21 mar 07
costura
DIY: Porta lenço de papel
por Andrea

tissue holder | passo #7

Uma frescurinha para guardar o seu pacote de lenço de bolso. Recomendo para aquelas que acabaram de ganhar uma máquina de costura e querem algo para estreiar a bichinha com o pé direito.
Também pode ser um presente rápido para aquela sua amiga que curte presentes handmade. Ou algo para se fazer com aquele monte de sobrinhas de tecido estampado.

Então vamos lá. Este modelo está no tamanho certo para aqueles pacotinhos de papel Softy’s, de bolso, os mais comuns de se achar em farmácias aqui no Brasil.

O PORTA LENÇO DE PAPEL DO SUPERZIPER

tissue holder/ passo1

1. Materiais necessários

01 Quadrado de tecido de algodão de 16 por 15 cm
01 Quadrado de entretela colante do mesmo tamanho
02 tiras de viés de algodão 15 cm
Linha branca de algodão
Tesoura normal e de picote (opcional)
Ferro de passar
Máquina de costura

tissue holder/ passo2

2. Cole a entretela no verso do quadrado de algodão, usando um ferro de passar bem quente. Preste atenção para colocar o lado da cola no tecido, senão vai grudar no seu ferro e fazer uma grande meleca :-P. Dica: Opcionalmente, com a entretela já colada no tecido, apare as laterais com tesoura de picote para evitar que o tecido desfie !

 

tissue holder/passo3

3. Aproveite que você está com o ferro ligado e passe as duas tiras de viés dobradas ao meio para facilitar sua vida na hora da costura à maquina. Pesponte o viés nas duas laterais de 15 cm do quadrado, para que não saia do lugar (eu faço assim, se você for craque pode pular esta parte).

 

tissue holder/ passo4

4. Pregue oas duas tiras de viés à máquina em cada uma das duas extremidades com a linha branca a 0,5 cm da borda. Vai ficar como na foto acima.

 

tissue holder/ passo5

5. Com o tecido do avesso e costure as 2 laterais que sobraram virando-as para dentro e deixando uma abertura central, conforme foto.

tissue holder/ passo6

6. Vire a peça e passe a ferro para dar o acabamento final. Recheie com lenços de papel !

 

tissue holde/ passo7

DICAS :
# Use cores e estampas contrastantes de tecido e viés. Pense em colocar apliques para dar o seu toque pessoal.
# Se você não tem máquina, nada impede que você faça as costuras a mão. Que tal usar feltro duplo? Não desfia e dá uma boa rigidez à peça. Mas cuidado na hora de lavar.
# Gostou ? Confira também este tutorial ótimo que ensina a fazer um porta lenço de papel um pouco diferente, sem viés e com forro de tecido no lugar da entretela.
Eu optei por mostrar este modelo por preferir o meu mais durinho. E está no tamanho certo para o pacote de lenço de papel brasileiro mais comum.

Se resolver fazer um destes me escreva. Adoraríamos saber como ficou o seu!

* * * * * * * * * *
Também no Superziper: Para quem gosta de ganhar presentes handmade, o vidrinho craft é uma ótima idéia para presentear aquela sua amiga crafiteira.

20 mar 07
costura
Chapéu de feltro para boneco
por Claudia

Eu ganhei um sapinho que é um rádio fm. É desses de 10 reais. Mas sei lá porquê esse modelo tem olhos saltados, que ficam pendurados por molas. Ou seja, qualquer movimento na mesa onde está o radinho, os olhos ficam pulando(!?). Como isso estava me distraindo, eu resolvi fazer um disfarce pra ele. Olhei meu sapo e achei que combinaria muito bem com ele um chapéu de chuva, desses que o Paddington Bear usa (foto aqui).

Só tinha um problema… como começar. Não sou muito estudiosa e dedicada para projetos de costura, gosto mesmo é de sair fazendo. Então, antes de cortar o feltro, minha matéria prima favorita, eu achei que valeria a pena tentar fazer antes um chapéu de papel.

Como fazer? (esse é o meu método, tá? Devem existir outros mais inteligentes)

1) Pegue uma revista ou jornal e comece a recortar as partes do chapéu no olhômetro mesmo.

2) Não faz mal se errar. Se ficar maior, você recorta. Se ficar menor, você começa de novo :-)

3) Monte as partes com durex.

4) Se ficou como esperava, desmonte com cuidado e separe as partes.

5) Coloque em cima do feltro e recorte com a tesoura. Se quiser você pode usar aquele giz de tecido. Eu pulo essa etapa e vou direto recortando com a cara e com a coragem.

6) Costure as partes de feltro usando um ponto que você se sinta confortável. Aqui eu usei esse bem facinho. E ainda escolhi a linha em uma cor contrastante de propósito, pra marcar mesmo o pesponto aparente.

7) Aqui eu estou juntando a parte de cima com a aba. Mais uma vez usei um ponto simples e aparente.

