23 mar 16
outros bla bla blas
De olho nas tendências: Minimalismo
por Andrea

minimalismo_abre copy

(Plantas de papel da crafter norte-americana Corrie Beth)

Estamos sempre de olho nas novidades do craft tanto aqui no Brasil como mundo afora. Atualmente não temos conseguido viajar tanto como fazíamos antigamente (bons tempos aqueles!) mas em compensação, contamos com uma boa lista de blogs, perfis, feiras e revistas para acompanhar de perto o que os crafters mais criativos andam produzindo de bacana. Ligamos o radar craft e, quando vemos um estilo ou elemento sendo repetido várias vezes, ele apita! Vem aí uma tendência que vale a pena ficar de olho! Ultimamente nosso radar tem apitado muito. Por isso resolvemos colocar nossos achados na roda e montar este especial para compartilhar tudo com vocês.

Para este primeiro post do especial escolhemos uma tendência bem marcante: o minimalismo.

O minimalismo nos crafts tem aparecido não é de hoje mas nos últimos anos. Aparece nas produções de design limpo, linhas retas, na escolha de poucas cores, nas formas geométricas e economia de elementos. Nada de adornos desnecessários, nada de enfeites, firulas e frufrus. Os tecidos são na sua maioria sólidos e aparecem em blocos de cores, sem estampas. Lembra do ditado “menos é mais”, “back to the basics”? É exatamente isso!

Mas não ache que os trabalhos minimalistas com simplórios. Geralmente os materiais são de qualidade e cuidadosamente escolhidos, os detalhes são marcantes e as cores vistosas. Um ótimo acabamento é essencial. Vamos a alguns exemplos:

diy-rope-bowl-a-pair-and-a-spare-201-640x426

Já conhecem as cestas da crafter Australiana Gemma Patford? São feitas com cordas de algodão, primeiramente pintadas a mão e depois costuradas. Além de produzir, ela também dá oficinas onde ensina a fazer cestas e bolsas moldadas – acredite se quiser, é tudo costurado à máquina. Os materiais usados são muito simples mas o conceito e a execução causam o efeito uau. Um craft no melhor estilo, por que não pensei nisso antes?

minimal4
Outros bons exemplos são os projetos do blog Purl Bee, uma loja de materiais em NY. Eles só usam tecidos de fibra natural como linho, lã e algodão. E colocam pitadas de cores flúor aqui e acolá. Seu estilo minimalista chic sempre nos inspira muito!

minimal1

No tricô vemos também o estilo clean ganhando espaço há algum tempo. A marca britânica Wool and the Gang sempre apostou na estética básica, com seus designs monocromáticos, feitos com agulhas largas e fios grossos. A técnica do tricô circular, que permite fazer peças sem costuras aparentes, também colabora para um acabamento limpo. Um tricô normcore!

beci_orpin

Na decoração DIY, como não podia faltar, muita coisa vem sendo feita seguindo o espírito low cost mas com grande efeito. A artista plástica Becci Orpin é craque em usar simples formas em papel recortado para decorar ambientes. Sem dúvida minimalista, mas sem abrir mão das cores – ela adora e usa muitas! Somos fãs dela, vale conferir o livro Find and Keep.

minimal2

Não é a toa que o patchwork moderno vem ganhando muitos adeptos nos últimos anos – na foto, trabalhos feitos com tecidos da coleção Denise Schmidt. Com desenhos geométricos sólidos, muitos brancos e espaços negativos, faz um contraponto interessante ao patchwork tradicional, aquele com tons outonais e sombreados. Acho que aqui no Brasil ainda temos dificuldade em comprar algodão nacional liso de cores interessantes. Geométricos então nem e fala. Tudo bem que todo mundo adora uma estampinha fofa mas fica a dica para os fabricantes investir em cartelas de cores de tecidos lisos! Para conhecer mais sobre o patchwork moderno visite o Modern Quilt Guild. 

minimal3

E no craft brasileiro também já encontramos bons exemplos. A marca Il Casalingo segue esta linha minimalista, com criações funcionais e limpas, muito vistosas e com materiais de fibras naturais. Lembram produtos antigos, de épocas que eram feitos para durar muito! No mundo do crochê, a Le Souffle cria pingentes, lustres e cestas com texturas pra lá de interessantes.

Tendências podem ser a bola da vez e é muito útil saber identificá-las. Seguí-las ou não, você decide. Mas vale sim usar as tendências a seu favor, sem deixar nunca de ser autêntico, individual.

Esta onda (ou será um tsunami?) minimalista não aparece só nos crafts. Ela faz parte de um movimento cultural mais amplo, que está ganhando bastante espaço na sociedade. Um exemplo? Nosso lifestyle também pode ser minimalista. Aqui mesmo no Brasil já estão pipocando ações incentivando um consumo e descarte mais consciente como o Um ano sem lixo, e o  Escambo Handcraft, que propõe que os artesãos se unam para promover a troca de material de artesanato ao invés da compra. Em geral, estamos consumindo com mais responsabilidade (ou pelo menos tentando) e isso se reflete também na nossa produção, nos materiais que usamos, nos espaços que habitamos.

O que acham desta corrente minimalista? Já notaram esta tendência por aí? Ela já se refletiu nos seus crafts ou na maneira que consome materiais para o seu ateliê?

4 ZigZags
  1. 24 de Março de 2016 às 14:27

    Less is more!

    Nós somos adeptos (e apaixonados!) pelo minimalismo. Nossa posteria está seguindo esta linha de criação para os pôsteres: pouquíssimos elementos, muito black & white e all type. Minimalismo vem simples, mas vem com tudo!

    Beijo grande, meninas!

    http://www.tresporquadro.com.br

    Responder
  2. Barbara_fadentriks disse:
    24 de Março de 2016 às 15:37

    Isso aí. Adorei as referências. E realmente é sofrido encontrar tecido liso decente por aqui. A variedade de tons é muito restrita.
    Beijos

    Responder
  3. Chaiane disse:
    04 de Abril de 2016 às 17:51

    Oi Andrea,

    acho que é bem como tu falastes no post, o estilo minimalista está não só na decoração, mas na vida, e isso é muito bom. Vivemos um modo muito corrido e quanto menos “poluição” melhor. Uma das coisas que eu mais amo no minimalismo é essa sensação de organização, cada coisa em seu lugar, o que eu menos quero na vida é chegar da faculdade/trabalho e ter milhões de bibelôs pra tirar o pó.

    As referências que vocês postaram estão bem legais, às vezes fica uma impressão que o minimalismo é muito preto no branco, mas fica muito bonito com umas cores.

    Beijo!

    Responder
  4. 08 de Abril de 2016 às 14:51

    Morrendo aqui por este vasinho com plantinha de papel! E esse cacto de crochê!!!
    Fofura plus!!

    Bju!

    Responder
Deixe seu Comentário

«
»