27 jun 11
costuraoutros bla bla blas
Sobre costurar à mão
por Claudia

costurado-a-mao

Oi a todos, já aviso a todos que tenho máquina de costura, gosto muito dela (demais até!) e não tenho nenhum problema em usá-la. Mas hoje estou aqui para contar porque também gosto tanto de costurar a mão. No fundo, acho que decidi fazer uma homenagem a este ofício, dividir meus sentimentos com todos aqueles que também fazem isso e deixar um incentivo àqueles que ainda não experimentaram…

Costurar à mão é especial. Você não precisa de equipamento nem nada, só um carretel e agulha. É extremamente portátil. Nos finais de semana, sempre levo para onde eu for meu kit de costura e tecidos na esperança de avançar em projetos engavetados. Dá para costurar na praia, no sofá da casa da avó, na sala de espera. E pode ser sozinha, mas nada impede de ser também com outras pessoas, conversando, vendo TV…

Descobri também (por experiência própria) que acalma a respiração, a mente e o espírito. Não sei se é o tipo de concentração que o cérebro exige que faz o corpo reagir desta forma. Mas por tabela o pensamento acalma, a respiração sai mais tranquila. No final, você relaxou sem perceber.

Qualquer um pode! Não pode? A máquina de cotura é reservada para os mais avançados (e interessados). Já na mão vale para qualquer um, mesmo… Adultos, crianças, homens, mulheres, com ou sem dom. Vale para qualquer complexidade de tarefa, de pregar botão a consertar furo em meia, projetos simples e avançados. Vale tudo, que saia bonito ou feio, criativo ou simplesmente funcional. É universal e humano. Vi em um museu de história natural agulhas pré-históricas feitas de osso. O conceito de moda, craft ou customização não existia naquela época e o povo saia costurando.

As imperfeições… Quem olha com olhar atento este tipo de costura percebe uma certa irregularidade nos pontos, sabe que não veio de uma máquina, mas sim de alguém que pensava enquanto fazia. E talvez até por isso tenha um errinho aqui e outro ali, uma distância em um pedaço e um buraquinho do outro lado. O que será que se passava na cabeça da pessoa bem naquele pontinho?

Aliás, é nessas horas que a gente se espeta. Até furar o dedo faz parte da experiência. Não que eu ache legal se machucar, mas uma picada inofensiva relembra da manualidade deste ofício.

costura-mao

Agora, porque tudo isso de repente? Os devaneios vieram deste fim de semana prolongado, que finalmente consegui mexer em algumas costuras que andavam paradas. Depois mostro elas por inteiro, mas nas fotos de cima d[a para ver o que eu andei fazendo enquanto pensava neste texto.

A blusinha rosa é uma camiseta básica que apliquei uma renda em formato de laço – customizando sempre!

A camisa xadrez levei para ajustar. A de cima está perfeita, a de baixo comprei grande demais. Está na hora de usar, mas preciso dela mais justinha.

E essa vermelhinha de veludo é uma bolsa de tecido que quase mandei para doação. No último minuto, tive a ideia de desmontar e usar pelo avesso – esse xadrez – como sacolinha para levar lanche.

Bem, mas agora é hora de ouvir vocês. Quem mais gosta e tem paciência de costurar à mão também? Deixem seus depoimentos!

97 ZigZags
  1. Maria Rapha disse:
    27 de junho de 2011 às 22:13

    Ah eu adoro costurar a mão ! Só ganhei minha maquina de presente de natal ano passado , tive que privar ate la que u iria usar uahuah fiz ate almofada na mao.. haja paciencia ! mas é tao bom! fazia de tudo !!! =) beijo beijo meninas

    ps : vcs tao sempre quebrando galhos pra iniciantes que nem eu

    Responder
  2. 27 de junho de 2011 às 22:17

    Oi!!
    Amei esse post!
    Sempre costurei a mão. Uma coisinha básica: um botãozinho aqui, uma arrumadinha acolá, um remendinho, uma costura que precisava de um ajuste…mas nunca pensei filosofica e romanticamente no fato! Só aprendi a costurar na máquina com 27 anos de idade e por pura necessidade. Só que costurar é tão bom que se tornou uma delícia na minha vida!
    Uso muito a máquina de costura, mas minhas costurices a mão sempre têm um lugarzinho reservado nos meus projetos! Beijinhos!

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:35

      acho que este texto de ‘costurices’, como você chamou, saiu meio romântico mesmo :) deve ser a lua, rs. bj

      Responder
    • 08 de abril de 2013 às 16:46

      Oie!!! Concordo com vc q nem todo mundo trabalha com costura eu costuro mas tbm pra aprender n foi facil mas consegui por favor envie roupas pra o meu email tabom ok bjx

      Responder
  3. Angel disse:
    27 de junho de 2011 às 22:40

    Saber costurar a mão é muito bom! Sempre tem aqueles arremates, bordados, detalhes que só a mão podem ser feitos! E a peça fica com aquela carinha de artesanal mesmo…
    Gosto de fazer bonecas de feltro caseando à mão para poder fazer com perfeição partes pequenas e estreitas…
    Realmente é uma terapia!

