29 out 15
nhac
Decoração rápida de Dia das bruxas
por Claudia

Dia das Bruxas

O Dia das Bruxas está chegando e a gente resolveu fazer uma travessura!

Nos EUA, uma das principais tradições é fazer lanternas com abóbora. Aqui, a gente improvisou e usou o conceito em… mexericas. Além de práticas de manipular (são menores), depois ainda dá para comer!

Nesta brincadeira, que também é uma gambiarra, ao invés de cortar a abóbora, vamos desenhar na mexerica. Usamos canetas marcadores permanentes, daquelas que se usa para escrever em CD.

Decoração de Halloween

Mas dá também para fazer com caneta preta esferográfica, tipo Bic (aquela mesma do Enem da semana passada tá valendo!)

Decoração de Halloween

Se a ponta entupir, rabisque em um papel. Vá pintando aos poucos. A dica é primeiro fazer o contorno e depois preencher – principalmente para fazer os dentes da boca.

Decoração de Halloween

Faça uma de cada vez, inventando novos rostos, expressões e  caretas para a sua mexerica. Tem algumas ideias na última foto abaixo. Ou procure na internet por imagens de “abóbora de Halloween” – opções não vão faltar!

Decoração de Halloween

Pronto! A decoração mais fácil e rápida de Dia das Bruxas está feita…

Decoração de Halloween

Boa festa e bom feriado!

Um agradecimento especial à Fernanda Tahamtani pela inspiração ^__^

04 dez 14
costuranhac
Ecobag de tule para frutas e legumes
por Claudia

Ecobag de tule

Vi esta ideia em um mercadinho quando estava viajando nos Estados Unidos. A senhora da minha frente na fila do caixa levava seus legumes e frutas para pesar em saquinhos de tule. Que genial! Pedi para tirar foto para me lembrar e depois fazer em casa. Chamei este saquinho de ecobag 2.0! É mais uma maneira de evitar saquinhos plásticos, principalmente aqueles que a gente usa para separar as compras que serão pesadas.

Para fazer, você vai precisar de:

– meio metro de tule
– tesoura
– barbante
– alfinete de segurança para passar o fio

Este tule eu comprei na Rua da Graça, no Bom Retiro, mas você acha em armarinhos e lojas de tecidos.

Ecobag de tule

Modo de fazer:

Eu usei um saquinho de feira como referência de tamanho. Coloquei ele por cima do tule para tirar a medida. Depois, usei uma canetinha para marcar as linhas da costura. Tentei com giz, mas no tule não pega – tem que ser algo mais poroso e com tinta mesmo.

Ecobag de tule

Na máquina de costura, primeiro passe uma costura no que será o passante. Fiz uma dobra de 1,5 cm na horizontal do tule. Usei um ponto mais justo, porque o tule já é furadinho.

Depois, dobre o tecido ao meio e faça uma costura em L para fechar a parte inferior e a lateral do saquinho.

Finalização:
– Amarre o barbante em um alfinete de segurança e passe pela canaleta. Você precisará dar um picote para abrir um buraco. Eu fiz isso na lateral onde todas as costuras se encontram
– Faça o arremate nas bordas e nas linhas e vire o saquinho ao contrário

Ecobag de tule

Com meio metro de tule dá para fazer vários saquinhos. Faça no tamanho das suas compras e da sua família. Eu vou quase que diariamente no sacolão e consigo comprar aos poucos, então foquei nos tamanhos P e M. Mas com uma sobra de tule, fiz um saquinho PP só pra brincar :)

Ecobag de tule

Olha que bonito na prática!

Ecobag de tule

Dá até gosto, né? Depois queremos saber quem adotou… E boas compras!

Ecobag de tule

20 jun 14
nhac
Pão com requeijão na chapa feito em casa
por Claudia

Pão chapado em casa

Pão com manteiga na chapa no café da manhã sempre foi um clássico das padarias de São Paulo. Faz uns anos, as padarias acrescentaram a opção com requeijão. Mas nos últimos meses surgiu uma coisa nova, o pão com requeijão chapado. A diferença é que no simples o requeijão é colocado depois que o pão sai da chapa. E no chapado o requeijão vai direto na chapa. Resultado: uma casquinha queimada e por baixo o requeijão quente!

Eu descobri por acaso, quando pedi um pão normal na chapa e veio “isso”. Ia devolver, mas resolvi experimentar… e gamei! Já provei em algumas padarias e o resultado sempre é bom.

Conversei com o chapeiro da padaria mais perto daqui e ele comentou que vem fazendo há uns dois ou três meses. O pessoal estava pedindo. Ele não conhecia, fez uns testes e começou a servir, incluindo no cardápio. Mas deu uma reclamada que nesse preparo gasta muito mais requeijão.

