27 jan 14
outros bla bla blas
Gancho para fechar botão
por Claudia

Blancanieves

Saiu a resposta da pergunta-adivinha que soltamos na sexta-feira. Este centenário objeto de metal, com cerca de 10 cm de comprimento, é um gancho usado para fechar botões. Ebaaa, temos leitores afiadíssimos, muita gente acertou – tanto aqui nos comentários do blog como na fanpage do Facebook!

Na foto acima dá para ver que na época que estava na moda, haviam vários modelos e acabamentos, desde peças em prata até ganchos com cabo trabalhado em marfim.

Ele principalmente era usado para fechar botões de peças em couro, como botas e sapatos, ou peças de vestuário justas e em tecidos duros e rígidos, como espartilhos e até vestidos de noiva. Hoje em dia, por exemplo, seria perfeito para fechar o botão de uma calça jeans apertada!

Aqui vocês podem ver a peça em ação:


Este GIF animado foi feito por mim, em cima de trecho do filme Blancanieves (2012). Aliás, foi assim que conheci este acessório. O filme é a versão espanhola do conto dos sete anões na Espanha de 1910. Antonio Villalta, um famoso toureiro, é o pai da Branca de Neve. A história começa mostrando uma grande tourada em Sevilha e, na preparação para entrar na arena, os bastidores são mostrados em detalhes. O gancho para botões é usado pelo assistente que ajuda-o a se vestir com a típica roupa usada pelos toureiros.

Blancanieves

O filme é mudo e gravado em preto e branco. Sou daquela que não gosta de contar muita coisa para não tirar a surpresa. Mas esta cena não pude resistir (não se preocupem, não é spoiler) – a avó da menina costurando o vestido da primeira comunhão. Elas estão no pátio de uma casa espanhola, fresquinho, com plantas, fazendo a prova da roupa e os acertos na bainha da roupa nova.

Blancanieves

Como a menina não pára quieta, a avó espeta o dedo na agulha. Mereceu mais um GIF animado!

Quando aparecerem produtos de armarinho de usos pouco conhecidos, voltamos aqui com mais adivinhas!

24 jan 14
outros bla bla blas
Desafio: adivinhe o que é!
por Claudia

Adivinhe!

Esta ferramenta tem mais de 100 anos, mas em toda minha vida nunca tinha visto e nem sabia que existia algo assim. Foi assistindo a um filme de 2012, filmado em preto e branco, que tomei conhecimento. E o mais incrível é que esta ferramenta se usa com um item de armarinho que eu adoro…

E aí, querer brincar de adivinhar o que é?

Vocês têm o fim de semana para pesquisar, porque na segunda-feira a gente volta para contar e mostrar como funciona.

Mãos ao Google :)

22 jan 14
craft touroutros bla bla blas
Visita à Casa das Franjas
por Andrea

colar2_a

Por Ju Padilha, blogueira convidada.

Quem gosta de artesanato e do mundo handmande, adora pesquisar e descobrir materiais variados. Somos loucas por tecidos, fitas diversas, linhas, papéis, canetas, lápis e por aí vai. Enchemos nossos armários, prateleiras e gavetas com estes tesouros que a gente vai juntando e guardando, porque nunca sabe quando serão necessários!

Bom, eu sou exatamente assim e uma coisa que gosto muito de fazer é passear por armarinhos e lojas de ferramentas a procura de ‘tesouros’. Bater os olhos e se deixar encantar por um material, mesmo que na hora a gente não saiba o que fazer com ele. Como não podia deixar de ser, amo andar pela região da 25 de Março aqui em São Paulo.
No ano passado, estava na região à procura de garrafinhas de vidro para compor a decoração do aniversário de 1 aninho de meu filho. Encontrei um prédio que tinha muitas lojas de lembrancinhas, subi até o último andar e fui descendo, vasculhando cada uma das lojas. Foi aí que, meio sem querer, encontrei uma loja que fez meus olhos brilharem, a Casa das Franjas. 

Franjas8_a

A loja tem aquele ar de coisa antiga, aquele charme de uma época em que as coisas pareciam ter alma, um tempo próprio! Seu Ivan (acho que era esse o nome dele), o dono da Casa das Franjas foi funcionário por 40 anos de uma fábrica de franjas e, em 98, conseguiu comprar seu ponto na 25 de Março, dando continuidade ao negócio, que sofre uma séria concorrência chinesa, segundo ele! Dona Bernadete, simpatia pura, foi sua primeira funcionária e continua por lá, não só atendendo, mas também fazendo as franjas que vendem na loja! Sim, tudo feito de forma artesanal, franja por franja.

