21 fev 11
blogueira convidadanhac
Tem um Pac Man na sua lancheira
por Andrea

Pac Bento

Olá pessoal aqui é a Lilian, uma Brasileira escrevendo direto de Helsinki, na Finlândia! Na época em que rolou o convite  para fazer um post por aqui eu nem possuía um blog e vocês nem imaginam como fiquei honrada. Acabei mais tarde criando um, meio aos trancos e barrancos. Hoje o Acquiring Taste é o lugar onde que eu  escrevo sobre o que gosto mais de fazer: crafts e comida. Aguardo sua visita  :)

Mas sem demoras, vamos ao que interessa ? Para quem nunca ouvi falar, o termo obentô vem do Japao e é o nome para qualquer refeição “empacotada”  para viagem. É a famosa “marmita” japonesa.  Montar uma refeição que agrade ao olhos e ao paladar é um dos objetivos de um obentô. Isso nao significa a obrigatoriedade da marmita ser super decorada, cheia de bichinhos e personagens. Este tipo específico de obentô é conhecido como “charaben”  –  foi criado pelas mães japonesas, para incentivarem seus filhos a comerem todo o almoço na escola. Charaben ou não, a finalidade é sempre oferecer uma refeição que possa suprir as necessidades nutricionais de maneira equilibrada.

Como o ano escolar está se iniciando no Brasil, achei que seria uma ótima oportunidade para mostrar como se faz um obentô com base de  sanduíche. É ideal para a merenda das crianças (e para adultos também). Este que vou mostrar hoje não requer muito tempo na cozinha e nem muita habilidade com panelas. Mas antes de começar, quero listar aqui alguns fatos que considero importantes na confecção do obentô:

* Atenção para a higiene sempre na hora de lidar com comida! Fazer obentô (seja ele simples ou “bonitinho”) não é brincar. Lave bem as mãos antes de começar e evite ao máximo manipular muito os alimentos.

* Planejamento é fundamental, como em qualquer preparo de receita.

* Existem vários tipos de caixas, acessórios e apetrechos que facilitam na hora de confeccionar um obentô decorado. No começo eu nao possuía nada disso então improvisei bastante (ainda improviso). É possível fazer algo bonito  sem precisar investir em acessórios. Tenha uma faca pequena afiada, uma tesourinha para uso só para cozinha e muita imaginação pois você se surpreenderá em achar apetrechos nos lugares mais inesperados.

Obentô sanduíche – Pac man (que comemorou seus 30 anos ano passado!)

Pac Bento

Você vai precisar de:

* Uma caixa plástico com tampa que acomode o obentô. Tente achar uma caixa rasa onde os alimentos não fiquem muito soltos. Quanto mais apertado, melhor. Você não vai querer abrir seu lanche e ver que seu trabalho virou uma gororoba amorfa, né  ?

* Tesourinha, faca, palitos de dente, canudinho de refresco largo (tipo de milk-shake).

* Cortador redondo, bico de saco de confeitar de inox tábua de cortar, pratinho para as sobras.

Para os sanduíches:

* Fatias de pão de forma (usei integral e de centeio), uma fatia de pão tipo baguete.

* Queijo fatiado (usei gouda e dois tipos de processado, aqueles que vêm embrulhadinhos em celofane). O queijo processado pode ser substituído por qualquer queijo mais mole que corta fácil, cremoso (tipo cream-cheese), manteiga ou presunto de perú.

* Folhas de alface, frutas diversas (usei uva e mexerica) e tomate cereja. Cuidado na hora de escolher sua fruta. Prefira aquelas que nao soltem muita água.

* Um pedaço de folha de nori escuro ( alga japonesa para fazer sushi ) ou uma uva passa.

Pac Bento
1. Corte as cascas das fatias de pão de forma, fazendo com que o sanduíche se acomode dentro da caixa ( com as sobras de pão, faça farinha de rosca ou adicione na massa de almôndegas ;)). Eu fiz um sanduíche de três camadas, com queijo gouda, presunto de perú, cream cheese e manteiga. Reserve.

2. Para o pac-man: corte o queijo amarelo com o cortador redondo. Se você nao possuir um, improvise usando a boca de um copo. Não esqueça de cortar uma fatia (como pizza) para fazer a boca.

