16 out 11
costura
Perdendo o medo da máquina: Passando a linha
por Andrea

IMG_3764-4
Ufa, demorou um pouco mas vamos retormar os posts do especial de costura básica, o Perdendo o Medo da Máquina. Tantos crafts a fazer e tão pouco tempo, né ?

Desta vez vamos mostrar uma dica fundamental que deveria, na verdade, ter sido uma das primeiras pois vem antes de tudo no aprendizado da costureira novata: como passar a linha na máquina, incluindo o enchimento da bobina.

Quem explica em video é a Pat Casan, do Rainhas da Costura. Vamos lá ?

Vocês vão reparar que o retrós de linha nem aparece no video porque a Pat prefere colocá-lo num suporte de parede  (cada costureira com suas manias), mas ele deveria estar encaixado no pino da parte superior da máquina.

Não sigam este video ao pé da letra mas tomem apenas como uma referência. Isso porque que uma coisinha ou outra pode variar de máquina para máquina mas em geral o processo é similar para todas as manuais.

Vou recapitular os post que já fizemos para o especial:

  1. Perdendo o Medo da Máquina: Como franzir
  2. Perdendo o Medo da Máquina: Como pregar lastex
  3. Perdendo o medo da máquina:  Como pregar viés
  4. Perdendo o medo da máquina: Como ajustar a tensão do ponto

Os próximos videos que já estão na fila serão sobre como desmanchar uma costura e como pregar o temido ziper invisível. Aguardem só um pouquinho que desta vez não vão demorar tanto :).

13 out 11
outras técnicasreciclagem
Criatividade com garrafa PET
por Andrea

expo_mosaico copy

(Por Pat Toyama, da Flô di Pá, blogueira convidada.)

Kohii é um café na Liberdade que já virou meu xodó. Bem localizado – pertinho do metrô – espaçoso, cardápio variado e ótimo atendimento. O slogan “café e cultura na medida certa” faz jus ao lugar. Além de comidinhas, o café tem espaço destinado à venda de crafts, organiza exposições e está promovendo algumas oficinas criativas como este workshop de PET da professora Miriam Utsumi. Eu participei  da última e vou contar como foi.

professora

Miriam era professora e fez cursos nas áreas de cerâmica, cestaria, tapeçaria, argila e outros crafts. Quando se aposentou começou a brincar com a garrafa pet – aquelas de refri e água mineral. Foi adaptando as técnicas que sabia ao material plástico. Seu marido,Takashi Utsumi, típico professor pardal, adaptou ferramentas odontológicas para uso nas pets e até desenvolveu ferramentas específicas que ajudam na produção  dos crafts com o material, como o “filetador”.

Inicialmente feito para facilitar a vida dos catadores de sucata, o “filetador” permite cortar de forma rápida e eficiente a garrafa em tiras. É uma ferramente incrível e ao mesmo tempo bem simples. Desde 2002 ele vem aperfeiçoando os modelos. Atualmente, com este apetrecho, é possível obter tiras de 2 cm a 4 mm de largura. As mais finas, são verdadeiros fios e possibilitam o uso para costura do plástico.

DSC_0993_bx

Na oficina, a Miriam apresentou as ferramentas e deixou todo mundo testar o filetador. Ela falou também sobre a variedade de formas e cores das garrafas, que hoje está bem limitada ao verde e ao transparente. Com uma lixa fina, ensinou a dar uma aparência fosca ao plástico.

Na oficina, proposta era fazer um anjinho, já pensando nas festas de final de ano.
mosaico_02

Cada participante ganhou  um mini-kit contendo: molde impecável do anjinho (feito com embalagens reaproveitadas), pedaços de PET na medida exata e fios de pet para a costura. Fiquei impressionada como nada é desperdiçado. O casal criativo explora ao máximo o uso da garrafa. Até o carretel de linha pet é feito com sobras da garrafa, um luxo!

DSC_1001_002

Começamos o nosso anjinho riscando as partes. Apesar de parecer simples, aplicamos técnicas de corte, furo e costura em plástico. Alicates de uso odontológico se mostraram mais eficazes do que ferramentas específicas para craft. A montagem requer algumas dicas e algum treino. Algumas cabeças pularam do corpo, asinhas ficaram tortas, corpinhos não fechavam, mas no final, com a interferência das mãos mágicas da Miriam, tudo deu certo.

DSC_1049_03

Uma hora cravada e todos os anjinhos estavam prontos. O meu ficou com a asa torta, mas assumi como um charme.

E como ainda tem tempo até o natal vou treinando. Pretendo usar os anjos para decorar áreas externas e jardim, já que o plástico é super resistente às intempéries.

anjinho_pa

No final, entre anjinhhos e estrelas fechamos a aula com um delicioso chá da tarde e conversinhas sobre a possibilidade de uso do material.

As oficinas acontecem as sextas-feiras. Liga lá ( Kohii Rua da Glória, 326 – fone 11 3203-0624 –  Liberdade São Paulo – SP)  para se informar sobre as próximas.

