Outro dia mesmo meu filho fez uma borboleta e o corpinho dela na hora ele sugeriu fazer em pipe cleaner.
    Eu teria amado este livro se conhecesse… tive os almanaques da Vovo Donalda tbm e do Escoteiro Mirim, e minha mae, sendo professora, possuia uns livros grossos azuis cheios de receitas de tintas, de atividades de arte… eu amava ler… eram verdadeiras litas telefonicas – enromes e so com texto – mas eu ja era encantada com atividades criativas mesmo sem ver uma figura.

    Responder
    • 03 de maio de 2011 às 22:49

      Ah! Isso é o limpador de cachimbo? É beeeem comum mesmo! Em Montreal sempre via quilos disso nas 1,99 da vida (dolarama).

      Responder
  7. Marcia disse:
    03 de maio de 2011 às 00:54

    Eu vi o post sobre o “Eu que fiz” e tive ótimas recordações… E agora o “Brinquedos e Brincadeiras”! Faz muito tempo que eu não pensava nesses livros e embora reconheça as fotos não me lembro praticamente de mais nada deles. Era frustrante não conseguir fazer as coisas legais por falta de material, mas lembro que fiz muita pedrinha pintada. Muito gostoso lembrar desse livros… Beijos!

    Responder
  8. Mariana disse:
    03 de maio de 2011 às 02:28

    Nossa, eu amava demais esse livro! Era louca pra fazer a cortina de lã e a saia de carimbo de batata ou o elefante de feltro. Essa fixação com o limpador de cachimbo também me incomodava muito… Acho que minha mãe deve ter jogado fora o que tinha aqui em casa, vou procurar qualquer dia

    Responder
  9. 03 de maio de 2011 às 03:38

    Aqui em Portugal eu nunca vi esse livro(afinal sempre sou um pouco mais velha), mas algumas brincadeiras tambeém se via por aqui.
    Mas há uma que eu gostava de recuperar, é como fazer cordão com um carrinho (carretel) de linhas. Eu já soube fazer mas esqueci.

    Que tal fazer um post com essa técnica e outras se der?

    Bjs

    Helena

    Responder
  10. 03 de maio de 2011 às 07:39

    GENTE! EU LEMBRO QUANTO TEMPO! BELO POST…
    TÁ ROLANDO UM SORTEIO LÁ NO MEU BLOG… SÃO DELICADAS FLORES DE CABELO…
    PASSA LÁ E PARTICIPA TÁ?
    BJOS E FIQUE COM DEUS

    Responder
  11. 03 de maio de 2011 às 08:19

    Com certeza uma bela relíquia! Vamos botar a criançada para criar e brincar!

    Responder
  12. shan-tinha disse:
    03 de maio de 2011 às 08:29

    o menina que riqueza! que época boa viveste com pais antenados e com possibilidades de aquisição, em setenta eu já era adolescente, mas da minha infância recém-deixada, só mesmo as brincadeiras de rua, tipo pega-pega, brincadeira de roda, mata soldado, pular corda, de brinquedo mesmo só uma boneca e sem cabelo, ah como eu queria ter uma com cabelo de “verdade” que eu pudesse pentear e de olhinhos que se mexiam…
    Parabéns pela preciosidade que tens!
    bj!
    tenho seu blog como leitura diária, to sempre por aqui e se quiser me conhecer mais….

    Responder
  13. 03 de maio de 2011 às 08:49

    desse livro não me recordo…Meu irmão tinha o dos Escoteiros (cheio de nós e de experiências divertidas, né?). Eu adorava fazer bichinhos com rolha, com potes vazios de Danoninho, carimbo de batata, casinha de Susi com caixinhas de fósforo (daquelas de madeirinha, cor roxa)- dava pra fazer caminha, gavetas, prateleiras. Ratinho de bombril,escolinha, broche com tampa de metal de refri, bambolê com canos plásticos de eletricidade, elástico (muuuuuito, até acabar o estoque da caixa de costura),muita tinta guache pra pintar pedras e as caixinhas de fósforo, telefone com duas latas e um fio,criar roupinhas para bonecas de papel, enfim, uma delícia de criatividade!