8) Nessa última etapa, eu virei o chapéu do contrário e costurei a ponta. Se eu fizesse uma costura linear, o chapéu ficaria meio esquisito e não teria o formato que eu esperava. Então eu fiz uma costura em formato de semi-círculo e resolvi o problema – cliquem na imagem para ampliar. No caso desse radinho, eu deixei uma abertura na parte de cima para passar a antena. Mas aí cada caso é um caso.

9) E assim ele ficou… Protegido da chuva e do tempo feio de Londres :-)

 

20 mar 07
inspiração
Revista Non-no
por Andrea

Sabe aquelas coisas que você descobre num belo dia e começa a amar pra sempre ? A minha é a Non-no, uma revista japonesa sobre moda jovem que venho colecionando desde 2000.

Non-no set

O legal desta revista é que serve como um mega catálogo de tendências de moda, e quando digo moda, entenda-se roupas usáveis, lindas e de toda o dia. A Non-no não traz nada mega produzido como a Vogue ou Elle. Nem o extremo de Harajuko de uma FRuits ( se você não sabe o que é a Fruits, corre e veja na Wikipedia). Traz roupas de gente “como a gente”, que gosta de usar jeans e camiseta, mas com um estilo bem feminino e kawai. Dá muitas idéias de combinações para o dia-a-dia, pra ir pro trabalho, faculdade. Mostra o que combina (ou descombina) com que. Dicas de sobreposições e cores. Sempre traz especiais maravilhosos sobre acessórios, cortes de cabelos lindos e maquiagem. E fotos, muuuuuitas fotos. E ilustrações fofas. Há um mundo a se explorar nas páginas da Non-no.

O mais impressionante é que folheando minhas Non-no de uns 3 anos atrás vejo tendências que estão na moda só AGORA qui no Brasil – sim, já faz alguns anos que elas mostraram páginas cheias de skinny jeans, blusas largonas com cinto por cima, vestidinhos tipo bata e sapatilhas de balé !

E a Non-no nos mostra que no Japão também tem suas ditaduras estéticas. Por exemplo, lá você precisa ter cabelo descolorido, vale ruivo queimado, chocolate ou loiro. E repicado. Praticamente não existe japonesa de cabelo pretão nas páginas da Non-no.

Aqui em São Paulo você só encontra a Non-no nas livraria da Liberdade, como a Fonomag (R. dos Estudantes) ou na Sol Nascente (R. Galvão Bueno) por aproximadamente R$ 20,00, mas varia conforme o preço do dólar. Chega sempre um mês atrasada aqui no Brasil. Já vi edições passadas bem baratinhas, em promoção.

É uma revista que vale a pena colecionar, se você curte moda ou se está apenas atrás de idéias práticas para dar uma renovada no seu guarda-roupa. Mesmo que você não entenda lhufas de japonês.

E já que estamos falando de moda-japão veja o que o povo de lá anda usando – HARAMAKIS, ou cobertor de barriga. Inútil ? Bem, depois de ler a matéria e ver as fotos eu acho que quero um sim!

19 mar 07
casa craftoutras técnicas
Um tapete de maxi pompoms
por Andrea

Agora que você está viciada em fazer pompoms, graças a este método mostrado aqui no blog na semana passada pela Cláudia, deve estar pensando: o que faço com tantos pompoms ? Como uso os milhares de pompoms que vão invadindo a minha sala, o meu quarto, e a minha cozinha ?
Para resolver este “problema” do vício em pompoms lembrei desta idéia, que vi há algum tempo atrás num livro genial chamado Crafitivity.

Pompom rug from Crafitivity

O delicioso TAPETE DE POMPOMS!
O que me atraiu neste projeto é a textura (imagine passar as mãos em um mar de pompoms fofinhos e gigantes, hummmmm) e a possibilidade de combinar várias cores (as da foto são lindas mas você pode soltar a imaginação em temos de cores e tamanhos).
E o melhor de tudo é que você pode aproveitar todos os restos de lãs que estão lotando a sua gaveta, ou seja, você recicla material e ainda ganha uma casa linda.

Vale a pena ir atrás deste livro. É importado mas você sempre pode pedir pela Internet ou encomendar em alguma livraria grande como a Cultura. A foto fica aí pra te inspirar.

Superziper ♥ POMPOMs

UPDATE 22/03/2007: Eu comprei este livro ontem. Estava andando por acaso na Paulista depois do trabalho e resolvi entrar na Cultura a procura de um manual de Photoshop CS2. De repente não é que dou de cara com o Craftivity na estante de manualidades. Comprei na hora, acho que era destino. Não me arrependo nem um pingo ! Traz textos inpiradores, tutoriais básicos e fotos lindas de projetos de virar a sua cabeça. Ensinam a fazer desde o tapete de pompoms da foto, uma cama (!) até uma escultura de musgos. Estou devorando este livro. ” We make things for two reasons: Pleasure and because WE CAN”, Tia Carson.

UPDATE 06/06/2008: O pessoal do fórum do Superziper discute alternativas e idéias de como prender os pompons uns aos outros para executar essa idéia do tapete. A discussão foi tão longe que já deram até idéia de usar os pompons para fazer um colar. Informe-se aqui!