O nome – pão com requeijão chapado – ainda não é consenso. Se não entendem quando eu peço um na padoca, explico que é “aquele de ponta cabeça, que fica com uma casquinha”.

Daí que minha amiga Renata Ueda, da Tupã, resolveu fazer em casa e descobriu que dá certo, sim! Vamos às dicas.

Pão chapado em casa

A principal é que uma chapa comum não funciona, mesmo muito quente. Só deu certo quando ela usou uma frigideira com uma boa proteção antiaderente.

Pão chapado em casa

Outra coisa é caprichar no requeijão. E dar uma alisada pra ficar uma camada grossa mas uniforme.

Pão chapado em casa

Deixe a frigideira bem quente antes de colocar o pão francês virado pra baixo. Pode fazer mais de um ao mesmo tempo se couber na sua frigideira. E fique de olho nas borbulhas – elas vão começar a escurecer. Com uma espátula, acompanhe se a casca está se soltando – ela precisa queimar e formar uma película para você tirar o pão sem que ela se desmanche. Melhor deixar mais tempo do que menos. Se sair amolecido, volte para a frigideira e deixe queimar mais.

Pão chapado em casa

Quando estiver do seu gosto, é só tirar, servir e comer quentinho. Vale dizer que o requeijão do meio fica bem quente e queima a língua, hehe.

Pão chapado em casa

Ah… a gente fez só com requeijão. Mas é possível colocar manteiga antes pro miolo ficar mais úmido. Vai de cada um. Agora que está friozinho, dá mais vontade de comer esse pão. Experimente!

04 jun 13
nhac
Antepasto de berinjela delícia!
por Claudia

Antepasto de berinjela

Esta receita, de antepasto de berinjela, é um clássico recente em casa. Clássico porque sempre repito para servir em jantares e festinhas. Mas é recente porque (assumo!) eu demorei muito na minha vida para começar a comer legumes e verduras. Na época da faculdade, quando conheci a Andrea, eu era daquelas que separava a cebola do feijão ou do macarrão. Salada nem pensar. E berinjela então, nunca! Mas um dia eu mudei e me apaixonei muito por todas essas comidas que nunca tinham sido provadas*. Meu antepasto está aí para provar, é uma delícia e acaba rapidinho, não dura mais do que três dias na geladeira :)

Vamos ao modo de preparo? Sugiro pular a quantidade dos ingredientes porque é tudo na base do QB, como dizem os portugueses (Quanto Basta).

Antepasto de berinjela

Eu uso os meus ingredientes favoritos: berinjela (claro!), tomate, cebola e alho. Não coloco nem pimentão e nem uva passa!

Primeiro eu cortei tudo: a cebola em rodelas, o tomate e a berinjela em tiras finas, o alho em pedacinhos pequenos. Aí na foto tem duas berinjelas, mas foram umas 8 – comprei uma bacia na feira e usei todas! Já que é pra fazer, melhor fazer tudo de uma vez e depois distribuir pra família.

Recomendo cozinhar a berinjela em água fervente pra dar uma amolecida, depois é só coar.

Passei para uma assadeira grande untada com azeite. Por cima da berinjela, joguei os complementos e os temperos (sal, pimenta e muito azeite).

Antepasto de berinjela

Leve para o forno pré-aquecido. Eu coloco um timer e volto de meia em meia hora para dar uma mexida na assadeira e ver se está tudo sob controle. O tempo de forno varia conforme o gosto. Eu gosto de deixar até tudo começar a caramelizar, quando as cebolas estão douradas e algumas começando a ficar crocantes. Dessa vez, deve ter levado umas 2h30 em fogo a 200 C. Mas, de novo, tudo depende das preferências e também do humor do forno (o meu é velhinho, não é muito estável ;-)

Antepasto de berinjela

Para servir, recomendo torradinhas com cream cheese. Fiz torradas de pão sírio, bem fininhas. Ficou uma delícia! Vai bem como entrada ou antepasto desde um jantar especial até um almoço em família.

Minha ideia era mostrar essa receita como uma dica pro Dia dos Namorados que está quase chegando. Pra enfeitar, no prato eu colocaria um ovo cozido em forma de coração. Minha versão – que não deu muito certo – está aí na foto. E olha que eu insisti… mas de três tentativas, só uma deu certo, então desencanei de publicar aqui #fail. Pra quem quiser tentar, aqui vai o link!

Voltem pra contar se fizeram, quero saber o que acharam do antepasto e pra quem serviram :)

—–

* Falando em sabores nunca dantes provados, assistam esse vídeo que mostra a reação de crianças provando, pela primeira vez, comidas como azeitonas, picles, limão e iogurte :)

Página 1 de 1312345...Última