16 set 11
costura
Perdendo o medo da máquina: enrolado e tenso
por Andrea

(Com Pat e Eli, do Rainhas da Costura, vai lá aprender a costurar ao vivo.)

problemas mais comuns

Costureiras novatas do meu Brasil, quem nunca passou por isso ?

Você senta para costurar toda feliz e contente.  Pisa no pedal e o ponto ‘parece’ que ficou ok porque a parte de cima, visível, tá linda. Mas na hora  que vira o tecido do avesso, pânico: a linha criou vida própria e ficou toda solta, ou pior, embolada na parte de trás. Frustração e ira ….Além de um mega desperdício de material.

problemas mais comuns

A Pat, do Rainhas da Costura, compartilhou uma regra boa para descobrir onde está o erro. Assim ó:

Sempre que a linha fica solta ou embolada só na parte de trás do tecido,  o problema provavelmente é na passagem da linha na parte de cima da máquina.

No caso acima o ponto todo frouxão porque ela propositalmente esqueceu de passar a linha por aquele bracinho de metal sobe e desce (veja onde ela aponta com o dedo na foto). Então  fica a dica, se a costura estiver  toda problemática e embolada só no verso, cheque se cumpriu todo o caminho da linha na parte superior máquina.

IMG_4359

Se o ponto não embola mas fica todo solto, desmanchando,  geralmente o problema é a linha da bobina, que foi mal passada. Veja se não esqueceu de enganchar o o fio naqueles dois dentinhos da caixa. Isso é um vacilo bem comum das costureiras de primeira viagem.

Calma que os problemas não acabaram ainda. Também pode acontecer do ponto ficar aparentemente  ruim e repuxado tanto atrás como na frente,  vejam as fotos seguintes:

problemas mais comuns

O que aconteceu aqui é que tentamos costurar um tecido fino com a máquina ajustada numa tensão muito apertada.

problemas mais comuns

O botão que regula a tensão é este, que fica na frente de todas as máquinas de costura mais próximo ao encaixe da agulha. Nas máquinas domésticas, ele geralmente  cobre  uma mola que puxa o fio e dá a tensão do ponto.  Já nas industriais a mola fica bem visível, como na foto acima.

Ajustamos a tensão e fomos testando em um retalhinho até chegar numa tensão ideal.

IMG_4198

Resumo da ópera. Se seu ponto sair todo esquisito, embolado, repuxado, cheque direitinho a passagem de linha antes de estressar e pensar em levar a máquina na assistência técnica.  Na grande maioria dos casos o problema não é a máquina e sim um simples fio que voce deixou fora do caminho.

Mas fiquem tranquilas que costura é aquele tipo de coisa que a prática leva sim à perfeição. Quando estiverem acostumadas  a pilotar a suas máquinas da pra saber, só de ouvir um barulho estranho, em qual parte a linha foi mal passada.

Ajuste a passagem da linha com atenção  e força no pedal :)

 

13 set 11
craft tour
Guia de endereços craft em NY
por Andrea

IMG_2545

Atendendo pedidos, aqui vai um post gigante com dicas de lugares craft para visitar em NY. Como temos muito material resolvi fazer um resumão e soltar tudo de uma vez. Se quiserem depois eu subo posts específicos sobre os lugares específicos, ok?

Visitar NY  com um olhar craft era um sonho nosso desde  que o Superziper era um blog bebê. Decidimos seria este ano e arrumamos as malas para a cidade. Fizemos a lição de casa e chegamos lá com uma lista de endereços certeiros recomendados por amigos e outros que achamos na web. Nosso prazo foi uma semana para conhecer tudo. Mapa na mão e muita bateção de perna, cumprimos o circuito em Manhattan e algumas parte do Brooklyn. Estas são as nossas dicas:

Desktop34

A Lion Brand Studio (34 W 15th Street, New York, NY 10011) é um misto de loja, escola e show room da Lion Brand, uma marca de fios super tradicional no mercado norte-americano. Tricoteiras, tomem um calmante chá de camomila antes de cruzarem as portas desta loja. Tudo lá é de tricô, a começar pela vitrine (olha a foto que abre o post), toda trabalhada nos mínimos detalhes com ícones típicos da cidade. Na loja só entram fios da Lion mas eles também vendem muitos  acessórios bacanas de outras marcas e livros de tricô e crochê.  Todas as funcionárias sabem tricotar e dão boas dicas para as iniciantes meio inseguras sobre qual a melhor lã para isso ou quantos novelos levar daquilo.