    Responder
  4. Paola disse:
    27 de junho de 2011 às 22:44

    Também adorei o post (uma delicinha!) e também costuro à mão. Tenho muito mais jeito com os dedinhos que com o pedal da máquina… Já pisava fundo no acelerador ajudando nas costuras da mami quando ela tinha confecção – mas dava bem mais certo tirando e riscando moldes e cuidando do acabamento. Agora só acelero no devido pedal do carro, mas ainda quero brincar com minha máquina – presente de avó porque sempre quis a dela. Tomarei coragem!
    Beijos proceis!

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:36

      vai em frente!! a gente apoia :)

      Responder
  5. Eti disse:
    27 de junho de 2011 às 22:49

    Eu sempre usando links pra comentar né, mas lembrei desse vídeo aqui e acho que casa com o post: http://vimeo.com/24927348

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:50

      “técnicas lentas e manuais”, é isso aí! o ponto pipoca tem um efeito lindo, né? gostei da casa e ateliê, além da ideia de usar papel vegetal para combinar as cores, obrigada pelo link!

      Responder
  6. 27 de junho de 2011 às 22:52

    Oi Meninas,
    Vcs irão na Mega Artesanal??

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:37

      vamos sim, no sábado!

      Responder
  7. Allon Idelman disse:
    27 de junho de 2011 às 22:59

    Não costuro, mas a costura faz parte da minha cultura. Meu avô paterno era alfaiate. Lembro-me quando nas férias ele me levava ao seu trabalho. Lá ficava observando ele trabalhar. E quando voltava pra casa, ainda mantinha sua oficina de costura.

    Minha avó materna também era uma costureira de mão cheia. Costurava mesmo pra sobreviver no período pós-Segunda Guerra Mundial. Ela morou conosco desde que nasci. Seu quartinho de costura era pegado ao meu quarto. Cansei de adormecer ao som da máquina de costurar. Muitas vezes ela me tirava da cama pra ajudá-la a passar a linha na agulha, dificultada pelo tremor da idade. Seu dedal guardo até hoje.

    Minha mãe herdou o dom da minha avó. Transformava qualquer trapo em roupa fina, moderna. Era estilista. Na infância, pobre, transformava as roupas e ninguém sabia de onde tirava dinheiro para um guarda-roupa tão vasto. Era apenas criatividade.

    Presto aqui minha homenagem à todos que costuram e fazem dessa atividade uma arte.

    Allon Idelman.

    Responder
    • 29 de junho de 2011 às 19:44

      Linda história! Minha bisavó espanhola também costurava muito bem. Era muito humilde, por isso fazia muitas roupas da família em casa. Minha mãe diz que mesmo sem saber escrever direito, ela conseguia reproduzir um vestido fino só de olhá-lo na vitrine. Pena que não a conheci. abs!

      Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:45

      Allon, antes de tudo uma homenagem a sua mãe Natalia :) texto sensível e cheio de memórias gostosas. O barulho da máquina você já tinha comentado, mas nunca me mostrou o dedal. Quero ver! Bj

      Responder
  8. 27 de junho de 2011 às 23:07

    Ola!!
    Amei sua matéria! Achei muito singela e romantica! Já fiz pequenos consertos á mão. Mas, ao ler sua matéria me deu muita vontade de costurar. Realmente, uma inspiração! Obrigada!
    Grande abraço!

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:51

      vai lá vai lá… a ideia era essa mesmo, de correr pra agulha :)

      Responder
  9. 27 de junho de 2011 às 23:09

    Meninas adorei o tema de hoje! Sou totalmente adepta a costurar a mão, tenho sim uma bela máquina de costura, uso, adoro!!
    Mas o que eu amooo de paixão são os pontinhos a mão… No patchwork eles são essenciais, meus blocos de encaixe só faço a mão…meu quilt a máquina é bom, mas o a mão é mil vezes melhor!! Isso sem falar do kit básico de praia, de carro ( crianças na academia, mamãe quiltando no carro….kkk) de cabeceira… para mim é um relax diário, agora mesmo estava desligando o computador para sentar-me na cama, vendo tv com maridex e quiltando um lindo trabalho a mão…não há no mundo nada mais relaxante, pensante…hehhe
    Enfim…eu amooo costurar a mão, indico, ensino e grito sempre por esta blogosfera inteira… a mão é costura de magia…
    Beijocas e muito obrigado por partilhar isto com suas fãs, pois assim o “a mão” será com certeza muito mais valorizado!! Beijocas geladas do sul!!
    Andreza Boal

