21 maio 07
casa craftoutras técnicas
Cabide de parede decupado
por Andrea


cabidefinal

Estreiar no mundo da decupagem na semana passada fazendo o gaveteiro de retalhos me animou. Adorei a forma com que o tecido se fixa a madeira e fica parecendo uma impressão colorida. Resolvi então, inventar mais uma coisinha para o lar, basicamente usando sobras dos materias que usei na semana passada.

Desta vez bolei este cabideiro de parede, que pode também fazer as vezes de porta-chaves. Registrei tudo, para vocês verem e se inspirarem:

 

Cabide 1

 

1. Materiais:

-Plaquinha em MDF 21 X 9 cm

– Retalho de tecido estampado de algodão, o suficiente para cobrir frente e laterais e um pouquinho do verso

– Retalho em tecido liso 21 X9 , para o verso

– Cola Multicolage Têxtil

– Pincel

– 3 Ganchinhos de parede tipo cabide com os respectivos parafusos

– 2 Ganchos do tipo “para quadro”, com preguinhos

– Chave de fenda

– Martelo

– Furadeira e broca para madeira (opcional)

 

Cabide  2

2. Espalhe bem a cola com ajuda do pincel na frente da placa.

Cabide 3

2. Cole o tecido estampado, alisando bem. Preste atenção extra nas pontas laterais, onde você tem que dobrar o tecido “para dentro” conforme a foto.

Cabide 5

3. Vire e cole as pontas que sobrarem pra trás, assim.

 

Cabide 4

4. Terminada a primeira colagem, a frente e as laterais têm que ficar encapadadas e lisas. Assim ó. Deixe quieto, secando por 1 hora. Se estiver muito ansiosa, pode ajudar usando um secador de cabelo ;-).

 

Cabide 8

5. Da mesma forma, cole o retalho liso na parte de trás. Deixe secar mais um pouco.

Cabide 6

6. Agora vem a parte legal :-). Com o pincel, passe cola em toda a peça, frente, lados e verso, selando a placa. Desta vez é bom deixar secar bem, tipo umas 12 horas ou até que não esteja mais grudando nem um pouco.

Cabide 7

7. Marque na plaquinha com uma canetinha os pontos exatos onde você quer posicionar os ganchos de cabide.

Cabide 9

8. Com a sua furadeira e broca de madeira, faça três furinhos. Note que não é obrigatório usar furadeira, se conseguir  parafuse direto no MDF.

Cabide10

9. Com auxílio da chave de fendas, parafuse, fixando os ganchos na parte da frente da placa.

Cabide11

10. Calma que já está quase acabando. Com ajuda de martelo, pregue os ganchinhos de quadro no verso, um em cada ponta da placa. Pronto ! Pendure na parede pois você já aprendeu aqui como furá-la!

DICAS:

#Minha inspiração foi isso aqui, que é vendido mais como arte do que como cabide. Optei por colocar ganchos na parte da frente do meu mas caso você queira valorizar ainda mais a estampa do tecido, use ganchinhos circulares como os da foto pendurados na base.

# Este é o projeto ideal para fazer com aquele retalhinho de tecido gringo de algodão que sobrou.

# Dá pra comprar plaquinhas de MDF em home centers mas fique atenta em marcenarias de bairro pois estas sobras vão pro lixo e eles geralmente deixam você pegar de graça. Foi assim que consegui a minha placa.

19 maio 07
casa craftoutras técnicas
Furando a parede
por Andrea

Bye espelho, hello quadro

Eu estava em dúvida se deveria escrever um PAP  sobre como furar a parede aqui no blog. Após uma conversa com a Cláudia me convenci que sim! Porque saber furar parede não é exatamente um craft, mas pode ser um ato necessário para pendurá-los num lugar estratégico.

A idéia de que furar parede é trabalho pesado e portanto tarefa para homem é mito. Com as ferramentas apropriadas podemos sim  furar uma parede. Eu furo. Você também pode furar. Então entrem no espírito “we can do it ” e vamos lá.

furo2 furo3

1. Você vai precisar de:
– Furadeira elétrica
– Broca correspondente ao tamanho da bucha que você vai usar
– Parafuso e bucha
– Chave de fenda
– Martelo ou fita crepe
– Metro
– Lápis
– Saco plástico

2. Marque com um lápis o local exato onde você quer furar.

furo4 furo5

3. Se for furar azulejo ou superfície lisa, faça uma “cruz” com fita crepe, centralizando exatamente no local do furo. Este macete é muito útil pois vai impedir que a ponta da broca escorregue na hora de furar.

4. Se for furar parede de concreto (o meu caso) é bom dar uma marteladinha com o parafuso até fazer um furinho para acomodar a ponta da broca antes.

furo6 furo7

5. Cole um saco plástico com a fita crepe bem abaixo do local a ser furado, para segurar o pó que vai cair. A não ser que você queira varrer o chão depois.