Desktop32

Se planejam visitar a cidade em Junho não deixem de ir à  Renegade, uma mega feira de crafts que acontece  todo ano em um parque no Brookly. São 300 barracas espalhadas pelo parque vendendo desde roupas, até ecessórios, papelaria e decoração. Tudo handmade  Nosso principal objetivo da viagem era visitar esta feira. Felizmente não nos decepcionamos. Sabe aquele nível máximo de lindeza. Na Renegade você vê tudo aquilo que tem no site Etsy ( onde a maioria dos expositires tem loja virtual) ao vivo e as cores.

E se estiverem no Brookly, não deixem de passear Bedford Avenue em Williamsburg, a rua mais bacana de todas. Um point com várias lojinhas charmosas, livrarias, cafés, restaurantes e brechós. Para passar uma tarde inteira!

A Wool and the Gang  (melhor nome de loja ever ?) (98 Thompson Street New York, NY 10012) é uma loja de tricô descolado (Hipster ? Fashion? ), que vende kits de projetos de tricô. Funciona assim ó, você escolhe a peça que quer fazer e a vendedora coloca num saco de papel lindo tudo o que você precisa para o projeto, desde a receita, até as agulhas e novelos na quantidade certa. A loja é minúscula, mas tem um conceito bem interessante: só entram fios e agulhas grossas, tudo da própria marca. Então, não esperem encontrar por lá lãzinha fina para manta de bebê em tons pastéis. A ideia é tricotar rapidinho, sem perder muito tempo no projeto.

A Tender Buttons (142 East 62nd St, New York, NY 1065 ) é especializada em botões. A loja tem um estilo antigo, bem peculiar. Já escrevemos sobre a nossa visita à Tender por aqui.

Desktop33

A Purl Soho (459 Broome Street, New York, NY, 10013) é, um lugar de sonho. Se vocês já babam com as coisas no blog deles, o Purl Bee, ao vivo a experiência é cem vezes melhor. A loja tem simplesmente do tamanho certo. Tem materiais selecionados de excelente qualidade para várias técnicas manuais, em especial para tricô, bordado e patchwork. E promovem cursos e oficinas no local.  Será  loja de crafts mais legal do mundo? Se der para medir isso pelo nível de empolgação criativa que cada lugar nos causa a Purl Bee ganhou de todas as outras. Saímos de lá enlouquecidas com vontade de fazer tudo e muito mais.

Desktop31-1

Uma área que a gente acabou conhecendo meio sem querer é o Fashion Center.  Não tivemos muito tempo para explorar a região pois chegamos num horário ruim, quando poucas lojas estavam abertas. Imagino que é lá que os estudantes de moda vão comprar materiais porque é o mais próximo em conceito do nosso Bom Retiro. Visitamos  a Daytona Trimmings (251 west 39th St, NY, 10018), uma lojinha de aviamentos que tem de tudo um pouco. Paredes e mais paredes de fitas separadas por tonalidade, botões de todos os tipos imagináveis e um estoque de moldes  de roupa vintage por meros dois dólares. Lugar perfeito para quem gosta de ficar horas garimpando coisas legais a preços amigos.  Na mesma rua também vimos muitas lojas de tecidos para vestuário. Merecia uma exploração mais a fundo, quem sabe numa próxima visita.

fotos NY Andrea 21

Além das lojinha pequenas e independentes NY também tem seus supermercados craft. Visitamos uma  loja da rede Michaels (808 Columbus Ave New York, NY 10025). Este endereço era meio fora de mão para gente que ficou hospedada no Bowery,  em Downtown. Mas super valeu a viagem pois foi só lá que encontramos a clássica tesoura Gingher. Eles também tinham uma boa variedade dos produtos da Martha Stewart Crafts, como cortadores de papel super diferentes e que são cobiçados por aqui  mas chegam com um preço muito caro. Notaram que o carrinho de compras da loja era  de crochê e o porta bikes encapado com tricô?

