19 maio 15
costura
O pote dos fiapos de linhas
por Claudia

Pote de linhas

Lá no finzinho de 1900 eu fui uma estudante de Letras. E desde aquela época mantive a mania de gastar tempo lendo dicionários. Adoro ver significados, sinônimos e entender origem das palavras.

E foi nessas pesquisas malucas que descobri a palavra ort. A palavra original tem uns 500 anos e veio da região da Holanda e Alemanha. Ort significa pedaço, pedacinho, sobra, resto, restante. O termo era também usado para restos de comida, mas no inglês passou a ser usado para se referir àqueles restinhos de linhas que sobram nas costuras, os famosos fiapos.

Pote de linhas

A verdade é que eu sempre jogava fora os restos da costura. Fazia um bolinho pra limpar e ia para o lixo. Mas depois que li sobre o assunto resolvi guardar. Este bolo emaranhado aí da foto foram os fios e linhas que juntei nos últimos dois meses. A predominância de linha branca diz algo sobre mim :)

Para quem faz bordados, talvez seja mais natural guardar estes pedaços menores. As sobras de linha sempre podem ser usadas em detalhes ou pequenas áreas. Reaproveitamento total, sem desperdício.

No meu dia-a-dia, eu uso mais máquina de costura. Então passei a guardar as linhas que embolavam e os pedaços que sobravam na agulha. Não joguei mais fora os fios puxados de alinhavos e nem de franzidos! Até os desfiados de tecidos eu passei a juntar!

E guardei tudo em um pote de vidro pequeno. Esse vidrinho era pote de mel pequeno que ganhei de lembrança de viagem de uma amiga.

Pote de linhas

E pesquisando sobre orts (tudo mudou depois que descobri a palavra exata), achei um mundo de ideias!

A ideia do pote de vidro veio dessa busca na internet.

Gostei do comentário de uma moça, que contou que sempre no dia primeiro de janeiro começa um novo pote de vidro e lá vai depositando os fiapinhos ao longo do ano. Parece que ela põe etiqueta ano a ano para lembrar de quanto produziu… Quase uma memória da costura.

Pote de linhas

Mas no meu caso, penso em fazer algo com os fiapos, reaproveitar, dar um novo uso.

A sugestão mais fofa que vi até agora foi guardar os fios para passarinhos. Parece que se você deixar as linhas em algum lugar de fácil encontro, como um arbusto ou galhos de uma árvore, eles vão levando no bico como matéria-prima para fazer ninhos. Que amor! Não testei ainda, mas gostaria de saber se alguém já ouviu falar sobre isso, se funciona e se é seguro para eles. (oops, melhor não fazer isso, veja o comentário abaixo)

Outra ideia legal é costurar os fiapos dentro de um “sanduíche” de entretela hidrossolúvel. Este tecido ajuda como base para passar os restos de linha na máquina de costura sem fazer confusão. Com zigzag e costuras aleatórias, eles ficam presos uns aos outros. Depois é só dissolver em água e usar o material que sobrou como uma espécie de bordado ou enfeite (foto aqui).

Mas agora chega de falar e é hora de ouvir!

Queria saber mais de vocês, o que fazem com os tais fiapos. Joga no chão, vão pro lixo? Guarda, reutiliza? Conte sua história, queremos saber tudo :)

———-

Vale a pena ver/ler também:

* a bonita história do pote de fiapos da Rosa, uma portuguesa, que aprendeu com a mãe a guardar todos esses pedacinhos
* a ideia de usar adesivo limpa roupas para recolher as linhas do chão e transformar os fios coloridos em um cartão artístico
* o cartão de aniversário bordado com restos de fios guardados
* um pote grandão e cheio de fios, de uma colecionadora :)
* um aplique de coração feitos de fios, fiapos e restinhos de tecido (a foto do coração está no fim do post)
* seleção de fotos e projetos de orts no Pinterest (agora que sabemos que este é o nome em inglês!)

22 ZigZags
  1. Nelma disse:
    19 de Maio de 2015 às 10:43

    Muito fofa essa ideia do ninho de aves mas não recomendo. Cade ave faz seus ninhos usando materiais específicos, de acordo com a espécie. Esses materiais geram um grupo de microrganismos (fungos, bactérias) que já são conhecidos pelos organismos dessas aves. Se vc introduz um novo elemento que não é nem natural, isso vai favorecer o crescimento de outros tipos de microrganismos que podem não ser saudáveis para os ninhegos ou mesmo para os adultos. Isso sem contar aquelas linhas que soltam um pouco de tinta, pior ainda. Enfim, a natureza não precisa de mais poluentes, deixem o pobre passarinho usar o que ele já conhece.

