07 jul 11
casa craftoutras técnicas
Me aqueça nesse inverno!
por Claudia

Truque para acender lareira

Vou ensinar um truquezinho básico para quem tem como se aquecer com uma lareira no frio fenomenal deste inverno. Eu adoro brincar com fogo, mas nunca soube direito como manter a chama acessa com facilidade. Eu era daquelas que tinha que ficar plantada ao lago da lareira, remexendo na madeira, empurrando as brasas, colocando mais álcool, trocando as toras. Em resumo, sempre foi um processo de alta manutenção e pouco aproveitamento.

Até que eu aprendi os truques… e eles sempre existem, não é?

Trança de jornal

O mais legal (e craft) de todos é essa invenção de dobrar folhas de jornal em formato de trança, que faz a função de manter o calor na parte baixa do fogo. A lição veio dos conhecimentos de uma família irlandesa, mas acho que nem é exclusividade de lá. Esses ensinamentos correm por várias culturas, imagino que devem ser comuns em lugares frios.

Dependendo do tamanho da lareira, umas quatro ou cinco são suficientes para ajudar no começo do processo. É claro que você vai precisar também das madeiras menores e um pouco de álcool. Mas o jornal dobrado desse jeito não faz sujeira e mantém o calor por mais tempo.

É bem facinho de fazer, em 3 etapas:

– depois de dobrar o jornal, segure cada ponta com as mãos e vá puxando e folgando até que elas se separem e formem um “canudo”
– a dobra da trança é alternada, uma “perna” de cada vez, sempre passando por cima do lado que já foi dobrado. Uma vez que você pegar a manha, é tranquilo ir até o final
– reserve um pedaço das pontas para fazer o acabamento final, se você não fizer essa dobra interna, a trança se desfaz. Ah… e quanto mais justa e firme a trança, melhor.

Fizemos um passo-a-passo para quem quiser colocar em prática:

Trança de jornal: como fazer

Se você tem experiência ou quer dividir truques para fogueiras, lareiras e afins, deixe seu recado aqui nos comentários. Com a temperatura despencando, aposto que serão úteis.

27 abr 11
outras técnicasreciclagem
Bolsa-livro
por Andrea

bolsa-livro

Eu vi a moda das bolsas-livro em vários blogs gringos e resolvi testar a ideia e fazer um passo-a-passo. Eu achei estes capa duras do Circulo do Livro (quem lembra dos catálogos que chegavam pelo correio ?) num sebo a preço de banana, não de livro. Então, antes que alguém venha me gongar por vandalizar os pobres livros,  aviso que as páginas estavam já bem deterioradas por isso não tive dó nem cerimônia em arrancá-las para aproveitar só a capas :).

Imagino que  este projeto não seja unanimidade entre as crafters mais tradicionais mas eu que tenho uma queda por objetos inusitados, aprovei. E pensando bem, a bolsa-livro pode ter outras utilidades, pode virar um item ‘puxador de conversa’. As pessoas podem soltar um “uau, que legal” ou “puxa, que diferente” (diferente, neste caso = estranho, bizarro, legal#NOT). Quando sair com a minha bolsa-livro na rua conto quais foram as reações :).

Se alguém se empolgou, vou mostrar como fiz o modelo ‘livro clutch’. Não vou mentir, deu um certo  trabalho  fazer a primeira  bolsa (principalmente na hora de colar o forro, quase arranquei os cabelos, argh!) mas na hora de fazer  a segunda já estava bem craque e a produção fluiu bem.

livro1

Usei um livro capa dura antigo, retalho de tecido de algodão (40 cm), estilete (para arrancar as páginas), máquina de costura, papel, lápis, tesoura,  cola branca tipo PVA (vale Cascorez, Acrilex, etc), pincel chato, botão e elástico de cabelo.

RETIRADA DO MIOLO E MOLDES

livro2livro3livro4livro5

Retire todo o miolo do livro com ajuda de um estilete. Dependendo da encadernação e do estado do livro, vão ficar pedaços. Tenha paciência, o que não der pra cortar  pode ser arrancando com a mão.

Risque o molde da lateral  da bolsa posicionando o livro aberto  em mais ou menos  um ângulo de 40 graus por cima da folha de papel. Contorne  com lápis, formando um triângulo com a ponta achatada. Recorte em volta deixando uma margem de 0.5 cm. Dobre ao meio para marcar e corte, dividindo o triângulo em 2 partes.

CORTE DO TECIDO PARA O FORRO

livro6livro7

Usando os moldes de papel, corte o tecido deixando 0.5 cm de margem na parte interna. Faça 4 triângulos, 2 de cada molde. Recorte também dois triângulos inteiros, com os dois triângulos juntos.