    Responder
  14. Adriana disse:
    03 de maio de 2011 às 10:04

    Huahaua, não só eu tinha esse livro como tinha um pai q fumava cachimbo!! (ainda fuma, mas agora ele mora longe demais e eu mesma posso comprar limpadores)

    Claro que eu só conseguia algum limpador na base do “furto”, e nem adiantava pedir pq na época esse material era meio carinho pra “jogar fora” (vê-se que meus pais me deram os livros mas não me incentivaram muito a FAZER as coisas).

    Tb tive o Eu que fiz e morri de nostalgia com esse post. Valeu! <3

    Responder
  15. Cristina disse:
    03 de maio de 2011 às 10:15

    Adorei o livro mas não conhecia.
    o Limpador de cachimbo é muito usado ainda, basta assistir ao Mister Maker, no Discovery kids. Estou procurando para comprar para meus filhos executarem seus projetos. ainda bem que vi varias dicas aqui.
    Obrigada.

    Responder
  16. 03 de maio de 2011 às 11:08

    Andrea,
    minha avó tinha uma coleção chamada “Mãos Maravilhosas” e dela saiam várias inspirações crafts.
    Quantas saudades!!!
    Adorei o post!

    Responder
  17. Gabriela disse:
    03 de maio de 2011 às 11:28

    Eu nasci em 1990, mas meus pais haviam guardado esse livro para mim! O meu tem a capa verde, e o meu projeto favorito também era o do jardim. Achava lindo, e impossível, mas passava horas olhando pra ele…

    Já está bem deteriorado pelo uso, mas ainda o guardo bem guardadinho. Um dia, vou mostrar pra minha filha :D

    Adorei ver esse livro aqui!
    Beijos!

    Responder
    • Andrea disse:
      03 de maio de 2011 às 17:05

      Que bom que guardou ! Eu não jogo o meu fora por nada. Fiquei curiosa para ver esta edição com capa verde que todo mundo fala. Alguém poderia mandar uma foto só da capa ? bjs

      Responder
  18. Bethinha disse:
    03 de maio de 2011 às 12:01

    Na minha poca não tinha esse livro mas eu era encantada por Daniel Azulay. Tinha alguma revistas e adorava ficar imitando as invenções dele! Muito legal relembrar.

    Responder
    • Andrea disse:
      03 de maio de 2011 às 17:04

      Eu A-D-O-R-A-V-A o Daniel Azulay, era super, mega fã dele! Não perdia nunca o programa. Gostava demais também do Professor Parapopó do Bambalalão que ensinava a fazer coisas. Saudoso Chiqueinho Brandão ! bjs

      Responder
  19. Val disse:
    03 de maio de 2011 às 13:00

    My mom sold World Book encyclopedias and Child Craft, so we always had a current Child Craft book set around. My favorite was the Make & Do book which was very similar to this. LOVE those old crafts!

    Responder
    • Andrea disse:
      03 de maio de 2011 às 17:02

      How lucky of him ! I would love to take a peek at a Make and Do book series. I have heard good things about it :).

      Responder
  20. Milly Luck disse:
    03 de maio de 2011 às 13:12

    Eu tive um,mas não era desse,nem me lembro qual era o nome,mas tudo vinha preto e branco,não era bonitão assim não. Acho q era de alguma professora,pois ele era super didático..Não sei o q pode ter acontecido com ele,nunca mais o vi!

    Responder
  21. Helena disse:
    03 de maio de 2011 às 13:20

    Ai, que saudaaaaaaades! Eu tinha esse livro! Adoraaaaava! Não sei por onde anda… de repente até já foi doado!

    Responder
  22. Gabi Martins disse:
    03 de maio de 2011 às 14:38

    Hoje tudo que é de menina é rosa e com glitter, acho uma chateação.

    Assino embaixo.

    E não rola um scan das páginas do livro? Fiquei com água na boca ao ver alguns projetos. Meu namorado é que ia gostar, porque ele dá aula pra crianças e vive em busca de coisas pra passar a eles além do “desenho xerocado pra colorir”.

    bjs

    Responder
  23. Mateus disse:
    03 de maio de 2011 às 15:02

    Alguém mais acha essa estética anos 70 meio assustadora? Fotos, roupas, cabelos, maquiagem, cores, tudo é meio perturbador… Olha o naipe do leão! Eu tinha livros infantis nesse estilo, e alguns me davam medo! :P

    Eita, sessão nostalgia! :)

    Responder
    • Andrea disse:
      03 de maio de 2011 às 17:09

      Claro, também tinha um pouco de medo de alguns projetos! Esta é a graça de ver as publicações infantis antigas né ? Ver como a estética mudou tão radicalmente. Hoje livros de criança são fofinhos e politicamente corretos até quando não querem ser. O outro livro que comento no post . “Eu Que Fiz” é ainda pior, no bom sentido da coisa !