    Responder
    • Malu disse:
      19 de Maio de 2015 às 21:57

      Deus do céu, mas as pessoas imaginam cada coisa!! Ainda bem que você perguntou antes. Parabéns! Já salvei passarinho enredado em fios de linha e de cabelo, prestes a virar o almoço do meu gato e foi um trabalhão cortar todos aqueles fios! Coitadinhos!!!

      Responder
  2. Yara disse:
    19 de Maio de 2015 às 11:41

    Eu uso os fiapos como enchimento para sachês, amigurumis, alfineteiros… qualquer projeto pequeno que precise ficar fofinho.

    Responder
  3. Cristina Mau disse:
    19 de Maio de 2015 às 12:01

    Nunca usei.Gostei muito da ideia de fazer enchimento para alguma peça pequena.Vou experimentar assim que tiver oportunidade.Afinal de contas reciclar é o melhor caminho no artesanato.

    Responder
  4. 19 de Maio de 2015 às 17:01

    Eu uso os restos de linha, assim como rebarbas de costuras, micro retalinhos etc etc etc, para fazer aquele fundo das bolsas estruturado. Eu corto o tecido em dobro, disponho todos os restinhos na metade, fecho o sanduice e faço várias costura. ele fica super firme, resistente e deixa as bolsas de tecido com fundo definido. Tentativa de lixo zero.

    Responder
    • Tatiana disse:
      17 de Abril de 2016 às 11:22

      Uau, que ideia fantástica!

      Responder
  5. 19 de Maio de 2015 às 19:17

    Amei este post, sempre guardei os fiapos e qdo preciso de pedaços pequenos recorro a eles. Qdo o pote está cheio uso para rechear corações ou agulheiros.

    Responder
  6. Joyce disse:
    19 de Maio de 2015 às 21:01

    Sempre que costuro tenho a companhia da minha gatinha, que adora ficar brincando com os fiapos que sobram das costuras. Junto um montinho, faço uma bolinha e deixo ela ficar rolando seu novelinho de fiapos pala casa.

    Responder
    • adriana dias disse:
      21 de Maio de 2015 às 16:40

      cuidado com restos de fio e animais de estimação. se ele engole um fiapo ou 10cm de fio pode fazer um nó, uma bola no estômago, trancar. e não aparece na radiografia.

      Responder
    • Cláudia disse:
      11 de junho de 2015 às 16:11

      Animais, como gato e cachorro, não combinam com linhas. O poodle da minha irmã morreu pois engoliu linha e não conseguia mais se alimentar nem evacuar. Fez uma cirurgia, mas não aguentou. Estou sempre atenta com os meus 3 gatos, adoram brincar com linhas , carretel, bobinas, mas é um perigo, morro de medo então não deixo. Fiquei pensando se os passarinhos não confundem com alimento e acabam ingerindo… A ideia de colocar os fiapos em potinhos para vermos o quanto produzimos é mais legal! Bjks

      Responder
  7. Mariana disse:
    20 de Maio de 2015 às 12:43

    Legal saber que isso tem nome! Eu gostava de deixar grudado na minha roupa mesmo. Trabalhando com amostras de tecido, eu estou sempre coberta de fiapos, vou começar a guarda-los

    Responder
  8. Rosa disse:
    20 de Maio de 2015 às 13:44

    visitei todos os links e adorei as dicas, mas também teve uma ótima nos comentários – a da moça que faz o fundo da bolsa reforçado aproveitando os fiapos. A dica dos ninhos de pássaros foi a mais doce, vou por em prática, pois tenho mais fiapos do que projetos onde possa usá-los…

    Fiquei muito feliz do meu blog ser mencionado, é incrível ser citada em uma postagem do Superzíper, do qual sou fã de carteirinha… Obrigada pela honra. Beijos!

    Responder
  9. Hilda disse:
    20 de Maio de 2015 às 13:48

    Tanto fiapo de linha quanto de tecido são guardados pra enchimento de almofada.
    Aliás, tudo que é sobra, nao jogo nada fora. Sobra de entretela, sobra de espuma, sobra de manta acrilica, tudo eu guardo e coloco no meio da espuma de almofada.