Coloque o livro aberto sobre o tecido e corte um retângulo deixando 0.5 cm de margem de costura.

livro8

Estes são os cortes de tecido necessários para o forro: 1 retângulo grande, 2 triângulos pequenos (lado direito) 2 triângulos pequenos (lado esquerdo) e 2 triângulos grandes.

COSTURA DAS LATERAIS DO FORRO

livro9livro10

Costure as metades dos triângulos pequenos unindo-os pelo centro. Posicione-os face a face com o triângulo maior. Se quiser, alinhave.

livro11livro12

Costure à máquina com 05. cm de margem e deixando um espaço aberto na ponta para virar a peça. Repita o mesmo processo com os 3 cortes de tecido restantes. Vire as peças com a ajuda de um lápis ou objeto comprido, acertando bem os cantos. Ao final,  você terá estes dois triângulos com tecido dos dois lados e as pontas abertas.

COLAGEM DO FORRO

livro13livro14

Despeje cola num pratinho. Com ajuda do pincel chato, comece colando o retângulo de tecido na capa interna do livro.  Depois passe uma tira cola na lateral de um dos triângulos de tecido e posicione bem próximo à  lateral da capa.  Espere secar um pouco para prosseguir com a colagem.

livro15livro16

Passe uma outra tira de cola agora na parte interna do triângulo e cole o retângulo de tecido por cima, dobrando 0.5 cm de margem.  Eu aprendi na marra que:  com pouca cola não vai grudar e com muita cola vai lambuzar todo o tecido. Repita o mesmo processo na outra lateral do triângulo.

Você vai precisar  colocar em ação o seu lado crafty zen nesta hora. Deixe secar  um pouco entre uma etapa e outra. Repita toda a colagem com o outro triângulo  de tecido para colar a outra lateral da bolsa. Respire fundo, não é fácil mas é possível, eu consegui!

livro17

Esqueci de mostrar  que se o seu livro for muito antigo pode ser necessário pintar com canetinha da mesma cor os cantinhos arranhados. Terminada a colagem, passe uma demão de cola PVA em toda a capa. Isso vai ajudar a selar o papelão e impremeabilizar a bolsa.

livro18livro19livro20

Para o fecho eu usei um botão tipo ‘pino’e um elástico de cabelo. Primeiro, fure a capa com um objeto pontudo. Este que usei é próprio para fazer bonecos, se não tiver um, improvise.

Passei uma linha no botão, enfiei no furo da capa e amarrei um fecho de bijuteria tipo pino no lado de dentro. Se não tiver fecho, substitua por um botão pequeno, o resultado é o mesmo.

Furei a capa de trás e passei o elástico de cabelo por dentro.

livro21

O acabamento do fecho fica assim. Nada mal, né ?

Uma outra opção para fecho seria colar nas capas duas tirinhas de tecido com velcro nas pontas. Dá para usar o mesmo tecido do forro para fazer as tiras.

livro_NY aberto

Olha aí o meu livro clutch prontinho. Circulo do Livro é tendência por aqui.

casais livro

Pra quem não curte bolsa de mão (definitivamente não é a coisa mais prática do mundo) também dá pra fazer uma bolsa-livro de alcinha, para usar a tiracolo.

Eu fiz e ficou bem legal. Coloquei ganchos de tecido e  uma corrente grossa de metal. Será que Chanel aprovaria ?

 

 

 

18 abr 11
outras técnicasoutros bla bla blas
Qual é o filme em ponto cruz?
por Andrea

Captura de tela 2011-04-18 às 20.55.36

Ainda seguindo firme e forte com a obsessão em bordar meus filmes favoritos de infância em ponto cruz, este é o meu projeto atual. Alguém adivinha o nome do filme?

Hummm, tá muito difícil ? Desce que vai ficar mais fácil.

pontocruz

E aí alguém arrisca ? Presta atenção nas roupas e no cabelos dos personagens.

Vou terminar ainda esta semana. Prometo que volto depois para mostrar o bordado prontinho e desvendar o mistério.

Dica: Try A Little Tenderness ;)

06 abr 11
outras técnicas
Aula de ponto cruz básico
por Andrea

sincerely yours

Ponto cruz é algo legal mas que não fazia há mais de uma década. Perdi a vontade porque não achava desenhos legais para bordar – flores rococó, cestas de frutas, ursinhos country – nada me animava.

Mas a técnica é uma coisa e o que se produz com ela é outra história. O que fez aflorar de novo a minha vontade de bordar foi  um gráfico com os personagens do filme Clube dos Cinco que achei no  no Etsy, por 6 dólares. E  tem também do Guerra nas Estrelas, Garota de Rosa Choque e Curtindo a Vida Adoidado.  Personagens que marcaram a minha adolescência, pixelados para bordar. Então, ponto cruz aqui me tens de regresso!

Aproveitei para fotografar um PAP. Assim, quem sabe você se anima a fazer também. É um tipo de bordado fácil, econômico e que não exige cálculos e macetes complicados. Só um pouco de paciência, afinal são muitos quadradinhos pra preencher. E o resultado ? No mínimo, um quadro bacana para pendurar na sala ou presentear amigos.