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:52

      quiltando no carro é ótimo, tá valendo!! e relaxa mesmo :) bjs de uma SP fria

      Responder
  10. Wendyel disse:
    27 de junho de 2011 às 23:16

    Como customizo minhas roupas tive de me virar com a costura manual, não que não goste. Mas é que às vezes o trabalho é um tanto cansativo, mas tu queres ver aquela peça pronta. E é por essa vontade que continuo até o fim. Até o momento que eu não tiver uma máquina de costura, esse será o meu jeito, a mão.

    http://tecido-doce.blogspot.com/

    Responder
  11. Tati Regis disse:
    27 de junho de 2011 às 23:20

    Gente! Eu sempre costurei à mão…Já fiz várias coisinhas pra mim e pros amigos, adooooro!! É tão prazeroso…Mas também sempre tive vontade de costurar à máquina. Reparava de longe minha mãe se divertindo com aqueles tecidos…Tanta habilidade…Mas nunca me atrevia, acho que tinha medo mesmo Hahahaha
    Até que semana passada ganhei uma máquina e estou dando meus primeiros ‘acordes’ nela. Muitoooo legal!
    Mas deixar de costurar à mão, nunca!

    Um beijo!

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:53

      boa sorte com a nova máquina!

      Responder
  12. Tati disse:
    27 de junho de 2011 às 23:36

    ah, costurar à mão é vitamina pro relax!minha mãe me deu de presente uma máquina de costura fofa que veio com uma frase curiosa na caixa: NÃO É UM BRINQUEDO (oi?)hahaha. Mas, costurar à mão é algo mágico!amei esse post!
    bjo

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:53

      que máquina é essa? a frase parece coisa de americano, medo de processo, hehehe

      Responder
      • 11 de julho de 2011 às 19:03

        Claudia, é a sew mini da Janome (Japão? olho da serpente?). Uso bastante no papel pros projetos de scrap.
        Bjo

        Responder
  13. judite disse:
    27 de junho de 2011 às 23:49

    Olá meninas,
    Sempre que posso dispenso a minha velha máquina Olympia de 50 anos, não porque ela não esteja legal, é porque gosto mesmo de costurar à mão, é quase uma meditação!
    Belo post, parabens!
    Beijos,
    jud-artes.

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:54

      jud, é meditação mesmo! bjs

      Responder
  14. ana disse:
    27 de junho de 2011 às 23:52

    Adoro costurar a mão,é uma delicia… mas sonho com uma maquina de costura…
    bjsss

    Responder
  15. simone/poa disse:
    27 de junho de 2011 às 23:55

    Tambem adoroooooooo costurar a mão.É calmante, é portatil e faz um bem danado ver a obra se revelando.Costuro tambem a máquina e gosto mas nada mais legal do que levar meu kitzinho para onde quer que seja.Beijoss

    simone/poa

    http://www.simonert.blogspot.com

    Responder
  16. Gizel disse:
    28 de junho de 2011 às 05:25

    concordo com tudo…costurar a mao eh um prazer, costuro ate hoje apesar de amar a maquina. Roupinhas de boneca sao otimas de fazer a mao :)

    Responder
    • Josiane disse:
      28 de junho de 2011 às 09:53

      Este post me fez lembrar de minha querida vó, ela sempre costurou à mão, em seu tempo livre fazia colchas de retalhos, aventais, vestidos simples para ficar em casa no calor, roupas para suas bonecas, capas para travesseiros…

      Responder
  17. 28 de junho de 2011 às 07:15

    Olá amigas, eu também costuro à mão e à máquina. Aprendi primeiro com minha mãe, que era costureira, depois no colégio onde fiz o primeiro grau. A costura é um prazer para os olhos e para a alma. É um bom sentimento depois que a peça está pronta. Primeiro tecidos intactos, depois uma peça feita com carinho! Minha mãe dizia que quando espetamos o dedo enquanto costuramos, é porque a peça vai ficar linda e vamos ganhar elogios. É claro que era um consolo e um incentivo ao mesmo tempo. Mas lá no fundo eu sabia que aquela peça faria sucesso! E assim é! O prazer da costura. Beijinhos carinhosos.

    Responder
    • Claudia disse:
      30 de junho de 2011 às 23:56

      essas frases de mãe são ótimas. e o que mais daria para falar depois de espetar o dedo, não é? pelo jeito vamos repetir o mesmo… bj

      Responder
  18. Fabiola disse:
    28 de junho de 2011 às 08:06

    Oi Claudia
    Amei ter descoberto o site de vocês, é muito fofo, útil e divertido!
    Confesso que para costura à mão, tenho duas mãos esquerdas! Sou filha e neta de costureiras e sobrinha de alfaiate, mas não entrou no sangue… só mesmo o crochê que amo de paixão.
    Eu gostaria de um conselho… você acha que para alguém que não entende niente de costura, mas gostaria de pelo menos costurar uma capa de almofada, poderia usar aquelas máquinas pequenas (baby, aquelas que até cabem na bolsa)?
    Um beijo grande e muita prosperidade para o site!
    Fabiola
    http://briecomgoiabada.blogspot.com/