Pac Bento
3. Para os detalhes: Fure o nori para fazer o olho do monstrinho. Você pode usar um furador de papel comum, mas eu recomendo que ele seja só usado para fins culinários. Outra opçao é cortar uma uva passa em duas fatias redondas.

4. Para os detalhes em queijo: use um queijo claro para os olhos do monstrinho e para os pontos que o Pac-man coleta. Usei o bico de confeiteiro para cortar o círculo maior e um pedaço de canudo de refresco para os círculos menores. Remova com a ajuda de um palito de dente.

5. Para fazer o monstrinho rosa: use o pedaço de baguette (ou pão francês) e corte o presunto usando o pão como molde. Se você achar difícil cortar o presunto, use um embutido ‘molengo’ como a mortadela.

6. Monte o monstrinho. Passe manteiga ou cream-cheese no pão e grude no presunto. Use o cream cheese também para colar a parte branca dos olhos e o centro preto.

Pac Bento

7. Montando o obentô: Acomode a alface, o sanduíche pronto, o pac-man de queijo amarelo (use cream cheese ou manteiga como “cola”), aplique os pontos brancos.

8. Acomode as uvas e as frutas. Faça de modo que as uvas funcionem como um suporte para o monstrinho cor-de-rosa.

9. Para finalizar, coloque os tomates cereja em em palitos decorados para obentô.

Pac Bento

Ah, claro que quem não tem palitos decorados… pode fazer os seus em casa!

Use palitos comuns e fitas adesivas tipo decotape. Eu não gosto de misturar materiais de artesanato com comida. Se uso um furador de papel para cortar nori, uso só para a cozinha. A mesma coisa com tesourinhas e pinças. Portanto, depois de terminar de fazer as bandeirinhas, utilize um pedaço de gaze para higienizá-la com álcool 70°. Umas três esfregadinhas e seu palito está prontinho para ser usado :D

Dicas finais:

* A comida que vai no obentô nao precisa ser necessariamente japonesa! Adapte ao gosto da família.

* Tenha bom senso na escolha dos alimentos. Se moras em um lugar muito quente, e não tens uma bolsa térmica, evite usar alimentos que possam se deteriorar facilmente (como maionese, queijos frescos).

* Se você prefere comida quentinha (o obentô tradicional é comido frio), não esqueça de escolher um recipiente que possa ser levado ao forno (marmita de inox por exemplo) ou resistente ao microondas .

* Seja feliz fazendo obentô.  O tempo que gastas em algo é proporcional ao amor que você sente pela coisa. Pode ser clichê, mas com obentô é o mesmo papo. Para confeccionar uma marmita você pode levar minutos ou horas. Depende de quanto tempo você quer e pode dedicar. Capriche!

Quer ver mais marmitas feitas por mim ? Que tal esta com coelhos ? E esta de ursinhos ^_____^ ?

É isso aí, espero que tenham gostado. Pode parecer trabalhoso, mas com prática e treino, é super gratificante ver o resultado final.

Lilian Sato-Heikkinen @karaimame

27 jan 11
nhac
PAP: Palitinhos de chocolate
por Claudia

Palitinho de chocolate

Engraçado como a tecnologia ajuda o cérebro de vez em quando. Gosto muito de favoritar fotos no Flickr, adicionar sites favoritos no próprio browser ou ainda usar um site tipo Delicious para organizar e arquivar páginas da web. Enquanto eu não chego a um consenso do que é melhor e mais prático fazer, eu vou guardando um pouquinho em cada lugar. E um dia, quando a gente tem mais tempo pra pôr a mão na massa, lembra de uma coisa, lembra de outra, mistura tudo, junta com as próprias referências e no fim nasce uma coisa parecida mas ao mesmo tempo diferente. Foi o que aconteceu com esse projeto.

Vi no flickr uma foto de bombonzinhos de chocolate rosa (uma graça!) presos em palito de salgadinho – ao invés de palito descartável. E vi também no Flagrante Delícia, um blog de gastronomia que gosto muito, uns snacks com pedacinhos de chocolate amargo e de sal – ótima combinação!

Disso, surgiram estes palitos banhados em chocolate (o clássico Stiksy da Elma Chips) recobertos com chocolate e enfeitados com confeitos de coração.

Optei por usar produtos de prateleira e só fazer a montagem. Para os mais empolgados, achamos uma receita (em inglês) para quem quiser fazer os próprios palitinhos.

