10 nov 11
outros bla bla blas
Especial Detetive SZ: O Crime da Sala de Estar
por Andrea

O crime da sala de estar

Uma corda pode ser uma arma letal mas num contexto criativo a coisa muda totalmente de figura. Quer ver como? Assista ao video para saber o que eu o suspeito, Sr Marinho, aprontou com a corda.

A gata sialata que faz uma ponta no video foi a musa inspiradora para estes projetos: dois arranhadores, para a diversão dos felinos. Eu que nunca tinha feito um arranhador me empolguei e decidi fazer logo  de cara dois, uma de chão e outro de parede. O último foi uma boa oportunidade de colocar em ação as minhas maxi agulhas de tricô. Afinal, tricô com corda pede agulhas gigantes.

corda19

Um cabo de vassoura serrado + bolas de tênis  = maxi agulhas (2 cm de diâmetro) feitas em casa. Mostro como fiz.

Atualizados recentemente60

1. Serrei dois pedaços de vassoura de 44 cm.

2. Apontei uma das extremidades uma faca e fiz o acabamento com uma lixa. A ponta não deve ficar muito afiada e simarredondada, para não machucar.

3. A bola de tênis foi furada com ajuda de uma furadeira/broca dremel.

4. Fixei a bola na extremidade não-pontiaguda, com uma cola de silicone.

 

Atualizados recentemente61

ARRANHADOR PARA PAREDE, DE MAXI TRICÔ

1.  Tricotar com corda de cabo de vassoura exige um tanto dos músculos no início mas se pega o jeito bem rapidinho, eu peguei.

2. A receita é super simples,  trata-se apenas de um quadrado de tricô. Anotem aí e adaptem ao gosto do seu gato:

Monte 11 pontos na agulha. Os dois primeiros e últimos pontos serão trabalhados em tricô tanto na frente como no verso.
Carreira 1 e 2 : Cordões de tricô (todos os pontos em meia).
Carreiras 3 a 15: Trabalhe em ponto jersey (frente meia, verso tricô)
Carreiras 16 e 17: Cordões de tricô (todos os pontos em meia).

Arremate os pontos

3. Passei uma vareta de madeira nas partes superior e inferior do quadrado, para mantê-lo aberto.

4. Fiz uma trança de corda e fixei nas duas extremidades da vareta, para pendurar o quadrado na parede.

corda8

Achei bacana, e vocês ? Virou quase mini playground felino. Mas sem mais delongas, vamos ao próximo modelo de arranhador.

Atualizados recentemente59-1

ARRANHADOR DE CHÃO

Este modelo é mais tradicional e, olha só, nem exige habilidade no tricô.

1. Usei uma placa de MDF (retalho de projetos anteriores), um tubo de papelão, cola branca PVA e um pompom de lã  –  aqui ensinamos a fazer um.

2. Enrolei já colando a corda no tubo com cola branca.

3. Aproveitei para colar a extremidade na placa de madeira.  Usei bastante cola nesta hora e deixei secar por um dia!

4. Aproveitei a tampa da parte superior do tubo para prender o fio que segura o pompom.

5. Deixei o pom pom pendente numa altura que o gato consiga brincar dando tapinhas e sem arrastá-lo no chão.

 

Vou confessar que depois que eu já tinha comprado uma corda de algodão para os arranhadores me falaram que gatos adoram mesmo é uma corda de sisal! Como meu conhecimento sobre felinos é um tanto limitado admito que minha escolha de corda foi no chute pois a de sisal era até mais em conta. Mas ainda me resta uma esperança que algum gato vá curtir meus arranhadores com cordas de algodão.  O que vocês leitoras experts em gatos, acham? Arranhadores aprovados ?

 

Estão gostando da série Detetive SZ? Este é o penúltimo ‘crime’ , teremos mais um que deve pintar por aqui no sábado. Qual será a próxima subversão que  irá abalar os alicerces artesanais?  Vocês não perdem por esperar.

07 nov 11
outros bla bla blas
Especial Detetive SZ: O Crime do Salão de Festas
por Andrea

O crime do salão de festas

Hoje é dia de mostar mais um episódio do Detetive SZ, nossa série em video de ‘crimes’ contra o artesanato convencional.

caveiar

Desta vez resolvemos testar o uso de uma técnica tradicionalíssima como o ponto cruz, para produzir bordados com temática, hummmm, diferenciada. Só pra mostrar que o ponto cruz que, normalmente associado coisas fofas e meigas como anjinhos e flores, pode ser  também a base para representar o que você quiser. O bordado de caveira foi uma ousadia à parte – se gostarem me avisem que eu disponibilizo :). Só a troca da cor do etamine claro pelo preto já dá um toque de subversão ao bordado tradicional.

gelo

Outra ideia para fugir do  ponto cruz  tradicional é bordar frases engraçadas ou inspiracionais e pendurá-las na parede de casa. Usar bastidor  de madeira com moldura já virou coqueluche nos blogs gringos e a gente por aqui também aderiu.

caixa

Uma caixa de materiais bem organizada ajuda muito a vida da bordadeira, seja ela moderninha ou tradicional. Estes pequenos quadrados de plástico, disponíveis em qualquer armarinho, são muito úteis para organizar as meadas de linha colorida de um jeito fácil de manusear e por tonalidade. É sempre bom anotar no plástico o número de referência das cores de meadas.

ponto
quadro1

Os bordados que aparecem neste post, fazem parte de uma serie limitada que estamos produzindo para vender na nossa barraca lá do Bazar ÓGente, no  dia 26 de Novembro. Save de date!