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:02

      Oi Fabiola, volte mais vezes! Sobre a máquina, se estiver falando das mini, como essa da Janome, acho tranquilíssimo. Aliás, elas fazem muito mais do que isso. Mas se for daquelas a pilha, de segurar na mão, que vendem em camelô, talvez até funcione, mas eu não soube usar. Faz uns 10 anos, comprei uma e depois de 5 minutos desisti. Bj

      Responder
  19. Fabiana disse:
    28 de junho de 2011 às 08:11

    Tudo de bom e de verdadeiro nesse post…
    Lembro de costurar as roupinhas das minhas bonecas à mão…
    Depois de longos anos longes das linhas e agulhas, recomecei a poco tempo costurar a mão… patchwork… uma linda terapia de cores e formas…
    Agora, parto para as aulas de costura, dica do SUPERZIPER.
    Até mais…

    Responder
  20. 28 de junho de 2011 às 08:39

    Eu tenho máquina de costura, mas ela é bem temperamental, faz o tipo “só costuro quando eu quero e não quando você precisa.”

    E por esses dias eu estava louca para fazer um vestido elegante para ir ao teatro, mas a máquina tinha acordado de mal-humor e arrebentava a linha a cada 3 centímetros de costura. Me revoltei com ela e fiz o vestido inteiro a mão.

    O melhor de tudo é que o pessoal do escritório adorou, e ele já foi lavado na máquina 2 vezes, cortesia do maridão que jogou ele lá dentro sem saber como ele fora confeccionado, e a costura vai muito bem obrigada. =]

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:03

      máquinas assim são dureza, conheço bem porque a minha também tem dessas. gostei da história do vestido (e da persistência) :)

      Responder
  21. 28 de junho de 2011 às 08:40

    Concordo totalmente com os efeitos calmantes de um simples trabalho manual. Será que existe algum estudo científico revelando o que acontece em nossos cerebros e mentes??? Bom, isso seria só para confirmar o que todas já sabemos. Adoro costurar, seja à mão ou à máquina. Adoro bordar, casear, crochetar e principalmente tricotar. Essa última arte é na verdade a que mais efeitos positivos tem sobre mim. Enfim meninas, adorei o post e o devaneio, hehehe. Beijokas e tudo de bom!

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:03

      pensei nisso na hora em que escrevi o texto, mas não fui atrás. se alguém descobrir, queremos saber!

      Responder
  22. 28 de junho de 2011 às 09:50

    Oi, moça! Que delícia você falar sobre costura a mão. Ainda não tenho máquina e faço tudo (na verdade pouco) na mão mesmo. Para mim, a costura é uma meditação. Colocar a linha no buraco da agulha, ir costurando o caminho retinho, finalizar. É ou não é um processo delicioso?

    Meu gosto pela costura foi despertado pelo Superziper. E eu agradeço todos os dias por tê-las encontrado.

    Bj e ótima semana procês (a minha será ótima pq estou de casa nova e dia 30 é meu niver)

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:04

      eba, que bom!! adoramos ouvir essas histórias. volte sempre, boa sorte com a mudança e parabéns pelo aniversário – é hoje!!

      Responder
  23. Lan Succi disse:
    28 de junho de 2011 às 10:01

    EEEba,voltaram!
    Costurar à mão é um prazer. Sempre vi minha mãe fazendo seus trabalhos de acabamento à mão. Perfeitos. E dá pra fazer quase tudo, não é! Semana passada, com feriado e tudo, várias mulheres habilidosas e dedicadas se reuniram para fazer mais de 40 mantas de soft para bebês, com aplicação e tudo. Tudinho à mão. Foi uma diversão. Bjinho meninas. Este é o site das tais mulheres:
    http://emaosecoracao.blogspot.com/

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:06

      Oi Lan, voltamos!! Foi uma semaninha aí puxada e nos afastamos dos computadores. Mas cá estamos de novo. Vou visitar o site, bjs

      Responder
  24. Aninhahh disse:
    28 de junho de 2011 às 10:21

    O post tá ótimo…Quando eu era criança eu costumava fazer as roupinhas das minhas bonecas, e costurava muito à mão..Mas aí como tempo eu fui parando…Mas posso voltar ne?

    Vlz…

    Esse post serve de incentivo, não só para mim, mas para muitas pessoas !

    Beijinhos Dobrados !!!

    Responder
  25. 28 de junho de 2011 às 10:31

    Olá queridas…o post ficou ótimo, sabe que amo costurar à mão, dependendo do que é, é até mais fácil que usar máquina e fica com uma cara mais legal e tb serve de terapia, meu noivo fala que quando estou costurando sou outra pessoa rsrsrsrs.
    Bjks e uma ótima semana.
    http://entrefeltrosetecidos.blogspot.com

    Responder
  26. Vanessa disse:
    28 de junho de 2011 às 11:02

    Eu ainda não tenho máquina de costura, apesar de estar para breve! Desde pequenina a minha avó ensinou-me os pontinhos de coser à mão e actualmente é como faço as minhas coisinhas, principalmente saquinhos de tecido para colocar as bijuterias que faço e também roupinhas para a minha outra paixão: a Barbie!

