26 mar 13
costurareciclagem
Um forro que foi promovido a blusinha
por Claudia

blusinha-feita-em-casaq

Fiz essa blusinha em casa, a toa, num destes sábados de março que choveu pra caramba e mal dava para sair de casa. Juntei um pano aqui, um material ali e em uma noite estava pronta. Nem tinha pensado em mostrar no Superziper, por isso acabei nem registrando a execução. Mas no dia que estreei a peça, duas amigas queriam saber onde é que eu tinha comprado essa blusinha. Imagina a alegria de dizer “aaaah, então…fui eu que fiz!”. Depois disso, mudei de ideia e resolvi compartilhar os detalhes por aqui, pra quem quiser se inspirar.

blusinha-tecido-azul-modelo

Tudo começou com um pano azul-marinho. Na verdade, era o forro de uma blusa de um algodão muito macio, bem fininho. Achei o forro desnecessário e cortei. Mas não tive coragem de descartar. Guardei porque um dia pretendia transformar em alguma coisa. E a vantagem é que ele já tinha o acabamento inferior e nas laterais. O desenho eu tinha feito há muito tempo, provavelmente inspirado em alguma vitrine ou visto em alguém na rua. Achei por acaso e juntei A + B :)

blusinha-azul-detalhes

A parte de cima do forro foi onde eu cortei, então costurei à máquina este viés listrado. Usei linha vermelha de propósito, para dar contraste mesmo. A alcinha eu queria fina, fiz com uma fita xadrez. Na parte da frente, fiz uma abertura e contornei com o mesmo viés. Usei um colchete para fechar a blusa e deixei virado pra fora mesmo, pra aparecer. Como o tecido era bem largo e não estava a fim de ajustar as laterais, improvisei uma pence nas costas para dar uma apertada e não ficar caindo. O botão branco não é funcional, só de enfeite mesmo. Desse jeito, a blusinha não precisou de zíper. Apesar das minhas costas largas, passa tranquila por cima.

blusinha-frente-costas

Nessa foto dá para ver direitinho como ficou a blusinha pronta. Se vocês repararem, na foto de costas aparece um “enfeite” que fiz na lateral. Na verdade, nesse canto estava a etiqueta da blusa original, que tinha sido costurada no forro. Eu cortei o máximo que deu, mas um filetinho branco continuava aparecendo, principalmente por causa do contraste com o azul. Não tive dúvidas. Peguei o resto do viés e costurei aberto por cima dessa parte para esconder.

E assim um forro sem-gracinha virou uma blusinha bem charmosa. Né?

22 mar 13
casa craftreciclagem
Para um chazinho, uma bandejinha
por Claudia

mini-bandeja

Acreditem se quiser, essa bandejinha simpática para o chá da noite (sim, eu sempre tomo!) era um porta-retratos normalzinho.

Vejam como foi feito!

mini-bandeja-etapas

Já tinha visto na internet e em bazares algo parecido: bandejas com toalhinhas de crochê embaixo do vidro.

Ou seja, para fazer uma eu precisava resolver duas coisas:
1. o suporte
2. o enfeite

Ao invés de comprar uma bandeja, eu vi muito potencial em um porta-retrato que já tinha em casa (na foto, eu, a Andrea e a Nikki em NY – post aqui), principalmente por sua moldura mais alta. Além disso, o branco é neutro e dá mais possibilidades.

Para o enfeite, queria muito uma toalhinha, mas meus dotes de crochê não chegam para tanto. Então busquei na minha gaveta de retalhos essas rendas antigas – vieram daqui. Como não davam na largura, coloquei dois pedaços, um para cada lado.

Escolhi um papel creme para usar de fundo e colei tudo com cola em bastão mesmo. Cortei os excessos para não ficar volumoso. E por último arranquei o suporte de porta-retrato que havia no verso da peça. Prontinho!

Estou usando a bandejinha diariamente. Apesar de pequena, cabe a xícara e ainda um pires com biscoitinhos. Também pode ser usada como apoio, para não marcar móveis de madeira. Daria para incrementar e colocar alças, mas minha mesa de cabeceira é pequena e optei por deixar assim mesmo.

E aí, se aventuram?

20 mar 13
fashionreciclagem
Vídeo: aprenda a fazer um tapa-cofrinho
por Claudia

tapa-cofrinho

Faz um tempinho, a gente fez um post falando sobre o haramaki e a nossa versão adaptada conhecida como “tapa-cofrinho“.

Para quem não sabe o que é, relembrando, é uma peça de roupa que os japoneses usam para aquecedor a barriga (outro país, outro clima, outros costumes). A gente viu potencial nesse pedaço de tecido, mas com a finalidade de esconder dos outros o que as calças baixas cismam em mostrar.

A ideia fez o maior sucesso na época e a gente decidiu reeditar o passo-a-passo com o pessoal do UOL Estilo. Dias quentes, volta às aulas, pessoal andando de bike, piqueniques no parque – não vão faltar oportunidades para usar e aderir.