      Responder
  24. Raquel Godoy disse:
    03 de maio de 2011 às 16:45

    Geeente!

    Eu tinha esse livro, na verdade era do meu irmão, mas eu ‘herdei’ qdo ele passou a se considerar velho demais pra isso! A capa do nosso, porém era verde…

    Pra falar a verdade fiz pouquissimas coisas dele, mas lembro do rabo de gato que diante de um milhão de tentativas frustradas minha vó me ensinou a fazer.
    Lembro dessa paisagem na caixinha tbm, acho que esse eu tentei fazer, mas de fato, não ficou nada igual.

    Outra coisa que me frustrava sempre era não ter LIMPADOR DE CACHIMBO!!! Lembro que mais da metade dos projetinhos tinham esse’ingrediente’…

    Eeu brincava demais com aquela revista alegria, sabe? O personagem era um palacinho, acho que era mensal, e a ediçao era sempre temática. Nossa deu saudade!

    Beijo

    Responder
    • Andrea disse:
      03 de maio de 2011 às 17:12

      Era frustrante ! Tudo levava o tal limpador e não havia nada parecido para substituir. Pensei até em usar arame (???) mas não era colorido.
      Devíamos abrir uma comunidade ‘ frustrados por não terem usando limpador de cachimbo na infância ” , hehe.
      Eu lembro da revista Alegria, a do palhacinho ! Me marcaram também a Revista Recreio e as revistas Transfer, ir na banca semanalmente era a minha diversão.
      bjs

      Responder
  25. 03 de maio de 2011 às 19:43

    Que delícia de post! Voltei aos tempos de infância, eu também adorava fazer esses projetos crafts mirim. Mas como sempre dava uma adaptada em tudo. ;)

    Bj

    Responder
  26. Marcele disse:
    03 de maio de 2011 às 19:54

    Eu tb não conhecia esse, mas entendi perfeitamente a sua emoção quando fiz a mesma coisa na casa da minha mãe. Encontrei uma mini coleção chamada “Atividades-Enciclopédia de Trabalhos Manuais”, em 3 volumes! Tem um tantão de generalidades, artes domésticas, os trabalhinhos manuais em si (fotos e desenhos toscos -da época- sem preparações e rebuscados de hoje). Absolutamente vintage: do tipo caminha, mesinha e guarda roupas de caixinha de fósforo, lembra disso?
    Bem bacaninha como esse aí. Dá dó desfazer! Esse tipo de tesouro tem que guardar! São memórias amareladas de um tempo ingênuo e cheio de boas recordações… Gostoso, né? Beijinho.

    Responder
  27. Maria Teresa D. Valente disse:
    03 de maio de 2011 às 21:26

    Interessante, sempre fui uma voraz devoradora de livros e os guardava na esperança de ter uma filha que os descobrisse e juntas pudéssemos experimentar a delícia de criar formas e artes. Tive filhos e meus filhos também tiveram filhos, com exceção de 2 que me deram l neta cada um, no entanto não estão próximas. Tenho o livro “Brinquedos e brincadeiras”, a coleção dos almanaques (só faltando o volume “Escoteiros”, advinha porque? filho lobinho, escoteiro e o livro foi embora. Já doei muitos livros para bibliotecas, mas até hoje sinto falta do “Escoteiros”. Hoje, revivi com você Andréa, o prazer que um livro pode nos dar. Fiz muitos brinquedos e brincadeiras com minhas crianças e também com outras crianças. Obrigada por esse carinho, abraços carinhosos Maria Teresa

    Responder
  28. DaniMoreno disse:
    03 de maio de 2011 às 22:19

    meudeus!!!! Eu tinha um livro desse!!! Que lembranças!!!
    Adorei rever e fiquei até emocionada!!! Meu pai e eu tentamos fazer um mini-jardim!! Ficou legal!
    AMei, amei, amei! Obrigada por dividir esse momento!