    Responder
  27. Aline disse:
    28 de junho de 2011 às 11:03

    Eu começei costurando à mão e tbm adoro!
    Peguei o gosto da costura pela minha mãe que trabalhava com isso. Começei a costurar à mão algumas coisinhas e recentemente comprei uma máquina, mas ainda não me animei muito!
    Vocês já compraram tecido pela internet? Tem alguma indicação?

    Beijos!

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:08

      Aline, dá uma olhada neste link, várias dicas! Bj

      Responder
  28. Val disse:
    28 de junho de 2011 às 12:14

    I don’t have the patience to sew by hand. I always have something that has to be hand sewn though, so I keep that for car trips or for watching movies with the kids.

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:10

      Val, just curious if you are reading with the help of Google translator. Is it good? xx

      Responder
  29. Gracy Athayde disse:
    28 de junho de 2011 às 12:25

    Adorei o post.. vou voltar aos meus projetinho parados ;)
    Thank you so much

    Responder
  30. karla disse:
    28 de junho de 2011 às 13:18

    Que texto lindo de ler!! Dá pra perceber o verdedeiro amor que você tem ao falar sobre as agulhas e linhas e as costuras à mão!!! bjk

    Responder
  31. 28 de junho de 2011 às 15:13

    Olá queridas, fiz um post com blogs que acho interessantes e o de vcs é um deles, dá uma passadinha por lá p ver! :)
    http://entrefeltrosetecidos.blogspot.com/
    Bjks e uma ótima semana.

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:12

      Marilia, passei la! Obrigada pelo link!

      Responder
  32. 28 de junho de 2011 às 16:25

    Eu não sei costurar à máquina. Sei, mas não sei ajustar ponto, tensão da linha, esses detalhes.
    Então, comecei a fazer a mão aquele jogo de 5 Marias (quem lembra?), customizado, cada saquinho era uma bonequinha de pano, com trança colorida e vestidinho de algodão.
    Eram lindas e agradavam muito.
    Infelizmente, uma propensão a tendinite me fez deixar o hábito de lado. Quem sabe agora, já mais resistente, se não volto?
    Adorei a lembrança do quanto é bom costurar a mão.

    Responder
  33. Marcia disse:
    28 de junho de 2011 às 16:38

    Eu tenho muita vontade de fazer uma colcha de retalhos costurada à mão mas não me entendo muito com essa agulha. Sofro muito na hora de costurar qualquer peça em tricot. Pregar botão então, uma dificuldade tremenda… no final, depois de desmanchar mil vezes, tudo fica bem e ainda às vezes não gosto do resultado. Pensei até em fazer um curso de costura…

    Responder
  34. Tati disse:
    28 de junho de 2011 às 18:36

    Eu comecei a costurar à mão faz pouco tempo, minha mãe está me ensinando. Como ainda não sei fazer muitas coisas, estou me aventurando a fazer flores e fuxicos. Estou adorando!! E, modéstia à parte, meus trabalhos estão l-i-n-d-o-s!!!!! Como viajo bastante, sempre tenho meus tecidinhos e agulhas na mala!

    Responder
  35. 28 de junho de 2011 às 19:44

    Gente eu adoro costurar a mão, praticamente tudo que eu faço é a mão. Ganhei um maquina de dostura daquelas de modelo bem antigo, tentei costurar com ela, mas como diz o blog é para avançados… daí tenho preguiça de montar ela e acabo fazendo na mão… bjs da Mel a todas

    Responder
  36. Laurina disse:
    28 de junho de 2011 às 20:16

    Ah, costurar à mão é fundamental! A máquina de costura é maravilhosa, mas aqueles pontinhos invisíveis e delicadinhos, que ninguém vê, só fazendo à mão, mesmo! É um exercício de paciência, que eu adoro!

    Responder
  37. Ione disse:
    28 de junho de 2011 às 20:49

    Puxa!! quando li sobre costurar à mão novamente, achei ótima idéia, é na verdade uma ideia criativa e inovadora, apesar de nos levar aos velhos tempos em que não tínhamos nem podíamos comprar uma máquina de costura… você nos fez voltar ao tempo e ver como é possível termos alegria, contentamento e até sucesso com o mínimo possível! outro dia, escrevi uma carta e coloquei no correio e me achei meio estranha, mas feliz com a facilidade, sem problema de upload, download, excesso de tamanho do arquivo, virus, senha.. foi muito fácil e esquisito mas foi gratificante… assim podemos voltar no tempo e realizar muitas outras coisas mesmo sendo de modo bem devagar.. nao tinha pensado em costurar à mão e voce me deu uma ótima ideia.