E até o dia 15 de outubro dá para conferir a exposição com peças incríveis como a Torre Eiffel, bolsas e cestaria em PET. Tudo, absolutamente TUDO feito em pet.

10 out 11
blogueira convidadaoutras técnicas
DIY: Árvore mural de rolhas
por Andrea

Arvore de rolha

Blogueiros convidados: Bonifrati Bonecos e Cia.

Eu queria fazer um DIY  bacana para o dia das crianças mas não consegui a pensar em nada original a não ser projetos dos meus livros de infância favoritos, o Eu Que Fiz e o Brinquedos e Brincadeiras. Resolvi desta vez pedir uma ajuda para os amigos Bonifratis que rapidinho bolaram algo bem bacana e especial para o Superziper: um mural de rolhas em forma de árvore – olha aí a oportunidade para os pais reaproveitarem rolhas usadas.

A Menina, a Fadinha e a Borboleta mostram como fazer:
Arvore de rolha

1. Corte as rolhas ao meio com uma faca – pais podem  e devem ajudar nesta etapa.

2. Se quiser, pinte as rolhas e os palitos de dentes com tinta a base de água,  ou deixe-as com a cor natural.

3. Separe algumas rolhas na cor natural para fazer o tronco.

4. Desenhe uma árvore num papel.

Arvore de rolha

5. Perfure a rolha com palitos de dentes.

6. Corte o palito no meio e fixe o lado sem ponta na rolha já furada e aproveite o lado com ponta para furar outra rolha.

Arvore de rolha
7. Junte as rolhas umas às outras, assim.

Arvore de rolha

8. Monte as rolhas em cima do desenho da árvore até ficar com o mesmo formato. Retire o papel.

9. Fixe a árvore na parede. Nem é necessário colocar prego, pois a vantagem das rolhas é que o mural fica muito levinho  e pode ser sustentado por uma fita adesiva. Dá até para fixar e remover depois usando algo como um prit mult tak .

Agora você tem uma Árvore de Recados para decorar o seu quarto! Use tachinhas para pendurar suas fotos e recadinhos.

E os pais crafters podem usam a mesma técnica das rolhas para fazerem murais com outros formatos.

E  tem mais. Para o Dia dos Professores os Bonifratis fizeram um PAP de  frutas de feltro, como molde e tudo. Vai lá ver !

 

07 out 11
casa craftoutras técnicas
Lanche para pássaros
por Claudia

Maçã no galho para pássaros

Se você mora em apartamento como eu mas gosta da companhia de pássaros, tenho uma boa notícia. Não é preciso muita coisa para atraí-los para o seu cantinho. São Paulo ainda tem muitos pássaros vivendo nas árvores – e eles têm fome e sede. Se você se comprometer com o hábito de alimentá-los, eles vão voltar sempre.

Esse “gadget” da foto aí de cima foi uma invenção minha para deixar comida sempre disponível. Eles aparecem para comer, mas demoram alguns dias para terminar tudo. Me deixa tranquila porque sei que sempre vai ter algo, caso algum deles apareça.

Materiais Furando o galho

Originalmente vi algo parecido em uma revista de decoração inglesa, mas inventei o meu modelo. O que me serviu de inspiração tinha um design clean e bem profissa. Já a minha criação é para ser copiada e reproduzida por qualquer um. Os materiais estão disponíveis em casas de materiais de construção.

Usei 1 parafuso longo (custou 1 real) + 1 gancho em forma de S (que eu dobrei e fechei) + 1 rosca

O galho de árvore eu achei na rua. Fiz um furo no meio, para passar o parafuso, usando minha mini-furadeira Dremel. Mas quem não tem também consegue fazer: é só improvisar com parafuso de ponta e um preguinho e ir abrindo o buraco.

Espete o parafuso na maçã Feche o parafuso com a rosca

Encaixe a maçã no parafuso, na linha de onde sai o cabinho. Aliás, se quiser, leve uma maçã na loja de materiais de construção para comprar um parafuso no tamanho certo. Precisa sobrar um espaço para encaixar o galho, outro para a rosca e mais uma folguinha para não ficar muito justo.

Feita a montagem, é só achar um lugar estratégico numa árvore, encaixar o ganchinho em “S” no galho e esperar os pássaros aparecerem. Aqui em casa eles já sabem que sempre tem comida. Até uma maritaca apareceu! Olhe com atenção a foto abaixo que você vai encontrá-la escondida entre as folhagens.

Cadê a maritaca?

Dica: Dependendo do tipo de pássaro talvez você tenha que tirar um pouco da casca da maçã para eles darem as primeiras bicadas. As maritacas avançam forte, mas reparei que os pássaros menorzinhos preferem bicar a maçã em áreas descobertas. É só dar uns talhos e tirar parte da casca que  eles fazem o resto.

Página 80 de 275Primeira...7879808182...Última