    beijinho

    Responder
  29. 03 de maio de 2011 às 23:11

    O meu livro foi o Zig Zag mas não vi ninguém comentar aqui. :/

    Responder
  30. Gisele disse:
    03 de maio de 2011 às 23:15

    eu tvm tinha e era looouca pelo jardim, axava o maximo huahu

    Responder
  31. Alana Solis disse:
    04 de maio de 2011 às 11:43

    Olá Andréa!!!
    Sabe do que vocês poderiam falar? Da coleção Boa Idéia, acho que da Abril também, conhece?? É da década de 70, tenho os 4 volumes… Muuuuito legal…. Minha mãe tinha um desde antes de eu nascer, acho que foi ali que começou minha paixão por artesanato… E depois comprei a coleção toda num sebo.
    Quanto ao limpador de cachimbo… Eu assisto um programa que meu filhinho ama, o Mister Maker, na Discovery Kids, conhece? É muito legal!!! E ele usa direto esses limpadores de cachimbo, pra muitos trabalhos. E eu me perguntava, que raios é isso?? Rsrsrs. Pois um dia, passeando no shopping, entrei numa dessas tabacarias, só pra ver se tinha o bendito. Pois não é que tinha?! Mas só tinha branco… Não comprei! Rsrsrs.
    Beijos, adoro o site!!!

    Responder
  32. Meiry Luz disse:
    04 de maio de 2011 às 16:35

    Gente, eu comprei esse livro para fazer brinquedos para meu filho, q bela recordação! Tinha coisas interessantíssimas.Já até passei o livro adiante para um sobrinho, uma pena, porque agora as crianças só querem saber de computador, internet,etc. Adoro vcs. Beijos.

    Responder
  33. luciane disse:
    04 de maio de 2011 às 22:25

    Eu tinha!!!!!!!!!! Amava de paixão e fiz o jardim, o gato, as pedras pintadas… e tantos outros projetos. Os meus (este e o Eu que Fiz) acabaram se perdendo, mas vou tentar achar em algum sebo, morri de saudades.

    Responder
  34. Laura disse:
    05 de maio de 2011 às 20:29

    Eu não lembro desse livro, mas esse post serviu para eu descobrir que esses araminhos peludos são limpadores de cachimbo…rss Comprei um pacote deles coloridos qdo fui aos EUA pq lá vende disso em tudo que é loja de material craft, é um material bem usado para crafts com crianças e aqui nunca tinha visto para vender, nem sabia o nome.
    E falando em revival (o assunto) olha esse livro que recebi a dica por e-mail hoje: http://blog.craftzine.com/archive/2011/05/book_review_the_star_wars_craf.html

    Bjs!

    Responder
  35. Andréa disse:
    07 de maio de 2011 às 13:31

    Chará,
    Tb tive esse livro, mas já doe faz um tempinho!!!
    Que delícia recordar, lembrei de cada página e muitas coisinhas que fiz utilizando-o.
    Super obrigada por me fazer lembrar…
    bjs,
    Déa

    Responder
  36. 07 de maio de 2011 às 17:40

    Oi Andrea! Já colocamos nossa versão deste livro no Retromotoca e um link para seu post. Também sou frustrada por nunca ter encontrado um limpador de cachimbo! abs/ Adriana

    Responder
  37. 09 de maio de 2011 às 21:47

    Ai, Déa!

    Que saudosismo! Aqui em casa também temos este livro e o Eu que Fiz também. Amo ao cubo!

    Beijos e sucesso!!!

    Responder
  38. Eveline disse:
    12 de maio de 2011 às 14:40

    Nossa, livros infantis eu não conhecia, mas minha mãe tinha aqueles “Mãos de Ouro” e um outro semelhante que esqueci o nome; eram livrões de capa dura (um era de encadernação azul claro e o outro, azul escuro) e tinha vários projetos que eu morria de vontade de fazer tipo boinas e xales… mas eu era muito pequena então fazia projetinhos que minha mãe orientava tipo toalhinhas e almofadas de alfinetes usando ponto cruz!