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:14

      a gente também é fã de cartas, vida longa aos Correios :)

      Responder
  38. Débora Escobar disse:
    28 de junho de 2011 às 22:55

    Tenho um treco quando preciso costurar alguma coisa à mão. Pregar botão: um martírio! Bainha? Várias sessões de análise necessárias pra me livrar do trauma. Até cola pano eu uso pra me livrar. Acho super bacana quem curte e leva jeito, mas é demais para a minha ansiedade… rs

    Responder
  39. patricia disse:
    28 de junho de 2011 às 22:57

    COSTURINHAS TORNOU-SE UM PASSATEMPO OBRIGATÓRIO PARA MIM….JÁ FIZ CORTININHA COM DECOUPAGEM PARA PIA DA CHURRASQUEIRA,FIZ CAPA PARA OS EDREDONZINHOS E COLCHÃOZINHOS DAS MINHAS CACHORRINHAS,PESO DE PORTA.TUDO NA MÃO,E QUEM VE ACHA QUE A MÁQUINA PASSOU POR PERTO,RS…SÓ NÃO APRENDI AINDA, PREGAR ZIPER À MÃO;QUANDO PRECISO RECORRO À UMA AMIGA QUE FAZ COM PERFEIÇÃO. AGORA TO ESPERANDO O PAPAI NOEL….TOMARA QUE ELE ME TRAGA UM MÁQUINA DE COSTURA…HO…HO..HO…

    Responder
  40. Arlete Pereira da Cunha disse:
    28 de junho de 2011 às 23:14

    Bem, lendo seus comentários, passa um filme na minha mente, lembro bem dos 13 a 14 anos, quando comecei a costurar ou seja fazendo bainha das roupas que minha mãe costurava para mim e minhas irmãs. Das quatro irmãs a única que tinha jeito de pegar na agulha e linha era eu, minha mãe adorava, dizia que era rápida, só que meus pontos eram grandes que tinha que ser reduzido. Depois de muitos anos que eu consegui regular os pontos. Costurar à mão é uma terapia, agente viaja nos pensamentos. Um grande abraço.

    Responder
  41. Lili Blueberries disse:
    29 de junho de 2011 às 00:11

    Olá meninas,

    Realmente costurar a mão é uma grande terapia; você inventa uma coisa em alguma roupa que é velha ou mesmo nova mas por qualquer motivo você não usa.

    Costura um botão aqui, uma renda lá, e quando vai ver a roupa sem graça,está de cara nova, e com ar de roupa moderna e com estilo próprio.

    E além de tudo ao final do trabalho feito à mão, você tem uma satisfação enorme, dando a impressão que acabamos de comprar uma peça de roupa nova.

    Parabéns pelo texto! ele nos remete a muitas lembranças de infância, pois com certeza sempre em toda familia alguém costurava à mão alguma peça de roupa.

    Eu mesma comecei bem pequena a costurar a mão as roupas de minha boneca.

    bjs.

    Liliblueberries

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:15

      eu sei, você me contou :) e eu aprendi com você!!

      Responder
  42. Tatiana disse:
    29 de junho de 2011 às 07:34

    Pra falar a verdade, eu só sei mesmo costurar à mão. Tenho máquina, aprendi o básico, mas dominar ainda não domino. Em compensação, costuro à mão desde criancinha, quando aprendi com minha mãe e minha vó a fazer roupinhas de boneca. Hoje em dia uso pra consertar roupas, modificar. Uma vez costurei um aplique grande nas pernas de uma calça jeans, que eram retas e eu queria boca de sino. Tudo à mão. Adoro! Adorei você falar disso, porque parece que esse tipo de costura é meio relegado a um plano menor, né? Mas, na verdade, é só um outro jeito de trabalhar, tão importante como todos.

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:21

      deveria ser mais valorizado ainda, a começar pelo tempo investido e paciência, não é? :)

      Responder
  43. sheila disse:
    29 de junho de 2011 às 08:23

    Costurar a mão realmente tem seu charme (e a praticidade de poder levar a costura à qualquer lugar). Especialmente para alguns mimos de criança a costura a mão é indispensável. Recentemente customizei a mochilinha do meu filho com apliques de feltro e um bonequinho de tecido e foi um sucesso, as crianças adoraram. O resultado pode ser conferido no blog: http://www.tsuruhaus.wordpress.com

    bjs.

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:19

      que bontininha a mochila. o modelo me lembrou uma com asinhas, do filme Verão Feliz, você viu?

      Responder
  44. 29 de junho de 2011 às 13:03

    Olá, sou seguidora e estou sempre lendo as novidades dess blog lindo e inteligente (porque as participantes são :)
    Adorei a homenagem as costuras, costureiras (minha mãe era e suas três irmãs também são, com registro em carteira). O que sei é que antigamente antes da máquina costurava-se à mão. Minha mãe me ensinou algumas coisas como barras de calça, não deixar nada descosturado ou rasgado e acho isso muito cultura! E muito interessante.