Algumas dicas finais para quem vai para NY:

* Traça?  Tenta dar um pulinho na livraria  MCNallY Jackson  (52 Prince Street , NY, 10012)  já comentamos sobre ela aqui.

* Estilo cycle chic?  Visite a Adeline Adeline (147 Reade Street, New York, NY 10013), uma loja de bikes e acessórios só para mulheres. Mas achamos o site deles mais legal que a loja. Se você gosta de bikes vá para, Downtown pois nesta área se vê bicicletas lindas estacionadas pela rua. A cada esquina um pedal e um suspiro.

* Pausa para um sorvetinho? Ao cruzar com algum caminhão amarelo da VanLeeuwen experimente um dos sabores, sem pestanejar. Em Williamsburg-Brooklyn achamos tanto vans como uma loja da marca.

Numa viagem para uma cidade como NY, planejar compras é importante. Como a tentação consumista é gigante cuidado para não pirarem comprando tudo que vê pela frente. É sempre bom ter uma listinha (nem que seja mental) do que quer.

O mais interessante de visitar lugares incríveis é a inspiração criativa que fica. A cada visita nosso leque de referência aumentou e a inspiração só aumentou. Isso é o mais importante do que tudo numa viagem, pelo menos é o que agente acha :).

Aposto que quem já visitou NY tem mais dicas. Todas serão super bem vindas!

05 set 11
costura
Perdendo o medo da máquina: Socorro, viés
por Andrea

tela_video_costura_2-1

Chegou a hora de encarar o temido viés. Sei que muita gente estava esperando este post, então vamos direto ao que interessa. Quem nos ajuda a mostrar desta vez é a Eli que, junto com a Pat, ensina iniciantes a perderem o medo da máquina ao vivo e a cores no ateliê do Rainhas da Costura #vailá.

A colocação do viés é  basicamente feita em duas costuras, uma do lado avesso e uma do lado direito do tecido.

Desktop27-1

Primeiro, posicione  a fita de viés aberta a aproximadamente 0.5 com da borda, do lado avesso do tecido. Use alfinetes para segurar o viés no lugar, se achar necessário. Passe costura reta  na dobra do viés aberto, como mostra a foto acima. Não esqueça de dar alguns pontos de retrocesso no início e no final da costura.

Desktop28

Terminada a costura no lado avesso, vire a peça para o lado direito e dobre o viés de forma a cobrir a lateral e a linha de costura que foi feita na parte de trás.

Desktop29

Passe uma linha de costura reta agora pela frente, bem próxima à borda lateral do viés. Use o centro do pé calcador como guia para a sua costura sair bem reta e não desviar da borda. Vá devagar com o pé leve no pedal,  pois esta costura final é que  vai segurar o viés no lugar. Faça o retrocesso no final para segurar tudo no lugar. Corte a linha.

Se quiser uma forcinha extra  com o viés, aqui vai um video com a eli explicando passo-a-passo. Impossível não conseguir agora :).

vies_frente_verso

Espiem só o resultado, na frente e  no verso do tecido.

Este viés que usamos é industrializado,  mas é possível fazer  a sua própria fita de viés em casa, com o tecido que você quiser, cortado a 45 graus.  Mas este assunto  é mais complexo e vai ficar para um próximo post, ok ?

vies_final
Tcharã! É mais fácil que você pensava, não é mesmo?  Acho que o segredo é conseguir costurar bem retinho e próximo à borda do viés. A prática leva a perfeição, meninas!