Ah… Respondendo a uma dúvida que apareceu nos comentários, sobre o acabamento na parte cortada, a gente optou por não fazer nada. Em geral, as camisetas não desfiam. O que vai acontecer é dar uma enroladinha, mas para a gente está bom assim. Quem quiser dar uns pontinhos também vale!

Link para o vídeo no UOL
Link para o nosso post de 2010

18 mar 13
reciclagemtricô e crochê
Faça crochê com suas camisetas velhas
por Andrea

fio-de-camiseta_title-1

Hoje vou mostrar como usei camisetas velha para fazer lã de malha… ops, digo cordões de malha que servem fazer crochê (também dá para fazer macramês, tricô, etc).

A malha da camiseta vira um fio grosso, encorpado e meio elástico, que faz o trabalho render bastante. Com agulha grossa, dá para tecer sacolas, tapetes, descanso de panelas, pufes, almofadas ou o que mais você inventar. Maxi projetos!

Bem, as receitas com cordão de camiseta ficam para um próximo post. A ideia hoje é começar do começo e mostrar como extrair os cordões de malha. Separe todas as camisetas velhas que tiver em casa! Quanto maiores melhor, vale  até aquelas com pequenas manchas e furos. Também vamos precisar de uma tesoura bem amolada ou um cortador circular com base. Vamos lá!

 

cami1

Sim, é possível reciclar qualquer camiseta! Mas vou dar a real. As que são os melhores cordões são as lisas (sem grandes estampas silkadas ou bordadas) e sem costura lateral. Buáaaaa, mas as camisetas sem costura são as mais difíceis de achar!!! Sem problemas, pode usar suas camisetas silkadas e costuradas na lateral sim, apenas tome cuidado para não cortar tiras muito finas pois as costuras podem abrir. Mostrarei um exemplo disso  no final do post.  Nenhum impedimento, só legal sempre avisar ;). E se a malha for silkada os cordões vão enrolar menos nas áreas cobertas com a tinta.

 

cami2

Primeiro dobre a camiseta até que uma das laterais fique a mais ou menos 2,5 cm da outra. Esta parte da camiseta não vai ser cortada neste primeiro momento.

Agora corte uma linha bem reta logo abaixo da costura das duas axilas. Faça o mesmo na barra da costura inferior. Você terá um retângulo tubular dobrado.

 

cami3

Hora de fazer as tiras! Com uma tesoura bem afiada (eu disse BEM afiada) ou cortador circular, corte a malha em tiras de 2,0 a 2,5 com em toda a largura. Se sua camiseta tiver costuras laterais sugiro fazer as tiras mais grossas, para não correr o risco da costura desmanchar.

 

cami4

Hora de abrir a camiseta! Desdobre  a malha e posicione a lateral que não foi cortada para cima. Marquei com caneta de tecido roxa onde o corte deverá ser feito.

 

cami5

Faça um corte diagonal  com a tesoura para ser a ponta do seu cordão. Separe do resto.

 

cami6

Agora é hora de separar todos os fios. Marquei com a caneta roxa para que você consiga visualizar as linhas diagonais onde deverá ser cortado. A ideia é ligar a tira de cima com a tira logo abaixo. Assim você terá um fio contínuo de malha sem emendas! Nenhuma mágica, apenas um corte estratégico :).

 

cami7

Feitos todos os corte diagonais você terá este ‘fetuccine’ de camiseta!

O toque final é deixar os cordões enrolados esticando bem todo o comprimento dos fios para que fiquem com formato tubular.

 

cami9

Um parêntese. Veja este exemplo de cordão feito de camisetas com costura lateral. Por isso eu recomendei lá no início que as tiras não sejam cortadas muito finas, lembra? Ninguém quer um fio que se desmanche na hora do trabalho, certo?

 

cami8

Por fim, basta enrolar o cordão em formato de bola, assim fica bem mais fácil para guardar. Não sabe como fazer a bola que não desenrola, com o fio saindo do centro?  Veja este video e aprenda.

Oba! Agora é só buscar projetos fazer usando os seus cordões de camiseta. Eu já tenho algumas ideias mas a aguardo mais sugestões de vocês. Quer começar agora mesmo? A gente já ensinou a fazer um maxi colar de camiseta reciclada que é fácil fácil .

E agora um pequeno manifesto: Coloque a mão na massa e faça seus PAPs!

De ideias legais a web está cheia, mas testar para ver se realmente dão certo é outra história. A  Internet está cheia de projetos que parecem super legais mas na hora de fazer de verdade, na vida real, epic fail!! Então vou aproveitar o post de hoje para lançar um manifesto para quem como nós, bloga sobre crafts. Vamos nos empenhar para mostrar em nosso blogs projetos reais, com fotos de trabalhos que foram feitas por nós mesmas mesma ao invés de replicar fotos de projetos gringos com fotos lindas. Dá muito mais trabalho, claro, mas o resultado é muito mais legal. Demonstra que você realmente dedicou seu tempo para produzir algo, que testou, que tem uma opinião e dicas construtivas que podem ajudar outras pessoas.

Então, vamos colocar a mão na massa de verdade :) ?