    Abraços,

    Elaine

    Responder
  45. Carol disse:
    29 de junho de 2011 às 18:02

    Oie tudo bem?
    Nossa eu amei esse post =), bom eu tenho uma máquina de costura que comprei há quase 1 ano e usei pouquíssimas vezes ela, comprei praticamente por impulso mesmo estou percebendo que gosto mais de costurar á mão do que á máquina, até coloquei uma enquete no meu blog perguntando o que o pessoal mais queria ver por lá e tal e citei várias coisas, pq se alguma delas que ganhasse usasse máquina de costura eu iria poder usá-la mais né só que o pessoal escolheu um ítem que só dá p/ ser costurado á mão: chaveiros em feltro, então é o que estou dando prioridade agora, claro que ter uma máquina de costura é legal, é fácil de usar mas acho que costurar á mão é mais prazeroso e mais valorizado tb.
    Eu adorei o post e espero ver mais posts como esse =), parabéns ao Superzíper.
    Bjs!

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:17

      vão aparecer mais. as vezes eu filosofo, principalmente costurando, rs

      Responder
  46. Regiane (cotinha de pano) disse:
    29 de junho de 2011 às 21:32

    Olá meninas, comecei a costurar à mão quando era pequena para poder fazer roupas para bonecas, depois foram as bolsinhas e depois que migrei para a máquina de costura, há coisas que só podem ser feitas na mão mesmo.

    Responder
  47. Ana Carolina Zangerolamo disse:
    30 de junho de 2011 às 10:56

    Costurar à mão sim, porque não?!!!

    Nesse momento estou aplicando rendas em uma camiseta e li esta matéria com muito gosto. A vida moderna nos empurra cada vez mais para tudo pronto, mas o prazer e a energia de fazer à mão algo faz toda diferença. Me lembrei de um filme lindo “Colcha de retalhos”, vale a pena ver e quem sabe fazer. Parabéns meninas.

    Responder
    • Claudia disse:
      01 de julho de 2011 às 00:16

      vou procurar o filme, obrigada pela dica!

      Responder
  48. sandra disse:
    01 de julho de 2011 às 12:23

    Costurar à mão é pura paz; gosto de presentear os amigos com presentes feitos por mim, eles não imaginam quantas lembranças e energia boas estão contidas em uma peça artesanal. Moro no sul e, com o frio que está fazendo, uma ótima alternativa de lazer e prazer é ficar em casa “viajando” com tecidos, lãs e linhas.

    Responder
  49. Romi Sato disse:
    01 de julho de 2011 às 17:17

    Cláudia, lindo post, amo costurar a mão! Fiz cortina dupla face para o quarto em um dia, durou horrores, no fim o tecido não aguentou e a minha costurinha firme e forte. Transformei um casaco que ganhei da London Fog em bolsa em dois dias. A bolsa fez mais sucesso que o casaco em si. Mami diz que herdei o dom da minha avó. Herdei dela tbem a máquina de costura, uma Pfeiffer antiga e linda, mas cadê a coragem para mexer na preciosidade rsrsrsrs bjos!

    Responder
  50. Paola Garcia disse:
    02 de julho de 2011 às 14:29

    Ai, adoro costurar à mão também. O projeto mais complexo que já fiz foi uma bola de praia de tecido recheada com fibra de silicone. Levei meses costurando os gomos nos minutos livres que tinha, mas valeu a pena, dei de presente pro bebê de uma amiga que adorou, e quando eu disse que tinha costurado à mão, ela contou que o filhote dela já tinha ganhado de tudo, mas industrializado, e que meu presente craft era o mais especial.
    Esse tipo de reconhecimento pelo tempo e carinho gastos numa costura à mão faz valeu a pena

    Responder
  51. giovanna pavan disse:
    07 de julho de 2011 às 14:03

    olha acho muito legal tocar nesse assunto não costuro à mão mas meu sonho é aprendeer as técnicas. adoro o site e sempre indico a todos que gostam do assunto craft usei o tema até em uma prova da facul. beijos!!!!!!!!!

    Responder
  52. Maria Hortencia Silvestre disse:
    11 de julho de 2011 às 17:27

    Boa tarde
    Otima materia.É tudo de bom costurar á mão, faço isto há uns 30 anos,e não cansei ainda.
    Estou sempre inventando alguma coisa.Portanto mãos a obra jovens.

    Responder
  53. Maria Hortencia Silvestre disse:
    11 de julho de 2011 às 17:30

    Boa tarde
    Otima materia,costuro a mão já faz uns 30 anos e não cansei ainda.
    Portanto mãos a obra moçada.