6. Encaixe a broca na ponta da furadeira, apertando bem. Só ligue a furadeira na tomada agora que a broca já está segura.

furo8 furo9

7. Respire fundo e segure a furadeira bem reta. Com as duas mão e fazendo pressão contra a parede insira a furadeira no ponto marcado. Vá pressionando e furando  até entrar o suficiente para inserir toda a bucha. Vai fazer um barulhão. Se quiser, use protetores de ouvido.

8. Insira a bucha no furo. Se precisar, dê batidinhas com o martelo até que ela entre por completo dentro do furo.

furo10 furo1

9. Coloque o parafuso dentro na bucha girando com o auxílio da chave de fenda. Retire  o saco que estava grudado na parecde com cuidado para não derrubar o pó. Pronto !

DICAS

# Tenha certeza que está usando a broca certa. A errada vai causar estrago na furadeira e na sua parede. Eu acho legal ter em casa um estojo de brocas de madeira e concreto. Eu tenho as de metal, mas nunca usei. Para parede, escolha sempre a de concreto.

# Eu não vivo sem a minha furadeira, uso muito. Já a Cláudia só faz furos com uma martelo e prego pois a parede da casa dela é ‘mole’ e ela nem tem furadeira. Ficamos assim, furadeira se você quer pregar coisas pesadas que requerem parafuso e bucha em paredes de concreto e dry wall. Se for pendurar algum enfeite pequeno em madeira ou parede mole,  dá pra se virar  só com o martelo e prego.

# Existe pra vender no mercado um negócio plástico sanfonado que você encaixa na furadeira e serve pra segurar o pó na hora de fazer o furo. Pra mim não funcionou, achei a sanfona muito dura . Resultado: voltei ao bom e velho saquinho pregado na parede.

 

15 maio 07
casa craftoutras técnicas
DIY: Gaveteiro forrado com retalhos
por Andrea

gav2

Quem é que não precisa de um bom gaveteiro ? Eu estou sempre a procura de caixinhas, potinhos e latas que sirvam para armazenar pecinhas e botões. Quando vi mini gaveteiros em madeira  estes, da da Needle Book, da Wisecraft e a versão da Maria Cartolina) e fiquei empolgada com a idéia de fazer um pra mim. Com o ‘plus’ de ser decorado com sobras de tecido, que tenho aos montes por aqui.

Não achei nenhuma indicação sobre como foram feitos então resolvi botar a mão na massa. Usei um gaveteiro de MDF, tintas e retalhos. O projeto requer uma certa preparação na hora de cortar os retalhos e paciência para esperar as camadas secarem. Mas em geral é fácil!

deco1

1. Materiais:
– Gaveteiro em MDF
– Tinha acrílica fosca para artesanato (usei a cor Marfim, 1 pote é suficiente)
– Mini rolo para pintura
– Pratinho para colocar a tinha
– Cola para decupagem em tecido (usei Multicolage Têxtil, da Acrilex)
– Pincel chato e de cerdas duras
– Retalho de feltro para forrar a base
– Paninho para limpar respingos
– Retalhos de tecido de algodão estampado cortados no tamanho exato da frente das gavetas

(Obs: Aí na foto aparecem verniz e solvente, que acabei não usando)

deco2

2. Retire todas as gavetas. Passe um pano seco para retirar o pó pois geralmente estas peças ficam expostas por um bom tempo na loja. Se estiver empoeirada a tinta não vai pegar bem. Se a sua peça tiver imperfeições sugiro que dê uma lixadinha antes. Pulei esta etapa pois a minha estava lisinha.

deco3

3. Jogue a tinta num pratinho. Eu também pinguei um pouquinho de água (umas 6 gotas) para facilitar a pintura pois achei a textura da tinha um pouco grossa.

deco4

4. Com a juda do rolo, passe a primeira camada de tinta no corpo da peça. Faça movimentos horizontais no sentido da largura até cobrir toda a parte superior e as duas laterais.

deco5

5. Ainda com o rolo, passe uma demão de tinta nas laterais de cada gaveta. Uma única demão foi suficiente. Se você passar duas demãos a lateral pode ficar grossa e o encaixe nos nichos ficará difícil.

deco6

6. Agora com o pincel, dê toques leves com a tinta e vá cobrindo toda a madeira aparente na frente do corpo do gaveteiro. Deixe secar por 1 hora e aplique a segunda demão em toda a lateral e topo.

deco7

7. Chegou a hora da decupagem. Pegue uma gaveta e com ajuda do pincel, espalhe a cola para tecido na parte da frente. Uma camada bem uniforme, nem muito fina nem grosa.

deco8

8. Cole o tecido já cortado cuidadosamente, alisando com os dedos para eliminar eventuais bolhas de ar e rugas. Repita em todas as gavetas.

deco9

9. Colados os retalhos  em todas as gavetas, elas ficarão assim. Deixe secar por uma hora.

deco10

10. Se necessário, apare com uma tesoura as sobras de tecido e/ou fiapos que sobrarem
nas bordas.

deco11

11. Com o auxílio do pincel, passe mais uma demão de cola, desta vez por cima do tecido, em cada uma das gavetas. Isso vai endurecer o tecido, impermeabilizando-o e evitando que desfie nas pontas.

deco12

12. Para um acabamento perfeito, cole um pedaço de feltro na base do gaveteiro, usando a mesma cola de decupagem. A cor não importa, pois quase não irá aparecer.