Franjas4_a

Achei a loja inusitada, aqueles ornamentos tão tradicionais e que em tempos modernos não são mais tão usados assim… ou são? Eu pelo menos não me lembro de conhecer casas com cortinas que usem as franjas, à não ser nas cortinas dos teatros! Sei que voltaram a moda em tamanho menor, para uso em brincos e colares.

Franjas3_a

Não sei exatamente o que me encantou mais na loja. Não sei se foram aquele mundo de franjas e pingentes penduradas, as cores incríveis dos fios com que elas são feitas, ou as estantes entulhadas. Sabe aquela vontade de sair mexendo em tudo?  Pois é.

Franjas9_a
Mas o que de fato me fez suspirar, foram as possibilidades de uso destes materiais, como usá-los em outros contextos. Me senti instigada e trouxe dois pacotinhos de pingentes tipo tassel, que viraram protótipos de colares para a minha marca! Eles estão super na moda e são tendência em 2014 , sabiam? E você faria o que, com estas franjas e tassels?

Se se interessou em visitar anota o endereço:

Casa Das Franjas
http://www.casadasfranjas.com.br
Rua Cavalheiro Basílio Jafet, 127, 3* andar, loja 33, São Paulo-SP

colar_ju

Acredito muito em estar atenta a encontrar materiais que chamem a atenção e gere vontade de experimentar… O experimentalismo é uma ótima forma de dar novos caminhos ao trabalho que se faz e nos dá a chance de inovar criativamente! E você, o que descobriu de novo nos últimos tempos?

Texto e fotos por Ju PadilhaFacebook do Atelie Ju Padilha / Blog Ju Padilha

20 jan 14
casa craftoutras técnicas
Brincando com potes de vidro, giz e flores
por Andrea

Potes de vidro+giz líquido

Quem não tem potes de vidro sobrando em casa? Eu tenho vários pois costumo guardar quase tudo, potes de geléia, frascos, garrafas…Em tudo que é de vidro eu vejo algum potencial de reaproveitamento. Para diminuir um pouco a bagunça acumulada fiz uma limpa no começo do ano e joguei várias coisas fora. Mas a grande maioria dos potes de vidro ficaram. Não consegui desapegar, principalmente daqueles com formatos diferentes. Mas tem uma justificativa, potes de vidro, além de estarem na moda são super versáteis. Eles têm potencial! Viram vasos, porta trecos e até copos – alguns restaurantes já servem bebidas em copos de geléia, aqueles de boca mais larga.

Separei os meus potes de vidro com formato mais bacanudo para testar uma decoração floral. Nunca fui muito ligada em flores mas confesso que ultimamente ando pesquisando os nomes, sazonalidades  e até imaginado possíveis arranjos. Alguém mais também está nesta pegada flower power :) ?

Potes de vidro+giz líquido
Aproveitei para testar um achado que arrematei em uma das ‘visitas garimpo’ na Daiso a caneta de giz líquido. Isso mesmo, giz líquido em cores muito legais  e que fogem dos tons pastéis. Sabiam desta novidade?

Funciona assim. Na hora que você escreve parece uma tinta normal de canetinha  meio aguada mas quando  seca vira…. giz! Como ela escreve em vidro, saquei a caneta pink e rabisquei uma mensagem divertida nos meus potes.

Giz líquido
No corpo da caneta está escrito  em japonês  que serve para escrever em quadro negro, quadro branco e vidro! Imaginei mutilas utilidades como deixar recados no espelho de casa e até fazer uma arte em vitrine. Muita diversão por apenas R$ 6,90.

Giz líquido
Adorei descobrir que além do branco de giz tradicional, as cores da caneta de giz líquido são todas fortes – pink, laranja verde, roxo e cia. E têm pontas de espessura diferentes. Estas são as pontas média e finas.

Potes de vidro+giz líquido
O legal do giz líquido é que se errar é so apagar com um pano úmido e fazer de novo.

Potes de vidro+giz líquido

Potes de vidro+giz líquido
Aproveite que as flores estão bonitas nesta época do ano e fiz um arranjo. Não sou lá muito expert nisso mas foi divertido dar uma de florista.

Um segredo para as flores cortadas durarem mais em vasos é ir cortando a ponta do cabos a medida que os dias vão passando.  Corte pouco, tipo 1 ou 2 cm na diagonal, dependendo da altura do vaso que for colocá-las.

Potes de vidro+giz líquido
Também aprendi que  pingar uma gota de água sanitária por litro de água do vaso evita que o caule apodreça e faz as flores durarem mais.

Potes de vidro+giz líquido
Gostei tanto do contrastes de texturas diferentes deste arranjo. Tem as pétalas, as folhas, a água, o vidro, o giz. Uma boa mistura.

Eu apostaria em aproveitar potes de vidro como decoração bacana e barata para um evento. Ou um mimo para você e a sua casa como foi o meu caso!

Página 1 de 3123