Animou ? Eu te mostro como fazer :).

Em poucas palavras, o objetivo do ponto cruz é formar X dentro de mini quadradinhos. E ao agrupar quadradinhos da mesma cor você forma os blocos de cores que geram os desenhos.  Tipo pixels!

Para quem nunca viu um gráfico de ponto cruz ele tem esta cara ó:

IMG_1593

Os quadradinhos coloridos correspondem às linhas de cores diferentes. Geralmente o gráfico acompanha uma tabela de cores, assim você já  sabe as meadas que vai precisar. Mas não precisa levar  a tabela ao pé da letra, a graça da coisa é fazer as variações e adaptações ao seu estilo.

Antes de começar é bom centralizar o desenho no tecido de etamine. Assim você planeja quanto de tecido vai usar não corre o risco de, por exemplo,  deixar o pé do Brian pra fora do pano. Começe bordando pelo centro e vá expandindo o desenho para as laterais.

Captura de tela 2011-03-31 às 20.52.01

Eu pespontei o  meu etamine com linha coloridas só para mostrar pra vocês exatamente o centro.   Na vida real não precisa fazer isso, basta dobrar o tecido. Depois procurei no gráfico o quadrado correspondente ao quadradinho do centro (meio das pernas do Bender  XD) e comecei a bordar por aí.

Antes de começar, três toques:
–  É uma boa passar um pesponto nas bordas do etamine ou pregar uma fita crepe, para não desfiar enquanto você borda.
– Borde sempre com as mãos bem limpas e secas para não manchar o etamine, principalmente os brancos. Bordar comendo salgadinho  e chocolate nem pensar !
– Usar bastidor pra segurar o tecido é opcional. Eu não uso, mas tá liberado se você quiser deixar o tecido esticadinho ou simplesmente fazer um charme ‘old school’.

Ponto-cruz 01

1. Separe o etamine (tecido de algodão furadinho), linha de bordado nas cores indicadas, agulha de bordado e tesoura.

2.  Para tirar a linha de bordado da meada sem fazer um ninho de rato, primeiro ache a ponta do fio grosso.

3. Os fios grossos são na verdade seis fios finos juntos. Puxe  só um deles o tanto que quiser (mais ou menos, de acordo com o tamanho da área que você quer bordar). Dobre-o  pela metade, formando um fio duplo.

4. Enfie o fio dobrando pelo buraco da  agulha como mostra a foto e deixe a ponta  ‘dobrada’ mais comprida do que a ponta com as duas pontas soltas

Ponto-cruz 02

5. Comece enfiando a agulha de baixo para cima, no quadrado central do etamine.

6. Passe a agulha por dentro do ‘olho’ do fio duplo.

7.Fica assim.

8. Agora borde em cada quadradinho da fileira “da ida”, enfiando a agulha de cima para baixo, até completar a quantidade de quadradinhos indicada no gráfico.

Ponto-cruz 03

9. Quando acabar, a fileira “da ida” você terá vários tracinhos inclinados da esquerda para a direita

10. Para fazer a fileira “da volta” basta enfiar a agulha de cima para baixo, fazendo tracinhos da direita para a esquerda e  e assim formando o X  em cada quadrado.

11. Completada a fileira, passe a agulha para trás do etamine.

12. Finalize escondendo o fio por dentro do verso dos pontos. Não é avesso perfeito, mas fica até ok. Evite dar nós na parte de trás.

Esta listrinha cinza  é só um pedaço da calça do Bender.  Vá bordando os blocos de cores diferentes até formar  todo o desenho. Na parte da frente o importante é  lembrar que no X o traço de baixo vai sempre da esquerda pra direita e o de cima da direita para esquerda. Assim os pontos ficam uniformes.

Terminado o bordado, retire o pesponto das laterais, passe a ferro para tirar as rugas e coloque sua mini obra numa moldura. Eu coloquei  o meu num bastidor de madeira provisoriamente até resolver qual moldura vou querer usar. Prontas para o close-up ?

bc

O que me impressionou neste gráfico foram os detalhes dos personagens. O Bender tem mecha no cabelo, luvas e pano amarrado na calça. A franja comprida da Alyson cobre os olhos. A Claire está com  pulseira de madeira e o Brian de meias brancas. São pequenos detalhes que as visitas vão curtir procurar quando virem o quadro na sua parede.

E onde será que andam os atores do filme ? Alguém sabe ? Qual era o seu favorito ? Os meus, naquela época, eram a Allyson  e o John Bender  e continuam sendo, mesmo vinte anos depois – eu fiz questão de rever o filme no DVD para fazer este post.

Sincerely Yours,

Superziper :)

Página 20 de 55Primeira...1819202122...Última