Deixe secar tudo, desmontado, por 24 horas. Seu gaveteiro de retalhos está pronto.

gav1

DICAS

# Aqui no Brasil os únicos gaveteiros deste modelo são feitas com plaquinhas de MDF (aquela mais em conta, feita de pó de madeira).

#Quem for viajar pode ir atrás um gaveteiro do IKEA- com um acabamento de melhor qualidade. Neste caso eu até dispensaria a pintura e deixaria pedaços de madeira aparente.

# Já ouvi dizer que você pode tentar substituir a cola de tecido por cola branca PVA ou impermeabilizar com uma camada de verniz.

# Se você não costura e portanto não possui retalhos de tecido, use papéis coloridos. A única diferença é que você substitui a cola de tecido por cola de papel! Já imaginara fazer com papéis de origami?

05 maio 07
fashionoutras técnicas
Dicas para tingir em casa
por Andrea

Ultimamente andei experimentando o tingimento de tecidos, usando aqueles tubinhos de corante em pó da marca Guarany que custam R$ 1,50 em qualquer armarinho. Escolhi tingir estas 3 peças, cujos diferentes resultados quero compartilhar com vocês.

1. Calça jeans
Originalmente era uma calça jeans de lavagem meio desbotada, que com o tempo ficou mais desbotada ainda (uma cor meio indefinida, quase cinza rato). Mas continuava vestindo muito bem e jeans é uma tipo de roupa quanto mais velho estiver, melhor. Bom, tomei coragem e tingi com um tubo de corante preto puro. A linha de costura amarela não tingiu, mas mesmo assim, e por isso mesmo, achei que ficou ótima.

jeans

2. All Star verde
O tecido original era verde do tom da bandeira do Brasil. Eu não conseguia usar porque achava que este tom de verde não combinava com nada. Tingi com um tubo de pó azul marinho. O resultado foi que com uma base verde com o corante azul gerou um tom de verde bem escuro, meio arroxeado. E a parte branca da borracha acabou tingindo por tabela – ficou lilás claro. Além de tingir, também passei uma lixa na costura das bordas para dar um visual desgastado. Gostei so resultado!

allstar

3. Cardigan de algodão
Era uma blusa de algodão rosa-choque, beeeeem cheguei que comprei numa viagem. Enjoei da cor mas o tecido era de ótima qualidade e a modelagem ainda vestia muito bem. Pensei que  neste caso tudo que vier em termos de cor é lucro.

Bom, quando enfiei a peça na água com corante vi logo que o tecido ficaria lilás escuro, mas me dei conta que a costura não tingiria e ficaria da cor original, rosa-choque! Deve ser porque certas linhas de poliéster não tingem bem. O resultado final é este aqui. Não amei, mas o tingimento tem destas surpresas.

cardi

Minha conclusão. Sim, vale a pena tingir. É uma maneira barata e divertida de reciclar seu guarda-roupa, dar uma cara nova a peças que andam encostadas num canto.

Mas antes de tudo avaliem bem o material da peça que vocês vão tingir . O algodão e as fibras 100% naturais tingem muito bem, a maioria dos sintéticos tingem mal e os mistos são uma surpresa. Encare o tingimento caseiro como uma aventura pois não dá pra ter 100% de certeza sobre a cor que a peça vai ficar. A cor surpresa tem que ser parte da diversão.

E se quiser mudar a cor de uma peça cara sugiro ser cauteloso e levar numa tinturaria de confiança para uma avaliação.

Se você já tingiu alguma roupa em casa? Deu certo ? A cor final era a que você esperava? Me conte a sua experiência.

 

DICAS:
– Tingir uma peça clara de preto é fácil e quase sempre dá certo. Se for tingir peças coloridas considere sempre a cor de “base” e lembre-se que ela vai se misturar na cor do corante para gerar o tom final.

– Se for tingir em casa use um tacho ou uma panela enorme e bem velha. A tinta vai tingir a panela também.  Se você usar a proporção certa de corante, água para o peso do tecido sua panela não irá ficar manchada.

– Não é necessário usar o fixador industrializado. Eu experimentei usar tanto com fixador de tubo e com vinagre de álcool branco e o resultado é idêntico.

Página 56 de 57Primeira...5354555657