Para repetir em casa, recomendo que convidem alguém para ajudar. Sozinho até rola, mas é bem mais cansativo… A Andrea me ajudou na cozinha e nas fotografias. Acompanhe.

Palitinho de chocolate Palitinho de chocolate

Você vai precisar de:
. 1 barra de chocolate meio amargo (usei Hershey’s 40%, talvez o único de supermercado que não leva gordura vegetal)
. 1 pacote de salgadinho Stiksy
. confeitos
. bandeja de isopor

Palitinho de chocolate Palitinho de chocolate

1. Comece derretendo o chocolate em banho maria ou no microondas. Passe o chocolate para um copo fundo, assim você poderá ‘mergulhar’ o palitinho com facilidade.

2. Passe o palitinho no chocolate, cobrindo cerca de 2/3 da massa porque vai escorrer e você precisa deixar um pedaço ‘livre’.

Palitinho de chocolate Palitinho de chocolate

3. Faça furos na bandeja de isopor. Você vai usá-la de apoio para  o palito com chocolate endurecer.

5. Enfeite com os confeitos. A gente usou um hashi de bambu (feito pelo pai da Andrea) como pinça para colocar coração por coração. O ideal é esperar o chocolate endurecer um pouco para fixar melhor os enfeites senão escorrega tudo. Num dia quente, deixe na geladeira ou no freezer por alguns minutos, para endurecer.

Palitinho de chocolate

7. Acomode em uma embalagem bonitinha e sirva como snack ou como acompanhamento de café.

Dica gastronômica do Vitor, o Prato Fundo:
. quanto mais cacau no chocolate, mais difícil de acertar o ponto de endurecimento da cobertura
. o ideal é dar um choque térmico na geladeira ANTES de usar o chocolate e, de preferência, fazer a noite quando o tempo está mais fresco ou em ambiente com ar condicionado. Aqui nesse vídeo tem ótimas dicas!
. outra opção é usar um chocolate com gordura vegetal hidrogenada na fórmula, assim não precisa passar pela etapa do choque. É uma questão de gosto e praticidade. O nosso, com mais cacau, derretia facilmente, mas o sabor ficou ótimo.

22 dez 10
casa craftnhac
Marshmallows na decoração de Natal
por Claudia

Natal: enfeites de marshmallow

Essa decoração de Natal é para os foodies: aproveitamos marshmallows fofos que encontramos para vender em uma lojinha no bairro da Liberdade (São Paulo, SP) e transformamos em uma corrente de enfeitinhos para pendurar na árvore.

Embalagens de marshmallow

Os pacotes de marshmallows custaram bem baratinho, uns 3 reais cada um. Além de flores e maçãs, também encontramos no formato tradicional e no de coelho (esse vai ser bom para a Páscoa). No quesito sabor, eles nos lembraram aquelas pipoquinhas de isopor, ou seja, são docinhos mas não tem gosto de nada. Sabe quando é um ruim que é bom? Mais ou menos isso… Pelo menos assim dá menos peso na consciência de transformar em enfeite.

Natal: enfeites de marshmallow Natal: enfeites de marshmallow

A gente usou linha dourada e agulha de costura mesmo. É só despejar em uns potinhos para facilitar a escolha das cores e ir furando um por um. Nem precisa dar nó que eles não escorregam. Onde você deixar eles ficam paradinhos.

Natal: enfeites de marshmallow

Coisas que não descobrimos:
– quantos pacotes precisa para decorar um pinheiro inteiro, e
– quanto tempo os marshmallows aguentam/duram como decoração (por algumas horas, o tempo de fotografar esse PAP, estava tudo ótimo)

Antes que nos recriminem, encontramos mais gente que faz decoração de Natal com comida. Tem o “clássico” enfeite de barbante de pipocas e a moderninha guirlanda de jujubas.

E aí, alguém mais vai arriscar?

11 nov 10
craft tournhac
Uma visita a padaria PAO
por Claudia

Padaria PAO

Quando a Andrea voltou das férias no Japão, marcamos de nos encontrar para um almoço na padaria PAO, nos Jardins, em SP. Alguém conhece? Fui lá algumas vezes e continuo voltando seja por um desejo de repetir as coisas boas ou para experimentar a tamanha variedade de pães, doces, bolos e delícias que eles fazem por lá. Já adianto que uma visita não é suficiente. Em frente ao pequeno balcão a gente se sente como criança em loja de doces. É um velho chavão, desculpe, mas foi a única imagem que me veio à cabeça – a sensação é essa mesma.