Estão se aventurando melhor com suas máquinas de costura ou ainda sofrem uma taquicardiazinha básica ao pisar no pedal? Me contem se as dicas que rolaram por aqui  estão sendo úteis. Já mostramos como franzir tecido e como colocar lastex.   O que vocês sugerem para o próximo ?

E se as dicas empolgaram você quer ir além,  super indico uma visita ao site das  Rainhas, Pat e Eli. Eles têm aulas avulsas individuais e oficinas criativas  – para sair de lá com uma peça pronta numa tarde. Mostrando que costurar  não precisa ser  mais algo chato e nem demorado, ainda bem :)

 

31 ago 11
outras técnicasoutros bla bla blas
Ideias com washi tape
por Andrea

Atualizados recentemente21

Quando estive no Japão há alguns anos fiz a rota das papelarias e lojas de materiais de artesanato. Hiperventilação constante e garantida. Numa destas conheci a washi tape, uma fita crepe adesiva feita de papel arroz. Foi amor a primeira vista! Na época, meu veredito foi que a washi  é um tipo de decotape evoluída, muito mais estilosa e versátil. Só fiquei triste de não ter acesso ao produto aqui no Brasil. Mas recentemente notei que as washis têm sido tema de post em vários blog legais lá de fora. Tomara que não demorem muito para chegar por aqui.

Eu estou encantada com as washi tapes por vários motivos:
* As cores e estampas são divinas e algumas vêm em larguras variadas (são 83 tipos, díficil escolher);
* Têm transparência do papel arroz, uma textura fina e delicada, que possibilita sobreposições de cores muito legais;
* São de papel e permitem que se escreva por cima delas, podem até virar etiquetas;
* São reposicionáveis e não deixam resíduo de cola (alô indecisas);

Possibilidades criativas infinitas à vista! Recentemente comprei alguns washis pela internet e  ainda recebi os dois sets acima direto do Japão, do fabricante mt masking tape – pioneiros nas fitas de papel arroz e com as estampas mais bonitas. Registrei alguns projetos para compartilhar aqui:

Atualizados recentemente22

O washi tape é muito versátil para criar embalagens personalizadas. Dá tanto para colar por cima do papel de presente como acrescentar pequenos detalhes a tags e cartões.

Atualizados recentemente23

Outro uso legal do washi tape é na decoração de ambientes. Eu colei washis verde limão e rosa choque no tampo da minha mesa. O resultado não é o que podemos chamar de discreto mas eu adorei. Tô numa fase flúor, perceberam?

Apliquei algumas também na capa do notebook. Desta vez deixei o neón de lado e usei as fitas do kit que ganhei da mt, com cores e larguras diferentes. Achei uma ótima sacada disponibilizarem estes kits prontos com combinações de cores e larguras mais inusitadas.

washi tape

E olha só, super dá para colar washi tape na parede, sem medo de ser feliz. Ela não deixa resíduo de cola e muito menos arranca tinta na hora da retirada. Para dar um toque de cor numa parede tediosa.

Onde ? Quanto ?

Encontrar a washi tapes aqui no Brasil ainda é um problema. Como tudo chega por aqui com impostos pesados de importação eu acho que ainda sai mais barato comprar pela Internet e esperar.

Encomendei algumas (a verde limão e a pink) por 4.5 doláres a unidade + frete na Omiyage lojinha da Marisa, que além de ser super simpática fala português. Ela tem um blog  e dá varias outras ideias de uso do washi tape. No Etsy também tem várias lojinhas que vendem masking tape e outras marcas, é so dar uma busca por ‘washi tape’.

Também achei as mt masking tape a R$ 27,0 a unidade  em São Paulo/Lapa na loja Amoreira. Acho que eles são os únicos que no momento vendem  as fitas washi tape por enquanto aqui no Brasil.

E vocês o que acharam das washis? Vontade de decorar tudo com fitinhas coloridas de papel arroz.

Página 80 de 273Primeira...7879808182...Última