16 mar 13
costuraoutros bla bla blas
O uso secreto do alfineteiro
por Claudia

alfineteiro de tomate

Essa acho que poucos que passam por aqui sabiam. Eu mesma só descobri há pouquíssimo tempo.

Você sabe para que serve esse pingente de morango que costuma vir pendurado nos alfineteiros? Tem o lado decorativo, claro, mas tem uma função específica. Alguém imagina?

Utilidade do moranguinho

Quando comprei um desses clássicos nos EUA, reparei que a embalagem dizia with strawberry emery, traduzindo, com esmeril (no formato) de morango. Eureca! Então ele servia para alguma coisa… Como nunca tinha reparado que ele era mais pesado e tinha outra textura?

O morango é recheado com uma espécie de areia que serve para lixar a ponta da agulha ou alfinete. Ao colocar e tirar um alfinete, ele ficará limpo e mais afiado.

Quem tiver um, vai lá buscar e faz o teste! Quem está para fazer um, vale a pena incluir um pingente assim no projeto!

15 mar 13
fashionreciclagem
Um colar que virou quatro
por Claudia

colares-pulseira-novos

Apresento a vocês minhas novas criações:  dois colares e duas pulseiras que montei reaproveitando de um único colar comprado a preço de pechincha na 25 de Março. Não acreditam? Aqui está o original.

colar-comprado

Eu provavelmente nunca usaria um colar assim. Acho que é muito over, pessoalmente sempre gostei mais de peças minimalistas e delicadas. Essas pedras coloridas, grandonas, a mistura de materiais, não rolaria. Mas assim que bati o olho, vi potencial nos pássaros! Como paguei apenas R$ 5,00 achei que valeria a pena levar para desmontar e criar algo novo. E foi o que fiz.

colares-desmontando

Munida de um simples alicate, comecei a desmontar tudo, peça por peça.

colar-desmontado

Veja quanta coisa tinha num só colar!

colares-materiais

Agora é hora de recombinar tudo e montar! Para isso usei alguns materiais que tinha em casa, como arame, lã natural e um próprio colar de contas de madeira.

colares-resultado-final

E do colar original resultou nisso: quatro novas bijus, de estilos diferentes!

Alguns comentários:
– Comecei pela pulseira dourada com pingente de pássaro. Nela usei o fecho original e todos os elos de corrente necessários.
– Com os elos que sobraram, fiz o outro colar de pássaro. Usei uma tira de couro para completar o que faltava. Fiz num tamanho mais longo para passar pela cabeça sem precisar de fecho.
– Um dos galhos eu usei junto de um colar de contas de madeira que tinha em casa, achei que combinava. Ao invés de desmontá-lo para deixar o fecho para trás, como e tradicional, optei por prender o enfeite em uma das ponta e usei o fecho do próprio colar virado para frente.
– Por último, o outro galho ficou quase sem peças para usar na montagem de algo novo. Improvisei bastante, usando como colar um pedaço de lã merino rústica. Para o fecho, usei uma das contas douradas do colar original. E prendi tudo enrolando arame.

 

E aí, gostaram? Qual das bijus vocês acharam mais legal? Já recriaram suas bijus? Contem pra gente, adoramos ouvir histórias de projetos :)

12 mar 13
fashion
DIY Aplicando tachas e spikes
por Andrea

IMG_6376

Hoje o assunto é aplicação de tachas e spikes! Sim, estes apliques de metal já existiam nos armarinhos há um bom tempo mas ultimamente viraram febre. Todo mundo quer dar toques metálicos em roupas e acessórios. Achamos que é uma maneira super válida de dar uma alegrada a peças que já estão meio cansadas no armário. Aderimos!

Primeiramente, vale a pena falar que existem certos tecidos que facilitam a aplicação manual das taxas. O jeans é um deles pois é grosso e sustenta bem os penduricalhos. Blusinhas muito ‘molengas’ podem não aguentar o peso das tachas e ficarem repuxadas, sem caimento Camisetas de malha mais firme podem ser legais, dependendo da quantidade. Minha dica de primeira aplicação é mirar no jeans, pois não tem erro. Vale calça, jaqueta, camisa… A gente foi de shorts!

Como as tachas estão na moda, hoje existe hoje a opção de comprar um saquinho de tachas em armarinho ou usar um kit pronto, que vem em embalagem fofa e  com aplicador. Cada uma de nós testou um tipo, no estilo faça-você-mesmo, a aplicação de tachas. Quer ver?

tachinhas-passo-a-passo

Opção ‘roots’ e baratinha: Pacote de 30 tachinhas sem marca, nos melhores armarinho

Estas tachas são do Bazar Odete de Santos. O pacote com 30 tachas saiu por apenas…. R$ 3,50! Mas já dá para encontrar fácil os saquinhos em armarinhos e lojas de aviamentos da 25, do Bom Retiro… Elas estão super na moda! Pergunte por spikes, tachas e rebites de aplicação manual pois existem também versões para aplicação com balancim.