Porquê falar de uma padaria no Superziper? Bem, esta nem é a primeira vez. Para quem não lembra, já mostramos a Bonomi de BH e a Hummingbird Bakery de Londres. E com certeza não será a última. A Andrea comentou que no Japão – depois da onda dos cupcakes – a nova febre são as padarias que misturam a técnica francesa de preparo com os ingredientes locais. Então preparem-se porque no report Japão imagino que deve aparecer algum texto com fotos desses lugares, vamos ver…

Mas voltando, pão é craft? Bem, no caso dessa padaria especificamente, eles tem artesanato até no nome. Além do imediato e óbvio significado, PAO também é um acrônimo para Padaria Artesanal Orgânica ^___^ Eles fazem questão de mudar o cardápio de acordo com as estações, dando preferência a produtos provenientes da agricultura local, orgânica e sustentável.

Balcão dos chás A cozinha é aberta

A produção é feita em pequena escala. Pela primeira foto dá para ver que basicamente no salão há três mesas apenas (ou nove lugares) e um balcão. Atrás dele, nenhum medo de exibir a cozinha aberta e o pessoal trabalhando nas próximas fornadas. Quem vai lá não pode ter pressa. O ritmo é próprio e você tem de se adaptar. Ou seja, aproveite o tempo para admirar o que está pronto para consumir ou faça seu pedido e aprecie o lugar enquanto a delícia não vem.

É tudo tão gostoso, bem feito e delicado que a gente fez questão de fotografar as nossas escolhas. Fica como dica para quem der um pulo lá.

Sanduíches

Na parte dos quentes, a tartine de tomate assado, manjericão e azeite extra virgem (R$ 15). Melhor combinação impossível – todos meus ingredientes favoritos em um mesmo prato! O destaque fica para a qualidade do tomate; sempre vermelho e muito docinho. O outro prato é o queijo quente especial com mozzarela e requeijão (R$15). Boa pedida para quem gosta de queijos e de comfort food – quentinho e macio! Provei os dois, mas para ser sincera continuo preferindo o primeiro!

O melhor bolo de chocolate!

As sobremesas começam a complicar. Se você ficar perdido entre tanta opção apetitosa, recomendo o doce mais famoso da casa: o bolo de chocolate 70% com lâminas de caramelo (R$12). Já elegi como um dos melhores bolos de chocolate que já provei. Sabor forte de cacau, amargo na medida, massa na consistência certa, várias camadas (quatro? cinco?) intercaladas com um ganache cremoso. O sabor de caramelo substitui o doce exagerado do açúcar. E lá lá lá no fundinho há um toque de sal. PS: a florzinha NÃO é comestível, só charme mesmo. A fatia é alta e fina, do tamanho certo para não enjoar. Mesmo assim, sou daquelas que prefere dividir com mais alguém.

O melhor bolo de cenoura!

Para quem prefere um bolinho tradicional para acompanhar o café, posso dar minha opinião sobre o bolo de cenoura. Por sorte, era a última fatia. Ou seja, tive direito a toda a calda de chocolate que estava esparramada na travessa. E eles ainda esquentaram no forno (não tem microondas) para ficar derretido e quentinho. Acho que as fotos mostram tudo, não?

Padaria PAO, R. Bela Cintra, SP

A PAO fica na Rua Bela Cintra, 1618 (Jardins, São Paulo, SP), logo depois da Alameda Franca. No site deles tem o cardápio e no Twitter eles enlouquecem a gente com tweets do tipo “Pães da PÃO hoje: de Nozes e de Raspa de Limão Siciliano com Ervas da Feira” ou “Novo Cookie de Chocolate delicioso com seu aroma do cacau perfumando o ambiente“. Ai ai ai :)

Só há um porém… Os horários de funcionamento. De segunda à sábado, das 9 às 19h e domingos das 9 às 14h. Sei que eles precisam descansar, mas para uma cidade com tanto trânsito como SP quase nunca consigo chegar lá a tempo, uma pena. Mas ouvi dizer que em breve eles devem abrir novas unidades na cidade. Vamos ver quando a nova PAO vai sair do forno!

Página 4 de 13Primeira...23456...Última