    Ah, e minha mãe doou os livros antes de eu ter idade suficiente pra tentar qualquer projeto :(

    Responder
    • Andrea disse:
      18 de maio de 2011 às 23:55

      Sempre ouço falar no Mãos de Ouro. Um dia se achar num sebo compro só pra guardar :) bj

      Responder
  39. Mariana disse:
    17 de maio de 2011 às 00:10

    Nossa, que bom saber que eu não era a única a “viajar” com esse livro! Meu sonho quando menina era fazer a casa de bonecas gigante e a fazendinha iguais as das fotos. Por outro lado sempre achei uma bobeira aquela armadura de cavalo. O livro ainda está aqui em casa em algum lugar, provavelmente no quarto do meu filho de 10 anos. Eu lembro dele ter olhado o livro algumas vezes e só queria saber de fazer o submarino e o jato, o resto nem queria olhar. Meninos, quem entende!

    Responder
  40. Ana Paula disse:
    17 de maio de 2011 às 15:13

    Meninas, quanta saudade desse tempo, adorava estes livros, a revista recreio, os almanaques, há pouco tempo “salvei” na casa da minha mãe uma coleção da Melhoramentos chamada “artesanato para crianças”, dos anos 70…são 5 livros divididos em artesanato em tecido, em madeira, em metais, papéis….a estética claro é totalmente diferente dos dias de hoje, mas tem coisas barbaras….

    Responder
  41. Sofia disse:
    18 de maio de 2011 às 23:46

    Inacreditável! Faz mais de uma década que estou atrás do nome desse livro que representou uma parte tão importante da minha infância!!
    Não sei o que aconteceu com esse livro aqui em casa, acabou se perdendo ou alguém doou, e faz muito tempo mesmo que quero lembrar o nome! Poxa, não tenho palavras pra agradecer, estou quase chorando de emoção aqui! hehe
    Muito obrigada por compartilhar!

    Responder
    • Andrea disse:
      18 de maio de 2011 às 23:58

      Que feliz poder resgatar memórias infantis:). Tem muita gente que ficou emocionada com este livro, como ele é raro/impossivel de achar até em sebo estou pensando em digitalizá-lo e disponibilizá-lo na web para quem quiser consultar – será que é pirataria ? mas trata-se de um livro que há décadas está fora de catálogo…..
      Acho uma pena ficar parado aqui comigo. O estado dele já é bem ruinzinho e com o tempo o papel acaba deteriorando mais ainda. bj

      Responder
  42. 18 de maio de 2011 às 23:51

    AAAAA!!!!!!! Eu tinha esse livro! Não sei onde ele foi parar! Meu sonho era fazer esse minijardim!!! Mas eu fazia só as outras coisas legais e divertidas! Esse livro é excelenteeeeee!!!!!!!!!

    Responder
  43. CIDA disse:
    27 de julho de 2011 às 22:55

    meu e mail é cida.farias@ibest.com.br,se alguém quizer fazer doaçõa de livros infantis por correios para minha filha especial ficarei muito agradecida é só entrar em contato ok…tem que ser livro interativo.Andrea amei seu livro meu filho de 12 anos disse que ira guardar dentro de um baú toda vez que ler,se puderem me ajudarem com instrumentos musicais pois minha filha não fala praticamente nada e ela ama violão,harpa,bateria,piano coisas que refletem o som a fono disse que é otimo mas não temos condições nenhuma ganhamos as bolas da fisioterapia,agora falta aquela escada com 3 degraus com corrião e a rampa para ajudar é muito difícil,estou correndo para todos os lados mas estou cansada,perdi minh endendidade,agora é somente Maria Eduarda se puder me ajudem rezarei todos os dias por vocês e DEUS estará com vocês…

    Responder
  44. Cristina Druzian disse:
    30 de setembro de 2012 às 20:15

    Cresci com esse livro na mão… que saudade! Poucos brinquedos a gente não conseguia “copiar” rsss
    Pena que desconheça publicação similar para oferecer aos meus filhos atualmente. Gostaria de adquirir um exemplar!

    Responder
  45. Hamiris disse:
    23 de fevereiro de 2014 às 23:27

    Boas lembranças, eu tive algumas dessas revistas, mas se perderam c/ o tempo…

    Responder
Deixe seu Comentário

«
»