    Responder
  10. Soraya disse:
    22 de Maio de 2015 às 01:30

    Eu guardo os fiapos todos, mas por um motivo bem trivial: tenho gatos e é muito perigoso para eles engolir esses pedacinhos de linha. Eles frequentam o cômodo que uso com ateliê e sou quase obcecada em tirar os fiapos do caminho deles. Agora vou usar alguma das ideias para reaproveitá-los.
    Obrigada, gente!

    Responder
  11. Carol disse:
    24 de Maio de 2015 às 04:10

    Ola tudo bem? eu sou nova no SuperZiper e gostaria de perguntar se você poderia me dar um conselho, daqui 1 semana chega minha primeira maquina de costura (eu nunca usei) queria saber se você poderia me disser qual é o melhor tecido, linha e ponto e tudo mais para começar, para ser o mais fácil possível, só para aprender, a principio não quero fazer nada só passar a costura de um lado e para o outro e pegar o jeito com o tempo…

    Você poderia me ajudar?
    Desde ja agradeço

    Responder
  12. Maria Moura disse:
    28 de Maio de 2015 às 13:24

    Olhe esse blog!!! Dá para acreditar nas viagens filosóficas que vem junto com os posts??? Minha gente, fiapos sempre fizeram parte de mim e de onde eu vim, minha mãe é costureira, minha avó Labirinteira, e eu tenho uma máquina de costura que herdei da minha tia (anos 1960), os fiapos eu junto todos em um só lugar porque me agonia vê-los espalhados, mas após meditar um pouco neste assunto percebi que fazem parte de grande parte da minha vida. Recentemente meu namorido teve que ir ao PS por causa de uma forte gripe, o que eu fiz na sala de espera??? comecei a puxar uns fiozinhos de uma jaqueta da qual eu tinha acabado de trocar o zíper e voilá, a sala de espera cheia de fiapos. Foi quase terapêutico fazer isso naquela hora, e sim, eu faço bolinhas depois que termino de descosturar algo. :)

    Responder
  13. Silvania disse:
    10 de junho de 2015 às 00:32

    Quase não acreditei quando vi que era esse o assunto. Fiquei feliz. pensei que eu era a única doida a guardar fiapos. No meu caso, eu tricoto e os fiapos fazem um recheio macio para bonecos, sachês, etc. Fica bonitinho!

    Responder
  14. Ana Afonso disse:
    08 de novembro de 2015 às 17:07

    Eu também fui da Letras (USP) no fim de 1900!
    Sou costureira bissexta, aprendi algumas peças há 2 anos e regularmente faço presentinhos para as amigas (panos de prato, toalhas de lavabo, porta trecos, etc). Sempre me irritava ver os fios de linha espalhados, usava o aspirador a toda hora e agora vou juntar também. Quem sabe levo uns dois anos para encher um pote?

    Responder
  15. Maria de Lourdes disse:
    10 de Janeiro de 2016 às 12:06

    Que ideia maravilhosa, eu bordo e sempre fico com pena de jogar os restinhos de linha, guardo por um bom tempo depois acabo jogando fora, a partir de agora vou arrumar um vidro bem bonito e guardar minhas memórias nele. Obrigada pela sugestão.

    Responder
  16. Heloisa Souza disse:
    18 de Março de 2016 às 18:47

    Eu sou nova na costura, comprei minha máquina a pouco tempo.. adorei este blog.. muitas ideias..

    Responder
  17. Patrícia disse:
    26 de Março de 2016 às 09:51

    Eu também guardo mas como não costuro sempre acabo perdendo meu potinho/saquinho e começando outro…
    Mas a intençao é colocar dentro de almofadas. Não pra ser o enchimento em si, mas pra se misturar com o que já tiver. Digamos que a almofada seja o “lixo” dos fiapinhos…

    Responder
  18. Cauê disse:
    08 de junho de 2016 às 16:12

    Tenho algumas sacolas cheias de retalhos muito pequenos, fiapos de linha e sobras de costura em geral, nunca joguei fora desde que comecei a costurar. Estou pensando em utilizar como enchimento de bonecos e no fundo de bolsas como sugerido nos comentarios, procuro reciclar tudo e produzir a menor quantidade de lixo possivel.

    Responder
Deixe seu Comentário

«
»