1. Repare que cada tacha tem 4 ganchinhos. São eles que vãoprendê-la no tecido.

2 .Planeje bem antes de aplicar! Para manter a simetria nas aplicações em linhas retas, é  sempre legal colocar  primeiro uma tacha no meio da linha imaginária  e depois distribuir quantidades iguais de tachas nas metades.

3. Para fazer curvas e desenhos, marque pontinhos onde as tachas irão usando um lápis de cor clara (se o tecido for escuro) ou  próprio para tecido.

dicas-customizacao-jeans

4. Para aplicar a tacha basta, pressioná-la contra a trama do tecido. Ela deve furá-lo sem rasgar.

5. Hora de fechar as garrinhas. Com ajuda de um objeto como um alicate ou até um lápis velho, é so dobrar os 4 ganchinhos, um por um. Isso vai exigir uma certa forcinha na mão e é capaz dos seus dedos reclamarem depois de aplicarem meia dúzia de tachas.

6. Se errou o lugar da tacha, não tem problema. É so abrir os ganchos com uma pinça  e recolocá-la.

7.  Um detalhe final. Nosso shorts teve a barra lixada, para dar aquele aspecto desgastado.  Fica a dica extra!

IMG_6349

Opção conveniente e fofa : Kit de tachas Custom Easy

Este kit é um produtinho super prático feito especialmente para este tipo de customização rápida. A vantagem é basicamente o charme: vem com um aplicador rosa(!) e 50 tachas em cores (dourada, prata, rosé)  e formatos (redonda, quadrada, spike) a escolha. Achamos um produto bem conveniente. Porém achei o preço (R$ 22,00 na Renner) bem salgado! Me disseram que os grandes armarinhos também já têm o kit a um valor um pouco mais barato.

IMG_6357

A aplicação é igualmente  manual, como nas tachas roots. O aplicador rosa até ajuda um pouco mais na hora de fechar as garrinhas. Mas sério, eu achava que ele fechava as 4 garras de uma vez para a aplicação ser mais rápida. Nananinanão. Você tem que  encaixar cada uma garrinhas no centro do aplicador e empurrar, uma de cada vez.  Nada que que não possa ser feito perfeitamente com um alicate, né?

Mesmo assim acho que  o kit é simpático, pois é fácil de achar, vem com aplicador e embalagem fofa. Eu acho uma boa apresentação algo bem legal, principalmente para as novatas que estão se aventurando agora no mundo das customizações.

Vejam o resultado final das nossas duas aplicações:

IMG_6378IMG_6375

As tachas de armarinho do shorts da Cláudia (a esquerda)  e as minhas (a direita) do kit Custom Easy.  Já lavei o shorts e as tachas continuam lá, certinhas- tinha um certo receio que talvez sairiam na lavagem a máquina.

E então, alguém por ai já testou o kit de tachas? O que achou ? Vale a pena pela conveniência? Ou melhor ir no baratinho roots? Onde mais aplicariam suas tachinhas?

 

11 mar 13
casa craftreciclagem
PAP: mini-vaso de rolha
por Claudia

mini-vaso-rolha-abre

Para comemorar o renascimento do meu Dremel – uma mini-furadeira para trabalhos manuais e afins – fiz este projeto de mini-vasinho de plantas usando rolhas. Provavelmente vi uma foto de algo assim no Pinterest e fiquei com a vontade na cabeça. Aliás, isso me lembrou de uma coluna que saiu na Folha esses dias (dica da Emy) sobre originalidade e plágio – leitura recomendada para quem curte esse papo sobre criação, criatividade e criptomnésia (lá ele explica o que é isso!).

Enfim, voltando. Mesmo quem não tem o Dremel pode fazer, não precisa se intimidar. Só vai precisar um pouco mais de tempo e habilidade. Eu usaria um estilete ou faquinha para cavar e depois uma lixa comum para dar o acabamento.

mini-vaso-rolha-etapas

Sobre a escolha das plantinhas, uma boa pedida é colocar as suculentas, que resistem melhor e se viram bem com pouca água – além das infinitas variações e tipos. Se você tem alguma em casa, dá para transplantar um pedacinho, elas normalmente criam raiz fácil. O vaso é tão pequeno que um galho já enche o espaço todo!

No meu par de vasinhos que vocês podem ver aqui na foto, usei outros tipos de plantas. Nada de especial. Busquei aquelas graminhas que nascem nos vasos das outras plantas sem serem convidadas, sabem? Algumas são bem bonitinhas, outras meio pragas, sempre reparo nelas. Afastei a terra com um palito, para não machucar a raiz e replantei no novo vaso. Imagino até que por serem assim invasivas, elas terão boas chances de se adaptar bem ao novo ambiente! Vamos ver.

Bem, é só isso, fácil assim! Se não tiver nenhuma rolha guardada na gaveta, taí um motivo para abrir um vinho hoje à noite :)

mini-vaso-rolha-fim

Página 60 de 285Primeira...5859606162...Última