A fim de tentar bordar? Neste post ensinamos o  básico do ponto cruz. E se quiser aprender ao vivo teremos uma oficina de bordados básico no dia 26, aqui em São Paulo, também no ÓGente.

E a serie Detetive SZ continua…. Qual será o próximo crime cometido na casa mais craft da cidade? Ainda esta semana vocês saberão :)

03 nov 11
outros bla bla blasreciclagem
Especial Detetive SZ: O Crime do Escritório
por Claudia

O crime do escritório

A saga Detetive continua. Depois do primeiro episódio – o Crime do Banheiro – chegou a vez de descobrir o que aconteceu no escritório da mansão. O suspeito desta vez é um tal de Coronel Mostarda. Assistam ao vídeo e confiram depois o passo-a-passo criminoso.

Mais uma afronta ao artesanato tradicional, usando uma máquina de escrever!

A arma do crime

Uma máquina de escrever velha despertou nossa criatividade. As teclas estavam soltas e o conserto não era mais possível. Porque não então aproveitar o defeito e transformar em uma oportunidade criativa?

Decidimos criar botões inusitados com objetos do dia-a-dia. Temos uma quedinha por  este tipo de contravenção, não vamos mentir.

Materiais:
. teclas de máquina de escrever
. linha e agulha
. tesoura e desmanchador de costura
. dremel ou mini-furadeira

Máquina de escrever

1. Comece tirando as teclas da máquina de escrever. As mais soltas saíram puxando com a mão mesmo. Para as mais teimosas, usamos um alicate.

2. Com uma broca fininha, fure a base da tecla. É por onde vai passar a linha que vai prendê-la como botão!

Máquina de escrever

3. Descosture os botões da camisa. Tentei primeiro com tesoura, mas este desmanchador de costura funciona bem melhor!

4. Veja que há muita diferença entre o tamanho do botão original e do que eu pretendia substituir. Assim, tive que alargar a casinha de cada botão. Novamente usei o desmanchador de costura para abrir mais o buraco. Alarguei um pouco de cada lado, um pouquinho para cima e um pouquinho para baixo.

5. Alinhavei o buraco para não descosturar. Fiz vários pontinhos, nas laterais e nas bases das casinhas.

Máquina de escrever

6. Depois costurei os botões em seus devidos lugares…

7. … e com as novas casinhas vejam como eles passam direitinho!

8. Na escolha das letras, fiz uma brincadeira: Q W E R T Y :)

9. E até as mangas ganharam novos botões!

Máquina de escrever

Com as teclas que sobraram  inventamos brincos de pingente. Aprovados ?

Os suspeitos  e armas continuam e em breve teremos mais 3 vídeos da série Detetive SZ. Aguardem outras novidades  criminosas nos próximos dias.

31 out 11
outros bla bla blastricô e crochê
Especial Detetive SZ: O Crime do Banheiro
por Andrea

banner-detetive-blog

Quem lembra do Detetive, aquele jogo de tabuleiro que foi super popular nos anos 80?  Ele marcou tanto a nossa infância que resolvemos homenageá-lo em uma série de videos especiais, mostrando nossos pequenos crimes contra o artesanato tradicional. Projetos divertidos, que fogem do comum e têm até um toque de subversão. O primeiro aconteceu  ontem, no banheiro de uma mansão e a suspeita é a Dona Violeta.

Ah, assistam o video até o final :)

Suspeitos prendados, armas e seus crimes criativos. Será que o craft compensa ?

screenshot4

O quê ?  Tingir lã com suco em pó ??????  Sim, trata-se de um crime inofensivo e de execução bem simples. Claro que a banheira é opcional.  Dá para ser menos extravagante e tingir com suco na cozinha mesmo.  Vamos mostrar como.

IMG_4832_tratada
Três saquinhos de suco são suficientes para tingir uma meada de lã. Esta técnica de tingimento só funciona com lã 100% pura.

Atualizados recentemente49
1. Use uma meada lã pura Paratapet  na cor creme ou branco,  três saquinhos de suco artificial de melancia, uma vasilha que possa ir ao microondas e uma colher de pau.

2. Encha a vasilha de água e dissolva bem o suco. É melhor usar água morna, para facilitar a diluição.

3. Coloque a meada dentro do suco.

4. Com ajuda da colher, afunde bem a lã de forma a cobrir todos os fios.  Vai ficar com uma aparência de macarronada.

5. Leve ao microondas por aproximadamente 3 minutos ou até a lã absorver bem o vermelho do suco. Cuidado para não deixar ferver  ou aquecer demais, isso pode feltrar a lã.

6. Quando a lã estiver bem tingida, a água do suco  vai ficar com uma cor clara, meio suja. Isso acontece porque a fibra da lã absorveu todo o corante.

Deixe de molho fora do microondas por mais 30 minutos e enxague bem a meada com água fria. Coloque uma  colher de sopa de vinagre branco na água do último enxague para fixar a cor. Retire o excesso de água e deixe secar bem pendurando a meada ao ar livre.

Pronto, de uma jarra de suco de melancia fez-se lã vermelha. Fica um leve cheirinho de suco  na lã que não é ruim, pelo contrário. Testem o tingimento com outras cores e sabores e me contem o resultado.

 

A serie Detetive SZ continua com mais quatro crimes criativos.  O próximo acontece no escritório da mansão e envolve um tal Coronel Mostarda.  Curiosos?  Esperamos vocês por aqui na quarta-feira para desvendar o mistério. Vai ser bem divertido!

 

Página 80 de 277Primeira...7879808182...Última