    Responder
  54. 04 de agosto de 2011 às 11:38

    Adoooro custurar, não tenho máquina de costura ainda.
    Tenho dois empregos, saio de casa 5:40 da manhã e chego em casa 20h da noite, tempo pra mim é luxo.
    Por conta disso eu resolvi reaproveitar umas camisas velhas esburacadas e uns lenços pra fazer uma colcha de fuxicos. E é assim todo dia uns fuxiquinhos prontos antes de dormir. Fuxiquinho por fuxiquinho minha colcha nova vai aparecendo.
    Lindo post!

    =D

    Responder
  55. Izabela disse:
    28 de outubro de 2011 às 17:20

    Olá pessoal!
    Como ainda não tenho a minha máquina de costura, me contento criando à mão.Estou fazendo um vestido,porém,falta o Zíper.Aqueles de vestidos sabem…pois é,mais eu tenho uma dúvida:Alguém sabe como colocá-los sem que fique feio?
    Se alguém puder me ajudar,me responda no izaalvescordeiro@gmail.com
    Obrigada!!!!

    Responder
  56. Monalisa disse:
    19 de dezembro de 2011 às 16:39

    AAAH , eu ameeei o post . Eu sempre costurei na mão , eu gosto muuuuito mesmo . :D

    Responder
  57. Monalisa disse:
    19 de dezembro de 2011 às 16:40

    AAH , eu amei o post, eu semre costurei a mão , eu amo ficar fazendo essas coisinhas *–* rs

    Responder
  58. Jeannie disse:
    05 de janeiro de 2012 às 04:36

    Amo costurar à mão… além dos consertinhos básicos, amo dar aquela difernça nas minhas peças… comprei minha máquina de costura agora… ainda estou aprendendo a mexer nela…
    Bjs p/ todas!!!

    Responder
  59. patricia izabel torres dos santos disse:
    20 de março de 2012 às 13:49

    costei muito e muito simple q masa

    Responder
  60. Ana Carolina disse:
    26 de abril de 2012 às 07:57

    Eu estou tentando aprender. Adoro ponto cruz e não tenho máquina. Entao, quero aprender pra poder fazer coisinhas bacanas customizadas…. Como nao tenho a pretensao de comprar uma maquina (que nem tenho espaço onde colocar!) estou me esforçando para aprender…… Adorei o site e coloquei no meu bookmark!

    Responder
  61. Amanda Bárbara disse:
    12 de julho de 2012 às 02:42

    Nossa que legal parei ate para ler os comentários gostei estou pensando em separar um dia pra costurar vai ser legal!

    Responder
  62. sandra disse:
    14 de julho de 2012 às 17:12

    vou fazer um vestido que tem pedraria, e vou costurar a parte de cima toda a mão , nunca fiz isso, mais vou ter que conseguir, quero só ver.

    Responder
  63. Gizelle Correia disse:
    18 de dezembro de 2012 às 02:39

    Adoreiiii *_*… Estou pensando em costurar a mão o vestido que vou usar no dia do meu noivado, estou super empolgada e espero conseguir… Rsrs
    Quero um tecido vermelho e bem bonito, pode me dar uma sugestão???
    Muito obrigada Bjão

    Responder
  64. Eunice disse:
    12 de fevereiro de 2013 às 01:39

    Nostálgico isso…
    Na minha adolescência eu tinha uma camisa chique de manga comprida, ganhada de uma tia. A usava em ocasiões apropriadas. Mas com o meu crescimento (nem tanto), porem, ela desfiou um pouco na costura de um dos braços. Deixada de lado por um bom tempo, resolvi usá-la. estava esquecida do defeito dela. A vesti, quando de repente me lembrei do defeito. Procurei levantando meu braço e estava perfeita.
    Era minha vó que tinha nos visitado e havia arrumado sem dizer nada. Tenho esta camisa até hoje. Minhas filhas já a usaram. Minha vó já se foi, mas seu conserto, hoje com esta sua postagem me levaram à emoção. como pode algo que minha vó fez me tocar tanto assim. Pra mim significa hoje o seu carinho e seu amor para comigo. Pois pela distância geográfica que sempre estivemos, ela não perdeu tempo e o demonstrou com um conserto tão singelo e silencioso! Ai meu Deus… que amor… minha vó linda… a amo muito….

    Responder
  65. Eunice disse:
    12 de fevereiro de 2013 às 01:44

    Eita nós..
    Nem me lembrava desta foto que apareceu neste meu comentário anterior!
    Então, o vestido que estou nesta foto, foi eu que fiz, para minha formatura e usei no aniversário de 15 da minha filha!. Mas, feito à máquina…
    Na peleja mesmo, pegando molde de uma revista, etc e tal.

    Responder
  66. Layana Costa disse:
    04 de novembro de 2013 às 21:04

    Que lindo esse post. Estava tentando criar coragem para fazer “travessuras” na costura de uma bolsa… vou tentar! Me deu um ânimo muito bom, além de saber que serve como terapia… grande beijo á você! Continue escrevendo! =)

    Responder
  67. lala disse:
    24 de novembro de 2013 às 10:33

    kk eu ja faço querida

    Responder
Deixe seu Comentário

«
»